Sem mercúrio no cloro, promete indústria – Meio Ambiente

Química e Derivados, Sem mercúrio no cloro - Meio Ambiente

A indústria de cloro-soda da Europa está próxima de cumprir sua meta de abolir completamente as células eletrolíticas de mercúrio em suas fábricas. A meta criada em 2001 vence em dois anos, em 2020. Atualmente, apenas 17% da produção europeia usa a tecnologia, cujas emissões no ambiente de trabalho são perigosas aos operários, com diversas toxicidades. A Europa produz 11 milhões de toneladas de cloro e o mesmo de soda anualmente. As outras duas tecnologias utilizadas pela indústria são a de membranas, que responde por 66% da capacidade europeia, e os restantes 17% por diafragma de amianto. Há ainda em uso na indústria de cloro-soda do velho continente cerca de 5.400 toneladas de mercúrio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios