Perspectivas 2011 – Infraestrutura – Sem receber volume adequado de recursos, setor é o maior freio ao desenvolvimento

O grupo possui 13 fábricas em atividade no país, com a previsão de modernização de várias delas, além de inaugurar outras três durante 2011. A primeira delas será a de aerogeradores, aproveitando o bom momento para investir na energia eólica. “Iniciaremos a produção com a importação de componentes que serão nacionalizados gradualmente até pelo menos 70%, o requisito mínimo para enquadramento no Finame”, disse Primo, informando que o grupo já fabrica os produtos voltados para a distribuição de eletricidade. Outra nova unidade fabricará motores elétricos, começando pela baixa tensão e avançando pela média e até alta tensão. “O cluster nacional de óleo e gás precisará de motores cada vez maiores para a exploração do pré-sal”, informou. A terceira unidade ainda está da fase inicial de projeto e será destinada a equipamentos industriais diversos.

O grupo já opera a primeira balanceadora de alta velocidade para testes de rotores da América Latina, instalada em Jundiaí-SP. Esse equipamento é especialmente interessante para a construção de turbinas a vapor, como as usadas pelo setor sucroalcooleiro. “Somando as usinas do estado de São Paulo, verifica-se um potencial de cogeração de eletricidade de dez mil MW, maior que a hidrelétrica de Santo Antônio”, comentou.

O grupo possui posições de liderança em três ramos de atividade global: indústrias (acionamentos, automação, iluminação, movimentação, entre outros), energia (geração com combustíveis fósseis e renováveis, óleo e gás, serviços de energia, transmissão e distribuição), e saúde (diagnósticos, análises por imagem e produtos clínicos). “Atuamos em três pilares: foco em inovação, aproveitamento das sinergias internas do grupo, e maior proximidade com os clientes”, afirmou.

Página anterior 1 2 3
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios