Meio Ambiente (água, ar e solo)

Sustentabilidade – Cadeia produtiva consolida esforços

Hamilton Almeida
22 de agosto de 2015
    -(reset)+

    Química e Derivados, Bertrand Conquéret, da Henkel, falou sobre o TfS

    Bertrand Conquéret, da Henkel, falou sobre o TfS

    As avaliações, elaboradas pela EcoVadis, reconhecida prestadora de serviços de avaliação no segmento de sustentabilidade, baseiam-se em questionários e o resultado é refletido em um detalhado sistema de pontuação, que inclui aspectos como meio ambiente, práticas de trabalho, práticas comerciais justas e gerenciamento dos fornecedores. Os resultados são disponibilizados na plataforma EcoVadis para os membros do TfS.

    Os fornecedores participantes do programa têm que preencher apenas um formulário padronizado globalmente, e não múltiplos questionários com informações relevantes sobre sustentabilidade fornecidas a todos os compradores. Fica dispensada, portanto, a realização de avaliações ou auditorias de sustentabilidade separadas com cada um dos fornecedores.

    “Uma auditoria para um vale para todos” é o lema, segundo Eberhard. “Queremos evitar avaliações duplas ou múltiplas. Esta é uma forma de ser mais eficiente, reduzir custos, e melhorar o relacionamento com os fornecedores e a sustentabilidade, pois os fornecedores poderão melhorar os seus processos”, acrescentou.

    As auditorias são baseadas em critérios adotados por todos os membros do TfS e são realizadas por empresas parceiras, com representantes em todo o mundo (ex.: SGS). Ao contrário das avaliações, as auditorias compreendem visitas físicas em cada fábrica. Os resultados, assim como os Planos de Ação Corretiva relacionados, também são divulgados na plataforma EcoVadis.

    Até a metade deste ano foram realizadas mais de 7.800 avaliações e mais de 300 auditorias externas; foram definidos 32 critérios de auditoria e mais de cem auditores foram qualificados. Esse processo, que é contínuo, iniciou-se na Ásia e depois se espalhou pela Europa e Américas. Calcula-se que o Brasil responda por aproximadamente 4% das avaliações. A Europa lidera, com 42%, seguida da China (22%), resto das Américas (18%) e resto da Ásia (14%).

    “Nosso objetivo é a aquisição responsável de bens e serviços, como também a melhoria das normas ambientais e sociais de fornecedores da indústria química em todo o mundo”, concluiu Eberhard.

    A expectativa da Henkel na América do Sul é atingir os padrões de sustentabilidade em 90% dos seus fornecedores até o final deste ano, revelou Ignacio Martínez Sabino, da área de comunicação corporativa responsável por Argentina e Chile.

    Para ingressar como membro no TfS a empresa precisa alcançar a nota mínima de 60 pontos. Entre os parâmetros adotados estão gestão, ambiente, saúde e segurança, trabalho e direitos humanos e governança corporativa. Os custos de adesão são variáveis. Uma avaliação, por exemplo, pode custar US$ 500 e uma auditoria, US$ 2 mil. Há empresas que abonam € 30 mil anuais. O TfS emite relatórios com avaliações e notas e promove treinamento para os fornecedores e o pessoal de compras das empresas.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *