Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Oxiteno e Novozymes unem forças para melhorar lavagem de roupas

Marcelo Fairbanks
13 de novembro de 2018
    -(reset)+

    Química e Derivados,

    Depois e quatro anos e meio de desenvolvimento conjunto, a Oxiteno e a Novozymes lançaram o Oxizymes, um pacote tecnológico que une tensoativos e enzimas de modo a resolver problemas dos formuladores de detergentes líquidos para lavar roupas na faixa econômica do mercado. A combinação de enzimas e tensoativos nessa aplicação já é oferecida aos consumidores apenas nas linhas premium e a novidade pode abrir nichos interessantes para fabricantes de menor porte e regionalizados.

    Química e Derivados, Jorge: pesquisa durou 4,5 anos e originou patente conjunta

    Jorge: pesquisa durou 4,5 anos e originou patente conjunta

    “Identificamos que havia um segmento de mercado que não usa produtos de alta tecnologia por deficiência tecnológica, então resolvemos suprir essa lacuna”, comentou Alvim Jorge, líder global de negócios para cuidados pessoais e domésticos da Oxiteno. Ele explicou que o Oxizymes foi desenhado para atender às condições de aplicação específicas da América Latina, região que apresenta características homogêneas de sujidades, de temperatura e de qualidade da água usada na lavagem das roupas. O produto pode ser usado com água entre 5ºC (típica do Sul do Brasil) e 35ºC (do Nordeste), condição diferente da verificada na Europa e nos Estados Unidos, onde se usa água aquecida (a 50ºC) nas máquinas. O uso dessa inovação em outras regiões do planeta requer ensaios adicionais e, possivelmente, adaptações.

    Segundo levantamento da consultoria Euromonitor, o consumo de detergentes para roupas no Brasil é atendido majoritariamente por formulações em pó (80% do mercado), mas as formas líquidas (20%) estão em crescimento.

    Jorge explicou que usualmente se usa apenas uma enzima (protease) nas formulações de detergentes líquidos econômicos. Quando se quer resultados melhores, é comum aumentar a sua concentração e de outros componentes, porém impactando o custo. A combinação com outras enzimas exige conhecimento especializado na sua estabilização, pois as proteases tendem a atacar as demais enzimas.

    O Oxizymes, por sua vez, contando com a expertise da Novozymes, adotou uma combinação de cinco enzimas: protease, lipase, amilase, mananase e pectinase, perfeitamente estabilizadas e equilibradas entre si e com o pacote de tensoativos desenvolvido pela Oxiteno, com participação expressiva de não-iônicos (álcoois graxos etoxilados). “Em parceria com a Novozymes, testamos mais de mil possibilidades de combinações de produtos dos nossos portfólios até chegarmos ao resultado pretendido”, comentou. O Oxizymes gerou uma patente que foi depositada pelas empresas.

    Química e Derivados, Celina: produto lava melhor e reduz consumo de água

    Celina: produto lava melhor e reduz consumo de água

    O produto começou a ser oferecido aos formuladores no Cleaning Products Latam 2018, realizado em Buenos Aires (Argentina), em junho. Os produtores de lava-roupas líquidos precisam adicionar fragrâncias e corantes, ou algum outro ingrediente, como branqueadores ópticos, para obter o produto final que será entregue aos consumidores finais.

    “Estamos focando inicialmente o segmento de lava-roupas líquidos de baixa concentração, que é a porta de entrada para os detergentes líquidos, ainda pouco usados na América Latina”, informou Celina Issa, especialista de marketing de campo da área de HPC da Oxiteno. “Temos uma equipe de apoio técnico para os formuladores; trata-se de um desenvolvimento que requer tempo de maturação, pois é preciso testar o produto na indústria e junto aos usuários antes de colocá-lo no mercado”, explicou. “Já temos clientes em estágio avançado, em breve teremos novidades.”

    Celina comentou que o Oxizymes atende simultaneamente a diversos claims, combinando eficiente remoção da sujeira com proteção às fibras dos tecidos (que passam a durar mais), eliminando a formação de manchas, além de oferecer melhor desempenho ambiental, por dispensar o uso de fosfatos, bem como permite reduzir o consumo de água nas lavagens. “Quando combinado com máquinas de lavar adequadas, o ganho em sustentabilidade é notável”, considerou. As formulações de lava-roupas de baixa concentração contendo Oxizymes são classificadas como suaves e podem até dispensar o uso de amaciantes. “No caso das fibras sintéticas, a roupa fica macia sem eles”, completou. Essas vantagens podem ser aproveitadas pelos fabricantes como argumento mercadológico, com a aposição dessas informações nos rótulos.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *