Tratamento de Água

Tratamento de água residuária a base de xilose em reator descontínuo visando à produção de biometano – Artigo técnico

Quimica e Derivados
12 de julho de 2017
    -(reset)+

    Ajuste do modelo cinético da rota metabólica anaeróbia da xilose

    O ajuste cinético permitiu analisar o consumo de xilose, a formação de ácidos acético e propiônico, e a formação de metano (Figura 3), sendo o acúmulo desses ácidos relacionado com a eficiência de remoção em DQO, ou seja, a biomassa anaeróbia conseguiu assimilar praticamente toda a xilose disponibilizada (etapa de hidrólise e acidogênese), mas não consegue converter os ácidos formados em metano (etapas acetogênica e metanogênica). A Tabela 3 contém os parâmetros cinéticos, mostrando as velocidades específicas de consumo de xilose e de formação de metano maiores para o modo batelada, justificando o melhor desempenho.

    Química e Derivados, Tratamento de água residuária a base de xilose em reator descontínuo visando à produção de biometano - Artigo técnico

    Tabela 3. Parâmetros cinéticos referentes ao ajuste do modelo cinético na operação em batelada (B) e batelada alimentada (BA) na condição de alimentação de 5000 mg-DQO/L

    Química e Derivados, Tratamento de água residuária a base de xilose em reator descontínuo visando à produção de biometano - Artigo técnico

    Figura 3. Perfis de consumo de xilose, formação de ácidos acético e propiônico, e formação de metano na operação em batelada (B) e batelada alimentada (BA) na condição de alimentação de 5000 mg-DQO/L (pontos – experimental; linha – modelo)


    Página 3 de 41234

    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *