Equipamentos e Máquinas Industriais

Selos mecânicos suportam condições de operações severas em bombas de refinaria

Quimica e Derivados
18 de julho de 2018
    -(reset)+

    Operação contínua e aumento na produtividade

    A partir da conversão para o recém-desenvolvido selo de fole metálico DF-MFLWTI, com revestimento DiamondFace, em 2013, tanto a bomba como o selo têm operado na refinaria da Total em Leuna, de forma contínua, sem apresentar problemas relacionados aos ciclos regulares de partida e parada de equipamento, em decorrência do cronograma de transição de bombas instaladas em paralelo. Com isto, o resultado obtido representa um significativo aumento de disponibilidade da planta. A partir da experiência, a Total também decidiu aplicar esta solução de selagem nas bombas instaladas em paralelo.

    Solução inovadora para o futuro

    Esta solução de selagem específica define novos padrões em termos de desenvolvimento de produtos. O conceito de projeto de selo de fole metálico com faces de selagem insertadas está atualmente em fase de desenvolvimento para a produção seriada da nova linha de selos em importantes players de mercado.

    No futuro, haverá selos de série disponíveis com ou sem faces de selagem com o revestimento DiamondFace para uso em temperaturas de até 400°C (752°F) e pressões até 25 bar (363 PSI), o que certamente proporcionará melhores condições de operação e resultados, mesmo em cenários adversos.

    Conclusão

    Em empresas de grande porte, em qualquer segmento, investimentos em novas tecnologias, produtos e inovação quase sempre são baseados em ganhos de produtividade, operação, otimização de processos ou de tempo, entre outros. Por outro lado, a segurança e o treinamento das pessoas não pode, sob nenhum aspecto, ser deixado de lado em razão dos custos.

    Assim sendo, a mudança realizada com a adoção de novos selos com revestimento de diamante revelou-se assertiva para a Total, ao trazer benefícios imediatos, como maior resistência a condições não favoráveis, continuidade na operação e maior disponibilidade na planta. Tanto que, como consequência, deverá ser ampliada aos outros equipamentos.

    Texto: Benito De Domenico Junior, Diretor Geral da EagleBurgmann do Brasil



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *