QUÍMICA.com.br – O Portal da revista Química e Derivados


Comércio e Distribuição de Produtos Químicos e Especialidades

Negro-de-fumo – Queda de vendas e de preços força indústria a promover ajustes

Domingos Zaparolli
15 de abril de 2009
    -(reset)+

    Química e Derivados, Ana Paula Rezende, Gerente de produto Especialidades Inorgânicas para América Latina da Evonik, Negro-de-fumo

    Ana Paula: novo pigmento reduz impacto ambiental das tintas

    Na Evonik, toda a produção brasileira de negro-de-fumo é voltada para o mercado de pneus e outras borrachas. Enquanto a linha de pigmentos, com aproximadamente 30 itens, é toda importada da Alemanha. Ana Paula informa que os pigmentos importados são obtidos por meio de dois processos produtivos distintos, o furnace black e o gas black. Neste caso, o negro-de-fumo é obtido por meio de insumos provenientes da destilação da hulha em um processo que tem como base o acetileno. A Evonik, informa a executiva, é a única a produzir com essa tecnologia. “A vantagem é a obtenção de um produto puro, com altíssima intensidade de cor”, explica. A pureza é uma característica exigida, segundo a executiva, em aplicações especiais, voltadas principalmente para o mercado de tintas automotivas. Uma tendência tecnológica na Evonik, relata Rezende, é o desenvolvimento de negros-de-fumo voltados a aplicações em produtos desenvolvidos com o objetivo de gerar menor impacto ambiental. Um exemplo é o Color Black FW 171, especialmente desenvolvido para atender o mercado de tintas automotivas base d’água. O pigmento será lançado no Brasil em setembro, durante a feira da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas, a Abrafati 2009, em São Paulo. Ana Paula e Thomas Ochs acreditam que a força da Evonik no mercado de negro-de-fumo está na capacidade de oferecer um pacote de soluções a seus clientes. No mercado de tintas, a Evonik oferece, além do negro-de-fumo, o dióxido de silício e agentes fosqueantes. No mercado de borrachas e pneus, a sílica e o silano. “Somos o único fornecedor a apresentar um conjunto de soluções completo aos clientes”, diz Ochs.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *