Manuseio de produtos químicos

Descubra os riscos envolvidos no manuseio de produtos químicos e como torná-lo mais seguro para todos os colaboradores

O manuseio de produtos químicos é uma atividade que ocorre em vários segmentos industrias, uma vez que a química está presente em tudo. Não é exclusividade das indústrias químicas, como erroneamente poderia se pensar, dessa forma, ele aparece nos setores farmacêutico, alimentício e de bebidas, têxtil, petróleo e petroquímico, cosméticos e perfumes, produto de limpeza e higiene, polímeros, tintas, papel, tecnologia, agricultura e muito mais.

Como envolve produtos perigosos, como líquidos inflamáveis, explosivos, corrosivos e gases, é essencial que o trabalho seja desenvolvido de uma forma segura, ou seja, que seja realizado em atendimento as normas vigentes e criada uma cultura de segurança, reduzindo assim os riscos à saúde e a integridade física dos colaboradores e ao meio ambiente.

Acesso Rápido no post

O que são produtos químicos?
Riscos envolvidos no manuseio de produtos químicos
Acesso a Ficha de Informações de Segurança dos Produtos Químicos
Treinamento e sinalização no ambiente de trabalho
Inventário de produtos químicos
Rotulagem nas embalagens
Uso de Equipamentos de Proteção Individual
Embalagens de produtos químicos
Transporte e armazenamento dos produtos químicos
Armazenamento dos produtos químicos

O que são produtos químicos?

Produtos químicos podem ser definidos como qualquer produto que possa ocasionar danos à saúde das pessoas e ao meio ambiente.

Os produtos perigosos são classificados pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 9 classes, a saber:

  • Classe 1: Explosivos
  • Classe 2: Gases
  • Classe 3: Líquidos inflamáveis
  • Classe 4: Sólidos inflamáveis
  • Classe 5: Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos
  • Classe 6: Substâncias tóxicas e substâncias infectantes
  • Classe 7: Material radioativo
  • Classe 8: Substâncias corrosivas
  • Classe 9: Substâncias e artigos perigosos diversos.

No conceito de produtos químicos também estão os produtos não perigosos, conceituados como todos os produtos que não estão inclusos no conceito de perigosos, mas que possam representar risco ao ser humano e ao meio ambiente.

Riscos envolvidos no manuseio de produtos químicos

O trabalho com produtos químicos sem as medidas de segurança, seja no manuseio, transporte, extração, produção ou até mesmo no armazenamento pode ocasionar uma série de consequências graves, incluindo acidente ambiental, destruição do patrimônio da empresa, incêndio, explosão, contaminações, intoxicação, doenças e até mesmo a morte.

Dessa forma, é fundamental que todos da cadeia respeitem e cumpram as normas e medidas de segurança durante o trabalho, prevenindo assim os acidentes e garantindo a saúde dos colaboradores.

Como tornar o manuseio de produtos químicos seguro?

Para que o manuseio dos produtos químicos possa ser realizado sem apresentar riscos de acidente ou à saúde das pessoas é necessário que o ambiente de trabalho seja seguro e que uma série de medidas sejam tomadas tanto pela empresa como pelo colaborador. Conheça as principais:

1. Acesso a Ficha de Informações de Segurança dos Produtos Químicos

Em todo local que envolve a manipulação de produtos químicos é obrigatória a disponibilização da FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) ao trabalhador.

É neste documento que constam todas as informações sobre o produto, os riscos e procedimentos de segurança para o manuseio, além de outras disposições, como EPIs recomendados e primeiros socorros.

Cabe ao empregador advertir sobre os perigos, riscos, medidas preventivas para uso seguro e procedimentos para atuação em situações de emergência com o produto químico.

A ficha com Informações de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ) deve ser elaborada e distribuída pelo fabricante, ou no caso de importação, pelo fornecedor no mercado nacional.

De acordo com a ABNT-NBR 14725 “uma FISPQ deve fornecer as informações sobre o produto químico nas seções abaixo, cujos títulos, numeração e sequência não podem ser alterados:

1 Identificação do produto e da empresa
2 Identificação de perigos
3 Composição e informações sobre os ingredientes
4 Medidas de primeiros-socorros
5 Medidas de combate a incêndio
6 Medidas de controle para derramamento ou vazamento
7 Manuseio e armazenamento
8 Controle de exposição e proteção individual
9 Propriedades físicas e químicas
10 Estabilidade e reatividade
11 Informações toxicológicas
12 Informações ecológicas
13 Considerações sobre tratamento e disposição
14 Informações sobre transporte
15 Regulamentações
16 Outras informações”.

2. Treinamento e sinalização no ambiente de trabalho

Além da disponibilização da FISPQ, cabe ao empregador oferecer e garantir o acesso dos trabalhadores a treinamentos para melhor compreensão dos riscos e dos procedimentos operacionais padrão.

Também é importante que o ambiente de trabalho apresente sinalizações com informações objetivas e de fácil visualização sobre os riscos aos quais os colaboradores estão expostos no exercício da sua rotina de trabalho.

A NR 26 estabelece as regras para sinalizações de informações com objetivo de advertir sobre os riscos existentes, garantindo assim a saúde, integridade física e bem-estar dos trabalhadores, além da segurança do local de trabalho.

3. Inventário de produtos químicos

O inventário também é imprescindível para garantir uma gestão de eficiente e uma manipulação segura. Nele constam uma série de informações sobre os produtos químicos utilizados na empresa, como classificação, equipamentos de proteção individual, transporte, entre outros.

Com o conhecimento do inventário, os trabalhadores obtêm conhecimento sobre os produtos e podem realizar sua atividade com menos riscos.

4. Rotulagem nas embalagens

Os rótulos dos produtos químicos são outro elemento essencial para enviar acidentes, misturas incorretas e descartes inadequados. Eles apresentam símbolos que apontam perigo representado por aquela substância e, de certa forma, o EPI mais adequado para o seu manuseio.

De acordo com a NR 26, os produtos químicos utilizados no local de trabalho necessitam ser classificados quanto aos perigos para a segurança e a saúde do trabalhador dos trabalhadores de acordo com os critérios estabelecidos pelo Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS), da Organização das Nações Unidas. Os procedimentos definidos pelo GHS também devem ser utilizados na rotulagem preventiva de produtos químicos classificado como perigoso a segurança e saúde dos trabalhadores.

A ABNT NBR 14725 sob o título geral “Produtos químicos – Informações sobre segurança, saúde e meio ambiente”, tem previsão de conter as seguintes partes: Parte 1: Terminologia; Parte 2: Sistema de classificação de perigo; Parte 3: Rotulagem; Parte 4: Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ).

5. Uso de Equipamentos de Proteção Individual

Os itens de proteção individual são exigidos durante a manipulação de produtos químicos e em uma série de atividades em que haja exposição a estas substâncias para garantir a segurança dos colaboradores.

Com a utilização correta dos EPIS é possível evitar acidentes e danos à saúde e integridade física das pessoas.

Os equipamentos de segurança podem ser de diferentes tipos e modelos, incluindo macacão, óculos de proteção, luva, creme protetor e muito mais.

EPI para manuseio de produtos químicos
EPI para manuseio de produtos químicos

Cabe ao empregador realizar treinamentos para que os profissionais possam inspecionar seus equipamentos e fazer o descarte adequado nos casos em que a sua segurança esteja comprometida, por exemplo uma vestimenta com desgaste excessivo.

6. Embalagens de produtos químicos

A regulamentação das embalagens de produtos perigosos está estabelecida na norma brasileira NBR 11564/2021.

Além de conter de maneira objetiva as informações sobre os produtos químicos, deve trazer orientações sobre o manuseio, transporte, armazenamento, EPI e medidas de primeiros socorros.

O descarte realizado de forma correta, em atendimento a legislação ambiental brasileira, também é extremamente importante para evitar contaminação e intoxicação.

7. Armazenamento dos produtos químicos

Os produtos químicos não podem ser armazenados em qualquer lugar, é recomendado que sejam acomodados em áreas secas, ventiladas e distantes de outros que possam reagir adversamente.

Precisam estar bem fechados e serem guardados em depósitos adequados as suas características, de modo que não ofereçam riscos.

Para informações sobre como garantir a segurança em laboratórios químicos, não deixe de ler a matéria segurança em laboratórios químicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios