Segurança em laboratórios químicos

Veja como garantir a segurança em laboratórios químicos e a importância do cumprimento dessas regras pelos colaboradores

Os laboratórios são ambientes de trabalho em que são realizados experimentos, pesquisas e processos em geral. Como envolvem produtos químicos, ou seja, substâncias que oferecem riscos à saúde e à integridade física das pessoas e do meio ambiente, é imprescindível a segurança em laboratórios químicos.

É com o atendimento as normas de segurança durante o trabalho que se reduz a frequência e a gravidade de acidentes a quem manuseia certas substâncias e, consequentemente, se evita a intoxicação do colaborador e outras complicações, como por exemplo incêndios.

No entanto, não é incomum a ocorrência de acidentes em laboratórios químicos e isso deve-se a não observância das normas de segurança e descumprimento das boas práticas de laboratório por parte dos trabalhadores e colaboradores. Além do manuseio incorreto é possível verificar acidentes em laboratórios relacionados a pressa para obtenção de resultados, uso inadequado do equipamento de proteção individual, falta de concentração, ausência de cautela no manuseio com a vidraçaria e outras condutas inapropriadas.

Acesso Rápido no post

Como garantir a segurança em laboratórios químicos?
Cuidados com o armazenamento de produtos em laboratórios químicos
Uso de equipamentos de proteção garante a segurança em laboratórios químicos

Como garantir a segurança em um laboratório químico?

Como vimos, para que a segurança em laboratórios químicos seja oferecida aos colaboradores e, dessa forma, sejam minimizados os acidentes e contaminações, é necessário que algumas regras e procedimentos sejam atendidos.

Veja algumas medidas que devem ser seguidas por todos os frequentadores do laboratório para a garantia da segurança das pessoas que estão no local:

  1. Não trabalhar sozinho no laboratório.
  2. Usar calçado fechado e luvas.
  3. Não fumar nas dependências do laboratório.
  4. Não usar roupas de tecido sintético ou de outro material inflamável.
  5. Usar avental abotoado.
  6. Utilizar corretamente os equipamentos de proteção individual e coletivos.
  7. Não leve as mãos à boca, olhos, cabelo durante a manipulação de produtos químicos.
  8. Caso algum ácido ou outro produto químico seja derramado, o local atingido deve ser lavado com bastante água.
  9. Não jogar material sólido na pia.
  10. Observar a limpeza dos materiais antes da sua utilização.
  11. Não ingerir alimento ou bebida no laboratório. Procure locais apropriados para sua refeição.
  12. Não consumir bebidas alcoólicas.
  13. Ler com atenção o rótulo das substâncias que serão manuseadas para conhecer suas propriedades físicas, sua toxidade e validade.
  14. Acessar a ficha de informação de segurança dos produtos químicos (FISPQs) para uma correta avaliação dos riscos envolvidos na operação.
  15. Não pipete nenhum tipo de produto tóxico com a boca. Utilize pipetas automáticas ou peras de aspiração.
  16. Não pesar material diretamente sobre o prato da balança. É preciso usar béquer, vidro de relógio ou papel toalha.
  17. Utilizar apenas água destilada nos experimentos.
  18. Manter as bancadas dos laboratórios químicos sempre higienizadas e livres de materiais estranhos ao trabalho.
  19. Não trabalhar com material defeituoso.
  20. Ao utilizar soluções e reagentes, certifique-se de que o rótulo esteja voltado para cima.
  21. Evitar deixar a lamparina acesa com chama forte sobre a mesa.
  22. Em hipótese alguma, trabalhar com inflamáveis próximos a chamas.
  23. Não aquecer tubos de ensaio com a boca virada para si ou para outra pessoa.
  24. Fechar corretamente os frascos das soluções e reagentes.
  25. Evitar jogar líquidos inflamáveis na pia, caso contrário deve-se abrir bastante a torneira.
  26. Limpar imediatamente qualquer derramamento de produtos e reagentes.
  27. Lavar bem as mãos ao deixar o laboratório.
  28. Higienizar todos os materiais logo após o uso.
  29. Realizar um inventário de todos os produtos químicos existentes no laboratório.
  30. Descartar materiais químicos e biológicos, conforme as normas de segurança de descarte de resíduos.
  31. Utilizar as FISPQ para treinamento de usuários dos produtos químicos.
  32. Consultar sempre o seu superior em caso de dúvidas ou acidente.
    laboratório químico
    laboratório químico

Cuidados com o armazenamento de produtos

O correto armazenamento dos produtos químicos é outro procedimento essencial para oferecer segurança nos laboratórios químicos. Dessa forma, há uma série de normas para serem cumpridas, evitando assim risco à saúde e integridade física dos indivíduos.

Conheça algumas dessas medidas que precisam ser observadas pelos colaboradores:

  • A armazenagem deve ser planejada conforme os riscos associados a cada produto.
  • Os produtos nunca devem ser colocados no chão nem atrás das portas.
  • Os produtos químicos devem ser guardados em frascos com rótulos legíveis.
  • Nenhum produto deve ser guardado sem identificação.
  • Os recipientes de ácidos concentrados devem ser armazenados nas prateleiras inferiores.
  • Os reagentes sensíveis à água precisam ficar longe dos pontos de água e em local seco.
  • As soluções de hidróxidos inorgânicos devem ser armazenadas em recipientes de polietileno.
  • Os restos dos reagentes e resíduos devem ser descartados conforme os procedimentos existentes.

O laboratório químico deve apresentar um mapa de risco com informações sobre os riscos presentes naquele ambiente, com fácil visualização. Este documento deve sofrer renovação todos os anos.

Além disso, é necessária uma tabela de compatibilidade química para que os produtos sejam armazenados nos locais corretos, evitando acidentes. A rotulagem auxilia nesse procedimento.

Uso de equipamentos de proteção garante a segurança em laboratórios químicos

Não o que falar em segurança nos laboratórios químicos sem os equipamentos de proteção individual (EPIs) e os equipamentos de proteção coletiva. Tais itens servem para garantir a segurança do trabalho, evitando acidentes e riscos à saúde e segurança física dos colaboradores.

Os EPIs, de acordo com a NRº 6, referem-se a todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho. Podemos citar como exemplos os óculos de segurança, luvas de segurança, creme protetor, aventais longos, protetor facial, macacão e respiradores.

Recomenda-se que sejam utilizados até mesmo por pessoas que não manipulam os produtos químicos diretamente, mas que podem estar expostos ao ambiente em que ocorre sua manipulação.

Por outro lado, os equipamentos de proteção coletiva são todos aqueles relacionados à proteção do coletivo, ou seja, da equipe do laboratório. Podem ser materiais fixos ou móveis instalados no local de trabalho e destinados para a segurança de um grupo de trabalhadores.

São exemplos de EPCS:

  • Extintores de incêndios
  • Saídas de emergência
  • Capelas
  • Coletores de resíduos
  • Chuveiros de emergência
  • Fitas e outros materiais sinalizadores
  • Piso antiderrapante
  • Entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios