QUIMTEC: Feira atrai interesse global

A empresa austríaca Agru Kunststoffechnik, com elevada gama de serviços e atividades em todo o mundo na produção e comercialização de produtos plásticos de alta qualidade para a construção de tubulações, também compareceu do evento. Com matriz em Bad Hall, na área urbana de Linz, a empresa possui cerca de 320 empregados, dispondo de 30.000 m2 de área de produção e 15.500 m2 de armazém para produtos acabados. A Agru possui ainda uma fábrica nos EUA (Carolina do Sul), mas a comercialização de seus produtos é realizada no mundo inteiro por representação. O escritório brasileiro, localizado no Rio, é gerenciado por Tomo Weber.

“A produção está em conformidade com o mais alto desenvolvimento tecnológico”, disse Weber. “A Agru possui modernas instalações de extrusão e prensas de injecção assistidas por computador”, destacou. Sua linha de produtos compreende tubos de 10 até 1.400 mm, bem como peças extrudadas em diversos graus de pressão até um diâmetro de 630 mm, para soldadura a topo de mangas e soldadura elétrica de mangas. Além disso, a Agru oferece aparelhos e tecnologia de soldar para a união correta e duradoura dos sistemas de tubos e produtos semi-acabados. “Foram especialmente desenvolvidas faixas de vedação de polietileno de alta qualidade e um sistema de tubulações duplas para projetos na área de meio ambiente”, completou Weber.

Química e Derivados: Quimtec: Bomba da Flux para líquidos inflamáveis.
Bomba da Flux para líquidos inflamáveis.

Bombas dominam – Vários fabricantes de bombas marcaram presença na Quimtec 2001, como a alemã Flux-Geräte GmbH, especializada na fabricação de tipos de transferência. Criada há 20 anos, está há cerca de ano e meio no Brasil, oferecendo vários modelos de bombas, especialmente indicados para remover líquidos de tambores ou tanques. Há bombas de diferentes materiais, equipadas com motores elétricos ou de ar comprimido.

O diretor da Wral Ltda., representante da Flux no Brasil, Wladmir Moura, informou que na linha de bombas de aço inox há produtos adequados para líquidos altamente inflamáveis, neutros ou não inflamáveis, o que inclui solventes, ácidos orgânicos e outros.

A empresa oferece também bombas em ligas de alumínio e em polipropileno, estas últimas indicadas para líquidos agressivos, como ácido fórmico, amônia, fertilizantes líquidos ou ácido acético.

Há ainda produtos adequados para bombear líquidos muito viscosos (até 100.000 cPs). Moura acrescentou que podem ainda ser fornecidas com acessórios, como proteção contra emissões de vapores nocivos ou os que possibilitam medidas volumétricas do líquido transferido. Para líquidos explosivos é usado um motor comutador à prova de explosão. Há ainda bombas associadas a agitadores.

Química e Derivados: Quimtec: Andrea - MSR tem a maior variedade de bombas dosadoras.
Andrea – MSR tem a maior variedade de bombas dosadoras.

A Lewa Sulamericana, empresa do grupo alemão Lewa Hebert Olt GmbH, também exibiu seus produtos. Com escritório em São Paulo e representantes em outros estados, a empresa divulgou sua linha de produtos, como os usados no bombeamento de óleos e outros lubrificantes equipados com três fusos auto-escorvantes, os quais, diz Renato Santos do departamento de marketing, ter alta eficiência e baixo nível de ruído. Para bombear ou dosar líquidos de alta viscosidade, pastosos, neutros, agressivos ou abrasivos e/ou líquidos que contenham fibras ou sólidos, são sugeridas as bombas de fusos de um ou múltiplos estágios, auto-escorvantes, ideais para trabalho contínuo, praticamente sem pulsação ou turbulência. Para manuseio de líquidos neutros, agressivos, puros ou contaminados, resfriados ou quentes, e aqueles não nocivos ao meio ambiente são indicadas as bombas centrífugas.

Outro fabricante, a MSR Dosiertechmick GmbH, com escritório brasileiro localizado em Brasilândia de Minas-MG, exibiu na feira as bombas dosadoras para dosagem em água de produtos como hipoclorito de sódio, peróxido de hidrogênio, coagulantes, polímeros, cal hidratado e outros. A gerente administrativa Andrea Ramcke, disse que a empresa tem a maior variedade do mundo em bombas dosadoras que funcionam sem energia externa, portanto, ideais para os tempos de racionamento vividos no Brasil.

De modo diferente dos sistemas dosadores convencionais, essas bombas não requerem nenhuma fonte de energia externa adicional. A própria água em que os produtos químicos devem ser injetados as aciona. O motor hidráulico movimenta um pistão de dosagem que succiona a quantidade correta do produto dosado. Tanto o motor hidráulico quanto o pistão de dosagem são potentes o suficiente para que mesmo produtos químicos de alta viscosidade (até cerca de 10.000 cP) possam ser injetados com precisão. Garante a gerente que isso é possível porque, de modo diferente dos sistemas Venturi, as dosagens são feitas volumetricamente. Isso garante uma proporção de dosagem que permanece constante conforme o ajustado, em proporção ao fluxo, mesmo que a pressão da água e/ou o fluxo de água variem, permitindo dosagem confiável e riscos mínimos para o meio-ambiente, disse Andrea.

Muitas aplicações requerem a injeção de mais de um tipo de produto químico ao mesmo tempo. Para essas aplicações a MSR oferece bombas dosadoras que podem injetar dois ou até quatro líquidos diferentes simultaneamente. A proporção de dosagem de cada produto pode ser ajustada de forma independente. Ainda segundo Andrea, as bombas são fáceis de instalar e operar e têm funcionamento silencioso, podendo ser feitas de materiais resistentes a vários produtos químicos, conforme a aplicação. A faixa de dosagem varia desde 0,0001% até 20%, proporcional ao fluxo e continuamente ajustável.

Página anterior 1 2 3 4Próxima página
Mostrar mais

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios