QUIMTEC: Feira atrai interesse global

Química e Derivados: Quimtec: Beatrice - braços de carga italianos para líquido ou vapor.
Beatrice – braços de carga italianos para líquido ou vapor.

Petróleo e gás – Algumas empresas divulgando produtos voltados ao segmento petroquímico podiam ser vistos na feira, como a italiana Silea S.r.l.. Fundada em 1968, após 30 anos de crescimento firme e contínuo, tem hoje duas plantas em Ozzano dell’Emilia, região próxima a Bolonha. Dedica-se à produção de equipamentos para indústria petroquímica, sendo membro ativo das grandes associações e instituições ligadas à área, como o PEI (Petroleum Equipment Institute) e o IP (Institute of Petroleum). Com certificação ISO 9001, desde 1997, tem em sua linha tubulações e componentes de segurança, equipamentos para combustíveis, GLP (gás liquefeito de petróleo) e sistemas de segurança para recuperação de vapor. Oferece também braços de carga, muito divulgados na feira, mais especificamente a série 1803, composta de estações de enchimento para GLP e gases similares.

Segundo a funcionária do departamento de vendas Beatrice Chiesi, os produtos dessa linha são o resultado de pesquisa técnica apurada para fornecer ao usuário final um instrumento tecnicamente avançado. Seu manuseio é fácil e ergonômico, sendo totalmente confiável no que se refere à segurança.

Essas estações de enchimento são disponibilizadas em muitas configurações dimensionais diferentes, tanto para a fase líquida como para vapor. “Soluções de acoplamento especiais para cada cliente também poderão ser desenvolvidas sob solicitação”, disse Chiesi. Todas as estações para GLP são testadas com pressão hidráulica de 42 bar.

Testes com raios X parciais ou completos nas partes soldadas podem ser feitos sob requisição. Indagada sobre a visitação ao seu estande, Chiesi disse estar sendo menor do que o esperado. Numa próxima visita ao Brasil, a empresa pretende expor seus produtos em alguma feira mais direcionada aos segmentos de gás e petróleo.

Os produtos para a área de segurança da Protego-Leser do Brasil também foram divulgados, caso de uma combinação de válvulas de alívio, de pressão e de vácuo com corta-chamas, à prova de deflagração ambiental e combustão-contínua, em geral para instalação em final de linha, para proteção de tanques.

Os produtos da Protego podem ser usados na prevenção de explosões e proteção do meio-ambiente, no processamento, estocagem e transporte de gases, líquidos inflamáveis e petróleo, em sistemas de exaustão e incineração de gases, em sistemas de transporte, em processamento de água residual de aterros sanitários e biogás, e em parques de tancagem criogênicos.

O diretor da representante da Protego-Leser no Brasil Luis Bueno informou que os equipamentos da empresa são testados e aprovados por diversas instituições internacionais e estão em permanente desenvolvimento para assegurar o mais elevado padrão tecnológico. O setor de pesquisa e desenvolvimento da Protego, na Alemanha, com sofisticadas instalações, tem condições de desenvolver e testar equipamentos especiais para as mais diversas aplicações, afirmou Bueno.

Filtração, centrifugação e moagem – Fornecedores de filtros também marcaram presença no evento, como a americana Seitz Schenk Filter Systems e alemã Bokela Ingenieurgesellschaft für Mechanische Verfahrenstechnik. Os destaques eram os filtros utilizando vapor pressurizado.

O gerente de vendas da Netzsch, representante da Bokela no Brasil Pedro Bottesi Neto discorreu sobre alguns princípios dessa técnica. Em filtrações convencionais usando vapor, este é empregado objetivando reduzir a umidade da torta pela diminuição da viscosidade e, portanto, a resistência ao escoamento do fluído. Desde que haja um decréscimo na viscosidade, com o aumento da temperatura do fluído o vapor é usado como fonte de energia térmica para aquecer o fluído. Ao contrário da filtração convencional, o processo de filtração “Hi-Bar” usa somente vapor pressurizado no desaguamento dos poros da torta do filtro. O objetivo dessa filtração é ultrapassar as forças capilares nos poros da torta através da pressão do vapor. Baseada na experência de muitos ensaios, a Bokela desenvolveu o sistema de filtração “Hi-Bar”, uma variação avançada dos sistemas de filtração contínuos. Esse sistema pode utilizar apenas ar comprimido para filtragem. No entanto, o sistema usando vapor superaquecido tanto melhora as condições de filtração, reduzindo a umidade dos sólidos, quanto permite a lavagem da torta. Este processo foi patenteado pela Bokela.

Os filtros tipo “Hi-Bar” são particularmente interessantes para grandes produções, mas podem também ser usados para pequenos volumes. São igualmente indicados para operações complexas, como os processos que exigem a lavagem dos sólidos ou extração de componentes solúveis da torta. O sistema desenvolvido fornece as melhores condições hidráulicas para a remoção de grandes volumes de filtrado, baixa umidade dos sólidos e ótima descarga da torta pela da injeção de ar em contra-fluxo. Entende Botessi que esse equipamento oferece eficiência de filtragem muito maior, não tendo similar no mercado.

Página anterior 1 2 3 4Próxima página
Mostrar mais

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios