Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Visitantes encontram ambiente propício para ver e testar novidades e trocar experiências – FCE 2019

Renata Pachione
10 de agosto de 2019
    -(reset)+

    Entre os destaques da Alpha Química, figuraram o Microcare Riam (Thor), um agente condicionante para tratamento capilar; Purasal Moist XS (Corbion), indicado para aumentar a hidratação da pele, e o Sanilac 80 (também da Corbion), um bactericida e antiviral. Da Merck foram apresentados o Ronacare Cyclopeptide 5, ativo anti-idade e antirrugas, e o Ronacare Nicotinamide, com niacinamida vitamina B6 para pele, que possui ação de clareamento com propriedade anti-inflamatória, e o Ronacare Sereneshield, um regulador da oleosidade e da flora microbiana da pele.

    Química e Derivados - Robô HC-10 auxilia humanos na produção de farmacêuticos

    Robô HC-10 auxilia humanos na produção de farmacêuticos

    FCE Pharma – A 24ª FCE Pharma, Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Farmacêutica se firmou como importante plataforma de negócios. O evento trouxe à luz questões como a rastreabilidade dos medicamentos, até porque a lei 13.410, de 28 de dezembro de 2016, do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM), prevê a rastreabilidade obrigatória de todos os medicamentos até 2022. Outro foco da exposição foram os incrementos tecnológicos da indústria 4.0 como fundamentos para o avanço do setor. Aliás, neste sentido, o prognóstico é positivo. Para a Interfarma – Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, daqui a três anos, o Brasil será o quinto maior mercado no ranking mundial. Hoje detém a sexta colocação, atrás de Estados Unidos, China, Japão, Alemanha e França.

    O evento contou com a ajuda o R&D Academy para trazer esses conceitos para a realidade do mercado. Batizado de laboratório do futuro, o espaço foi dedicado à exibição de tecnologias da indústria 4.0. Entre as empresas participantes estava a Yaskawa Motoman do Brasil que levou seus robôs para demonstrar processos de paletização e manipulação de materiais. Um deles, o modelo colaborativo HC-10, possui seis eixos e atende a aplicações diversas como montagem, carga e descarga, manipulação, empacotamento e paletização. Projetado para garantir a segurança do operador, o robô possui carga útil de 10 kg, alcance máximo de 1.200 mm e repetibilidade de ± 0.1 mm.

    Química e Derivados - Robô da Pollux inspeciona qualidade de produtos finais

    Robô da Pollux inspeciona qualidade de produtos finais

    Com o tema “Think Beyond, think Pharma 4.0”, o estande da Pollux expôs equipamentos para o final de linha e robôs para inspeção de qualidade, com sistemas de visão (câmeras) e Inteligência Artificial integrados. A ideia é dar conta de uma demanda reprimida. Estudos revelaram que apenas 20% da indústria farmacêutica alcançou um nível de maturidade digital avançado. “Estamos levando tecnologia de ponta e a experiência de mais de 22 anos no mercado para que as empresas possam se sentir seguras para investir em soluções que estejam em conformidade com a nova legislação”, afirmou Ricardo Gonçalves, diretor de Desenvolvimento de Negócios da Pollux.

    O equipamento fez a identificação individualizada de medicamentos, com o emprego de tecnologias de captura, armazenamento e transmissão eletrônica de dados. Além de realizar o procedimento de aglomerar vários cartuchos dentro de uma mesma caixa, o robô colaborativo integrado à linha de produção respondeu pela paletização das caixas montadas.

    A Bosch Packaging Technology deu destaque ao sistema Track & Trace integrado ao Pharma i 4.0 Starter Edition. Em conformidade com a regulamentação de rastreabilidade de medicamentos determinada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o sistema Track & Trace foi desenvolvido para acompanhar os medicamentos em toda a cadeia produtiva. Já o Pharma I4.0 Starter Edition, que atua atrelado ao sistema Track & Trace, combina três funcionalidades: gerenciamento de KPI (incluindo OEE), acompanhamento de eventos e monitoramento de condições. Esta solução de software é flexível e pode ser acessada em dispositivos fixos e móveis.

    Química e Derivados - Sistema Track & Trace atende as normas de rastreabilidade

    Sistema Track & Trace atende as normas de rastreabilidade

    Química e Derivados - Cromatógrafo Nexera conta com inteligência artificial

    Cromatógrafo Nexera conta com inteligência artificial

    Novidades em cromatografia também figuraram entre os expositores. A Shimadzu levou seu lançamento em cromatografia líquida de alta eficiência para as indústrias cosmética e farmacêutica. A nova série Nexera foi a atração do estande. Com recursos de Inteligência Artificial (AI), o equipamento permite que os dispositivos detectem e resolvam problemas automaticamente. Além de fazer as análises, o aparelho monitora o volume de fase móvel da gravimetria. “É um novo conceito de design, eficiência e inteligência”, pontuou Ariane Morguetti Nogueira, especialista em produtos da Divisão Analítica da Shimadzu. Outro ponto salutar diz respeito à produtividade. O Nexera acomoda até 17 mil amostras. “Um equipamento padrão opera com 600 amostras”, ressaltou. O ciclo de injeção, segundo a empresa, é de 7 segundos. O modelo anterior da Shimadzu chegava a 14 segundos.

    Por tradição, a Laborglas participa da FCE Pharma com o Grupo Vidy. Desta vez, no entanto, também tinha um estande próprio. O diretor executivo da Laborglas, Leonardo Pinheiro, quis apresentar suas empresas parceiras e mostrar ao mercado que hoje detém um portfólio completo. Um destaque ficou por conta da Lauda, empresa alemã com 60 anos de existência. Na ocasião, exibiu equipamentos de termorregulação e medição de temperatura. “São os melhores da categoria”, apontou Leonardo. O catálogo inclui banhos termostáticos, chillers e dedos-frios, tensiômetro e viscosímetros capilares, entre outros.

    O estande abrigou ainda uma amostra do portfólio de suas outras representadas: Heidolph, Hanna Instruments, Vaccubrand, Horiba, Pol Eko e Shimadzu, além dos produtos da sua marca própria, LGI. Apesar de ter sido criada há cerca de quatro anos, a linha foi oficializada há dois meses. E desde então só cresceu. Hoje conta com 60 itens – no início eram 15.

    O visitante da FCE Pharma também pôde conferir o lançamento da Evonik do polímero Eudragit Fl 30 D-55 no mercado brasileiro. Anunciado como um novo padrão para revestimentos entéricos, ele pode ser aplicado por meio de um processo suave, rápido e não pegajoso, além de permitir formulações sem plastificantes. Segundo a companhia, como produto unitário, os tempos de preparação da suspensão de revestimento podem ser reduzidos em até 70%.

    A FCE Pharma e a FCE Cosmetique foram um sucesso, segundo João Paulo Picolo, CEO da NürnbergMesse Brasil, empresa responsável pelas feiras. O interesse pelas atrações durante os eventos e os corredores do pavilhão lotados refletiram o entusiasmo do público. Tudo indica que os visitantes se permitiram ter novas experiências, e agora aguardam serem surpreendidos pela 25ª edição, agendada para 2 a 4 de junho de 2020, no São Paulo Expo.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *