Meio Ambiente (água, ar e solo)

Serviços: Demanda cresce mais pela terceirização

Maria Silvia Martins de Souza
3 de fevereiro de 2001
    -(reset)+

    Outra grande empresa, a Solvay, buscou solução diferente para reduzir custos: desativou seu controle de qualidade e terceirizou-o aos próprios funcionários, que criaram a Conceito Tecnologia Química S/C Ltda. A prestadora, que ocupa as mesmas instalações e equipamentos já exis­tentes, levou à eliminação da neces­sidade de contratação da mão-de-obra, reduzindo as despesas de forma significativa.

    Química e Derivados: Serviços: Eliana, da Micropress, calibra instrumental analítica.

    Eliana, da Micropress, calibra instrumental analítica.

    Calibração de instrumentos – Além da necessária manutenção, os instru­mentos usados na realização das análises laboratoriais também obrigam a busca de serviços de calibração, com número expressivo de prestadoras.

    Atuando há 23 anos nesse mercado e detentora da certificação ISO 9002, a Microprecs Microprecisão Técnica Ltda. segundo informa a coordenadora de vendas Eliana Amaral, oferece serviços de manutenção e calibração de inúmeros instrumentos de medição, desde os usados em concessionárias de veículos, como os calibradores de pneus, ou medidores de pressão de óleo, até os encontrados em hospitais, como monitores cardíacos, monitores de pressão e outros.

    A empresa tem condições técnicas de calibrar equipa­mentos para medir dimensões, massa, força, pressão, assim como instru­mentos ópticos e elétrico-eletrônicos.

    Laboratórios químicos que precisem calibrar picnômetros, densímetros, balanças eletrônicas, analíticas e semi-analíticas, pHmetros, viscosímetros ou refratômetros, podem contratá-la. A calibração de um pHmetro digital custa R$ 120,00. Empresas como Oxiteno, Dragoco Perfumes e Aromas e BYK Química e Farmacêutica aparecem em sua lista de clientes.

    Revendedores de equipamentos também oferecem esse tipo de serviço. Por exemplo, calibrações de aparelhos para análise térmica, como analisadores termogravimétricos, ou de instrumentos usados nas aferições ligadas à saúde e à higiene industrial, como deci­belí­metros, bombas para amostragem do ar e outros, são feitas pela dpUnion Instrumentação Analítica e Científica Ltda., fornecedora desse tipo de instrumental analítico. Em geral o usuário desse tipo de serviço busca empresas que pertençam à RBC (Rede Brasileira de Calibração).

    A KNWaagen Balanças e Equipa­mentos de Precisão Ltda. é uma das integrantes da RBC. Executa calibração de pesos-padrões de 1 mg a 600 kg e de balanças até 3 toneladas. No labo­ratório de volumetria podem ser calibradas micropipetas, pipetas, seringas, buretas digitais, dispensadores e outros equi­pamentos volumétricos com capaci­dade desde 0,1 ml até 20 litros.

    Outra empresa dedicada à prestação de serviços na área metrológica é a Quimlab Química e Metrologia. Sedia­da no Campus da Universidade do Vale do Paraíba, desenvolve e comercializa padrões químicos rastreados ao Na­tional Institute of Standards and Technology (NIST), localizado nos EUA. Os padrões são desenvolvidos em parceria com a Universidade de São Paulo, sendo o projeto financiado pela Fundação Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

    A Quimlab faz parte do Subcomitê de Metrologia em Química que está sendo organizado pelo Inmetro/IPT para normalização de ensaios químicos, intercâmbios laboratoriais e fabricação de materiais de referência. A empresa produz padrões de calibração para pH, condutividade iônica, atividade iônica (F-, Cl-, Na+, K+, Ag+), comprimento de onda (UV, visível e infravermelho), absorbância e transmitância (UV e visível), elementos para absorção e emissão atômica, além de padrões primários para volumetria.

    Há ainda alguns outros serviços necessários em um laboratório. Por exemplo, alguns procedimentos ana­líticos e de amostragem, requerem a utilização de vidraria ou instrumental específico, não encontrado à venda para pronta entrega. Empresas como An­drade’s Com. de Materiais para Labo­ratório, Vidrolabor – Astra Brasil Ind. de Vidros e Laborglas Ltda. fabricam vidraria ou utensílios em inox sob encomenda, bastando apresentação de um desenho detalhado da peça desejada.

    Terceirização em P&D – A custosa infra-estrutura de um laboratório de pesquisas muitas vezes torna inviável às pequenas empresas o desen­vol­vimento de novos produtos e for­mulações. Buscando viabilizar essa atividade, instituições públicas e privadas oferecem serviços nessa área.

    Um exemplo são as empresas juniores, associações civis, sem fins lucrativos, constituídas por alunos de graduação de estabelecimentos de ensino superior, que prestam serviços e desenvolvem projetos nas suas áreas de atuação, sob a supervisão de professores e profissionais especia­lizados.

    As empresas juniores têm a natu­reza de uma empresa real, com diretoria executiva, conselho de administração, estatuto e regimentos próprios, e ainda uma gestão autônoma em relação à direção da faculdade, centro acadêmico ou qualquer outra entidade.

    Os custos dos projetos são bem inferiores aos de uma empresa de consultoria privada, por utilizar mão-de-obra de estudantes não sujeita à mesma carga tributária. A qualidade do serviço é garantida pela orientação dos professores das escolas onde essas empresas estão estabelecidas ou, em alguns casos, pelo auxílio de profis­sionais da área.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *