Tecnologia ambiental – Notícias: Solvay oferta serviços de conservação de energia

Tradicional no setor químico, a belga Solvay está diversificando seus negócios e recentemente passou a ofertar ao mercado serviços de implantação de medidas de eficiência energética para a indústria. No mundo, a Solvay já atua no ramo há alguns anos, e o Brasil agora faz parte do novo escopo de negócios com a criação da unidade Solvay Energy Services.

O plano nasceu da experiência própria da empresa, que possui um programa interno chamado Solwatt, cujo propósito é até 2020 reduzir em 10% o consumo de energia equivalente a gastos anuais de 1,2 bilhão de euros em todas as suas 110 unidades espalhadas pelo mundo.

Segundo o gerente de desenvolvimento de negócios da Solvay Energy Services, Paulo Miotto, o pacote ofertado a várias indústrias de médio e grande porte do país envolve diagnósticos de conservação de energia, criação de plano de medidas e a implantação de técnicas de redução de consumo, tanto na área de utilidades como em processo, tendo em

vista a expertise técnica do grupo belga, presente em várias frentes da produção química, ampliada desde 2011 com a aquisição da francesa Rhodia.

Além disso, a unidade de negócios também cria um sistema que incentiva os funcionários do cliente a dar sugestões, as quais, após passarem por avaliação, no caso de se mostrarem eficazes, podem vir a ser adotadas na fábrica. A intenção é não limitar as ofertas ao setor químico, mas a qualquer indústria. Isso porque a experiência da Solvay em conservação de energia, segundo Miotto, revela que as maiores oportunidades estão em atividades comuns a qualquer setor: uso do vapor industrial, torres de resfriamento, sistemas de ar comprimido e ar-condicionado, iluminação e os trocadores de calor dos processos. Outro ponto que a Solvay Energy Services se encarrega é o de captação de recursos para os projetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios