Tintas e Revestimentos

Tintas e Revestimentos: Cargas e aditivos evoluem

Hamilton Almeida
31 de agosto de 2019
    -(reset)+

    Química e Derivados - Rodrigues: consumidor atento exige mais aditivos funcionais

    Rodrigues: consumidor atento exige mais aditivos funcionais

    Fabrício manifesta que, “nos últimos anos, o setor de tintas e revestimentos evoluiu significativamente no Brasil. Hoje, a busca por produtos funcionais e trabalho colaborativo junto à cadeia de suprimentos tem permitido maior aderência às regulamentações e protocolos globais. A própria evolução no comportamento do consumidor e a digitalização, atrelados também à indústria 4.0, têm encorajado tanto os fabricantes e fornecedores, cada vez mais, a buscar produtos funcionais, mais eficientes, que agregam valor aos negócios e sejam sustentáveis para o planeta em que vivemos”.

    Fernando relata que, quando o assunto é aditivo, “cada segmento de tinta procura desde um produto alternativo até a solução de problemas. Notamos que o mercado tem buscado fazer produtos melhores e rastreiam aditivos que proporcionam maior resistência do filme da tinta, efeitos de superfície e tensoativos que auxiliam na interação das matérias primas da tinta”.

    Química e Derivados - Fernando: seleção de insumos ajuda a formular com economia

    Fernando: seleção de insumos ajuda a formular com economia

    Despesas – “Redução de custos tem sido uma palavra muito recorrente na divisão de tintas. Todos demandam opções de matérias primas com menor custo”, sentencia Fernando. “Muitas vezes, para se obter produtos mais rentáveis, não necessariamente o uso de matérias-primas mais baratas vai ajudar. É muito importante avaliar o desempenho que essa matéria-prima proporciona em uma formulação de produto. O nosso foco é oferecer matérias-primas que auxiliem os clientes a ter produtos melhores e mais rentáveis, com o desempenho que se deseja e com os custos adequados”.

    Alexandre diz que a Colormix Especialidades sempre enfatiza que o desempenho do produto final não pode ser alterada. “Portanto, a garantia de um produto eficaz, com excelente procedência e estável, deve ser sempre considerada em qualquer alteração, para não se ter um prejuízo maior no futuro”, adverte.

    “Buscamos entender as necessidades dos clientes, sempre com o melhor custo-benefício para ambos. Trabalhamos com a renomada empresa de aditivos BYK, que possui extensa linha de aditivos umectantes, dispersantes, de superfície, antiespumantes, reologia, etc. E com a empresa de cargas funcionais Hoffmann, que oferece produtos únicos para proporcionar aos acabamentos e fundos altas resistências químicas e físicas”, salienta.

    Karina expõe que a Miracema tem tentado se diferenciar de outras formas e não apenas reduzir o custo dos aditivos, pois nem sempre isso é possível sem perder a qualidade e o desempenho. “Temos trabalhado em aditivos que tragam melhorias para as tintas, como é o caso do Liocoat 949. É um alcalinizante para substituição da amônia no acerto de pH das tintas e complementos. Além de cumprir com a função principal de alcalinizar o meio, ele incrementa consideravelmente a lavabilidade das tintas. O uso do Liocoat 949 também potencializa a ação do espessante e o mesmo pode ser otimizado na formulação trazendo redução no custo da fórmula”.

    Ela prossegue: “Outro produto que temos trabalhado é o Liofoam 159. Trata-se de um antiespumante com o conceito é usar pouco, pois, em dosagem baixas, o produto é altamente eficiente. O uso excessivo de antiespumante pode gerar vários efeitos colaterais para a tinta, como perda de brilho, defeitos no filme, perda do poder de cobertura e rendimento. Quanto menor for a dosagem, melhor será o resultado final”.

    Selena lembra que os formuladores tem um limitante na redução de custos, que é o respeito a uma qualidade compromissada de seus produtos. “O esforço que a Metachem tem realizado com os clientes é o de apresentar aditivos alternativos de nossas representadas, que mantenham a qualidade da formulação muito próxima ao especificado, mas com custos menores”, ressalta.

    Fabrício sublinha que “é importante enfatizar que o comércio de tintas se mantém estável e há uma migração para produtos de maior valor agregado. Ou seja, independente das oscilações do ponto de vista macroeconômico, para o cliente ou consumidor final em qualquer etapa da cadeia, o custo ou preço vai ser sempre proporcional ao benefício que aquele produto ou serviço entrega. Esse é um dos pilares de sustentação do nosso crescimento orgânico nos últimos anos”. Ele é enfático: “Dentro da nossa perspectiva, quem não estiver aberto a mudanças e adaptações constantes para criar diferenciação, não sobrevirá”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *