Tintas e Revestimentos

Tintas e revestimentos – Pandemia permite ampliar operações

Hamilton Almeida
10 de setembro de 2020
    -(reset)+

    Tecnologia – A evolução das tintas de proteção anticorrosiva passa, na opinião de Tramontini, por tintas de alto sólidos ou sem solventes, aumentando o seu rendimento e reduzindo emissões de hidrocarbonetos ao meio ambiente. “O uso de novas tecnologias de resinas e agentes de cura tem proporcionado maior proteção anticorrosiva, atendendo um alto desempenho das tintas. Propriedades de cura rápida nesses novos revestimentos aumentam a produtividade e o retorno rápido ao serviço – características importantes para os clientes, pois trazem reduções de custos”.

    Química e Derivados - Demanda do setor naval e de óleo e gás permanece ativa ©QD Foto: Divulgação

    Demanda do setor naval e de óleo e gás permanece ativa

    O gerente avalia que o desafio está na aplicação dessas novas tecnologias de altos sólidos e sem solventes, pois nem todos os aplicadores e clientes possuem os equipamentos adequados, o que acarreta, em alguns casos, a diluição desses produtos para facilitar a aplicação em equipamentos de spray convencionais, ou seja, maior utilização de solventes, quando tecnicamente permitida. Os produtos altos sólidos e sem solventes são desenvolvidos para aplicação sem diluição.

    A PPG é, segundo Silveira, reconhecida mundialmente pela qualidade de seus produtos e pelas inovações tecnológicas, sempre atendendo os requisitos das normas internacionais. “Temos um vasto portfólio de produtos com os quais podemos alcançar as expectativas dos clientes com sistemas extremamente simples e fáceis de aplicar, que garantem, além da proteção dos ativos, uma produtividade ímpar para quem os aplica”, destaca.

    Patrícia afirma que “quando se trata de revestimentos de proteção, não existe uma solução única para todos. Quer se trate de menos camadas, um ciclo de vida mais longo, tempos de secagem mais rápidos, retorno mais rápido ao serviço ou compostos orgânicos voláteis mais baixos (VOCs), estamos sempre pensando em maneiras de melhorar os produtos e serviços”.

    Química e Derivados - Operador aplica o Firetex M90/03 com tela sobre viga de aço ©QD Foto: Divulgação

    Operador aplica o Firetex M90/03 com tela sobre viga de aço

    “Como indústria altamente regulamentada, os revestimentos devem passar por um processo de verificação intensivo e completo. Os testes de produtos realizados pelas equipes internas de pesquisa e desenvolvimento, juntamente com organizações de terceiros, asseguram que os produtos atendam ou excedam as especificações do setor”, salientou.

    A Sherwin-Williams é uma participante ativa das organizações globais como SSPC, Nace, Norsok, IMO PSPC, Awwa, entre muitas outras, para orientar os padrões e práticas da indústria, requisitos de desempenho e protocolos de teste para avançar na indústria de revestimentos de proteção.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *