Adesivos, Colas e Selantes

Silicones – Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção

Renata Pachione
7 de outubro de 2020
    -(reset)+

    Química e Derivados - Silicones - Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção ©QD Foto: iStockPhoto

    Consumo de silicones para vedações está consolidado

    Novos paradigmas alçam o silicone ao protagonismo. Versátil e multifacetada, essa matéria-prima tem sido peça-chave para a indústria química se moldar às atuais exigências dos consumidores. Sinônimo de inovação, o material agrega valor às aplicações, incorporando tecnologia à cadeia de diversos produtos.

    Química e Derivados - Silicones - Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção ©QD Foto: iStockPhoto

    Raquel: silicone permite criar ingredientes multifuncionais

    Não por acaso, a sua penetração no segmento de cuidados pessoais (personal care) não para de crescer. O material traz inúmeras contribuições a aplicações que prezam pela diferenciação. “Os silicones são ferramentas essenciais para que o formulador transforme os desejos do consumidor em produtos inovadores”, afirma Raquel Santos, responsável pelo suporte técnico na América Latina para o mercado de cosméticos na Elkem Silicones Brasil.

    E vai além. Segundo ela, por se tratar de um conjunto de famílias com distintas modificações em suas estruturas e, por cada família proporcionar diferentes benefícios em uma formulação cosmética, o silicone vai ao encontro das exigências do consumidor que hoje prioriza a combinação entre a eficácia do produto e a experiência, seja em sensorial ou em texturas diferenciadas. “É significativo reforçar que apenas o silicone consegue proporcionar todas essas características e benefícios ao mesmo tempo, se mostrando assim versátil e multifuncional”, diz Raquel.

    Aposta-se que, em alguma medida, essa versatilidade consiga driblar o alto custo. Segundo Cássia Picirilli, gerente de vendas da Wacker, o silicone oferece diferentes soluções que atendem posicionamentos de mercados variados, podendo ser utilizado em produtos de baixo custo até o premium. Ela também destaca que, como as concentrações utilizadas nas formulações em geral são baixas, mesmo para as tecnologias de maior valor, o custo em uso será baixo também, com a vantagem de benefício imediato.

    Química e Derivados - Silicones - Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção ©QD Foto: iStockPhoto

    Vianna: silicone é um aliado para melhorar sustentabilidade

    Paulo Vianna, gerente geral da Momentive Performance Materials na América Latina, ressalta que o consumidor brasileiro – talvez pela instabilidade econômica da última década – ainda é sensível à questão do preço. Por isso, o grande desafio é ofertar a inovação esperada pelos consumidores, de forma que não só agregue valor ao produto, mas também otimize os processos industriais do cliente.

    De qualquer forma, mesmo em momentos de crise como essa sem precedentes da Covid-19, a demanda pelos silicones em formulações de cosméticos continua aquecida. Para Vianna, alguns clientes estão seguindo com seus projetos e conseguindo, inclusive, superar os impactos da pandemia devido a lançamentos que contam com especialidades de silicone em sua formulação. Empregado em praticamente todas as categorias de produtos de cuidados pessoais, a molécula possui propriedades únicas que a torna apta para acompanhar o dinamismo dessa indústria.

    Tendências – Um dos conceitos do momento é o Clean Beauty (em tradução livre: beleza limpa). Essa ideia está presente no lançamento da família Puresil, uma resposta da Elkem à tendência das formulações minimalistas. Trata-se de linha desenvolvida para especialidades, englobando os elastômeros de silicone em gel e as resinas formadoras de filme. A proposta é ir além do sensorial e da amenização de rugas e linhas de expressão. Com um só insumo, o produto oferece diferentes benefícios: age como um modificador de sensorial que proporciona efeito matte, além de auxiliar a espessar a fase oleosa, aumentar o Fator de Proteção Solar (FPS) e estabilizar dispersões de pigmentos. “Está alinhada à busca do mercado por matérias-primas que sejam multifuncionais”, ressalta Raquel.

    Química e Derivados - Silicones - Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção ©QD Foto: iStockPhoto

    Elastômero de silicone em gel possui 80% de conteúdo natural

    Química e Derivados - Silicones - Levam inovação a vários mercados, dos cosméticos à construção ©QD Foto: iStockPhoto

    Freire: investimentos ampliam o rol de mercados atendidos

    Essa família se caracteriza pelo pequeno tamanho de partículas e pela alta homogeneidade na sua distribuição, permitindo melhor formação de filme e, por consequência, um sensorial aveludado e efeito blur intensos. “Outro diferencial é que nenhum elastômero da linha Puresil possui formação de grumos na aplicação, algo que é muito identificado em elastômeros de silicone em gel de forma geral”, diz.

    Lucas Freire, presidente da Elkem Silicones Brasil, destaca que o investimento nos elastômeros de silicone em gel é só uma parte do que a companhia vem fazendo. A Elkem está desenvolvendo produtos como o LSR Select (sistema avançado e patenteado de materiais, projetado para aprimorar a operação, controle, flexibilidade e produtividade dos processos de moldagem por injeção de borracha de silicone líquido), além de investir em muitas outras áreas para atender novas aplicações na área médica, eletrônicos e impressão 3D. Freire conta ainda que a companhia acabou de adquirir a Polysil, uma das principais fabricantes chinesas de elastômeros e resinas de silicone.

    A Momentive tem novidades para o mercado de cosméticos. Uma delas trata-se do Silform Hydroflex, um formador de filme que promove maior durabilidade e resistência à transferência dos produtos de maquiagem. Aliás, essa característica dialoga com a atual necessidade do uso de máscaras. “O silicone consegue agir como formador de filme aumentando a durabilidade da maquiagem e evitando a transferência para os tecidos e para as próprias máscaras”, diz Vianna.

    Em resposta à tendência de consumo consciente, ele também cita o Silsoft EAU Microgel, cuja tecnologia permite aos formuladores de personal care diminuir a quantidade de ingredientes utilizados em seus produtos, tornando todo o processo industrial mais dinâmico e sustentável.

    Vianna está confiante no avanço da demanda de produtos para cuidados pessoais, a ponto de anunciar que a planta de Itatiba-SP recebeu investimentos significativos em novos equipamentos, que ampliaram a sua capacidade produtiva, possibilitando a produção local de algumas matérias-primas direcionadas ao segmento e também para as áreas agrícola, têxtil e industrial. Aliás, a Momentive vem substituindo a importação de alguns compostos de silicones pela produção local. “Alguns produtos passaram a ser produzidos localmente e outros estão em processo de aprovação e validação junto aos clientes”, informa.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *