Solventes – Alternativas verdes se consolidam no mercado de tintas

A Oxiteno possui uma ampla linha de solventes oxigenados, constituída por glicóis, éteres glicólicos, acetatos, cetonas, álcoois e coalescentes. “Como maior empresa de etoxilação da América Latina, contamos com uma linha de tensoativos não-iônicos, aniônicos e outros aditivos que completam nosso portfólio.” Recentemente, a empresa lançou opções de solventes e tensoativos que trazem benefícios ao meio ambiente e ao ser humano. “Em 2010, esses produtos já representaram 16,5% do volume de produtos vendidos pela empresa nesse segmento”, revela Nadia. A Oxiteno é detentora de diversas tecnologias para a produção de solventes, tais como etoxilação, esterificação e hidrogenação, que permitem a diversificação de portfólio.

O cardápio de solventes oxigenados da Rhodia é constituído por uma linha composta por seis famílias químicas (acetatos, cetonas, álcoois, glicóis, ceto-álcoois e cetais), abrangendo todas as faixas de evaporação (da mais rápida à mais lenta). “Apresentam propriedades totalmente alinhadas às atuais e futuras tendências ambientais”, salienta Castanho.

Recentemente, a Rhodia lançou a linha de solventes de fonte renovável sob a marca Augeo. Segundo Castanho, “o primeiro produto da linha, o Rhodia Augeo SL 191, é um solvente inovador, derivado da glicerina, destinado a diversas aplicações em tintas e vernizes. É um solvente de lenta evaporação, que agrega propriedades técnicas capazes de oferecer maior produtividade e menor consumo no processo de fabricação desse setor”.

Com esse produto, “a Rhodia amplia a sua presença em um segmento especializado do mercado de solventes, oferecendo uma inovação que substitui, com desempenho superior, os glicóis éteres e seus acetatos de fonte petroquímica, alguns deles agressivos à saúde humana e ao meio ambiente”, acrescenta Castanho.

Revista Química e Derivados - Marcelo Oliveira, gerente do negócio de intermediários para a América do Sul da Invista, solventes
Oliveira: mudanças regulatórias estimulam uso dos novos solventes

Já a Invista fornece a linha de solventes FlexiSolv dividida em três categorias: os ésteres DBE, os álcoois benzílicos e as microemulsões. “Os solventes FlexiSolv são parte do negócio de especialidades químicas, um segmento que fornece soluções inovadoras para clientes em diversas aplicações, como fibras têxteis, carpetes, poliuretanos, transporte, revestimentos, adesivos, intermediários farmacêuticos, soluções para limpeza, fragrâncias e tintas de impressão”, afirma Oliveira.

Em um mercado de crescentes regulamentações em meio a muitas matérias-primas, Oliveira diz que “os solventes FlexiSolv oferecem soluções alternativas atraentes para os usuários e formuladores. Por exemplo, o éster FlexiSolv DBE oferece excelente solubilidade, baixa evaporação e é biodegradável”. Além disso, ele ressalta que os materiais utilizados na linha de solventes FlexiSolv passam por uma extensiva vistoria para atender aos diversos critérios referentes à saúde, segurança e meio ambiente.

“O solvente com microemulsões FlexiSolv permite que se tenha maior eficiência com menos quantidade de produto, uma vez que parte do solvente é substituída pela água”, observa Oliveira. É considerada uma “excelente solução para os formuladores que buscam redução de custo”.

[box_light]Leia também: Solventes – Tintas e vernizes lideram a demanda
[/box_light]

[box_light]Leia também: Solventes – Caem as vendas dos alifáticos e aromáticos
[/box_light]

Página anterior 1 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios