Tecniplas: sinônimo de excelência na transformação de compósitos

Líder brasileira em tanques, tubos e equipamentos especiais de compósitos em PRFV

Líder brasileira em tanques, tubos e equipamentos especiais de compósitos em PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), a Tecniplas acaba de completar 45 anos de atividades ininterruptas.

Situada em uma área de 32 mil m² na cidade de Cabreúva, no interior de São Paulo, a companhia foi adquirida pelos atuais controladores, a família Rossi, em 1992.

Mais do que celebrar a data – um feito em se tratando de uma empresa brasileira, diga-se –, a Tecniplas quer seguir se diferenciando no mercado através da performance dos seus produtos, observa Luis Gustavo Rossi, diretor.

 

Luis Gustavo Rossi, diretor da Tecniplas
Luis Gustavo Rossi, diretor da Tecniplas

“Adotamos um patamar de tecnologia e qualidade diferente do que, em regra, é utilizado hoje em dia no Brasil.

A Tecniplas atua há 45 anos na fabricação de reservatórios, tubulações e equipamentos que ficam em contato com produtos químicos altamente corrosivos, além de água e esgoto. Temos, portanto, um enorme histórico de aplicações bem-sucedidas para compartilhar”, resume.

Só de tanques o número já passa de 7 mil, calcula Rossi, volume que se soma a quilômetros de tubos e centenas de colunas, chaminés, scrubbers e torres de vinhaça, entre outros equipamentos especiais.

“Todos fabricados de acordo com normas técnicas brasileiras ou internacionais e sob um rígido controle em termos de qualidade de matérias-primas, processos e rastreabilidade”.

Os reservatórios, tubulações e equipamentos da Tecniplas são consumidos principalmente por empresas cujo tipo de operação é bastante complexo, a exemplo de fábricas de papel e celulose, usinas de álcool e plantas químicas.

A Tecniplas também tem crescido no setor de saneamento básico, combinando a sua elevada expertise técnica com as vantagens típicas dos compósitos – se processado de acordo com as normas técnicas, o material supera o concreto e o aço em termos de durabilidade e custo-benefício.

Tanques fabricados em 1981 foram substituídos em 2019. À direita, reservatório da Tecniplas continua firme e forte depois de 40 anos na ativa
Tanques fabricados em 1981 foram substituídos em 2019. À direita, reservatório da Tecniplas continua firme e forte depois de 40 anos na ativa

“É tão bom e dura tanto que, infelizmente, demoramos para vender outro”.

Dita em tom jocoso, essa frase costuma ser ouvida nos corredores das empresas que processam os compósitos.

Ou melhor, das que moldam o material de acordo com as normas, caso da Tecniplas.

Por exemplo, em 2019 a empresa substituiu dois tanques que havia fornecido para um cliente argentino no longínquo ano de 1981.

E é do mesmo ano o reservatório que ainda está em operação em outro cliente da Tecniplas – neste caso, uma empresa do interior de São Paulo.

Sobre a Tecniplas


Fundada em 1976, a Tecniplas é a maior fabricante brasileira de tanques e equipamentos especiais de compósitos em PRFV (plástico reforçado com fibras de vidro).

Situada em Cabreúva (SP), onde mantém uma fábrica de 32 mil m², a Tecniplas atende os setores de álcool e açúcar, papel e celulose, cloro-soda, química e petroquímica, fertilizantes, alimentos e bebidas e saneamento básico.

Para mais informações, acesse www.tecniplas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios