Logística, Transporte e Embalagens

Logística – Indústria química divide atividades logísticas com operador qualificado

Marcelo Fairbanks
7 de novembro de 2008
    -(reset)+

    transportar o mesmo produto novamente.

    A empresa tem 90% de suas operações realizadas mediante contratos de longo prazo, alguns dos quais com fl uxos previsíveis e estáveis a ponto de serem atendidos com equipamento dedicado. “Fazemos a programação para cada dia, com base nas previsões enviadas pelos clientes, mas sempre há ajustes”, disse. Ele comentou que as fi las para carregamento nas indústrias químicas têm sido equacionadas e algumas delas já atendem com hora marcada, reduzindo o tempo parado dos veículos. “O problema está na descarga, feita em clientes que nem sempre estão preparados”, lamentou.

    A situação fi cou pior na cidade de São Paulo com a implantação do rodízio para caminhões. Com a proibição de rodar na cidade entre 7 e 10 horas, foi preciso estabelecer um cronograma mais estreito de trabalho, que pode ser comprometido pelos atrasos.

    “O processo de recebimento de produtos seria acelerado caso fossem adotados programas de qualidade assegurada, com análises feitas na saída das fábricas”, afi rmou. Atualmente, o comprador retira uma amostra e a envia para análise antes de autorizar a descarga, atrasando o processo.

    Almeida alerta para a revisão da legislação municipal de São Paulo, que pretende instituir uma licença prévia para cada caminhão e para cada operação de transporte de produtos químicos que trafegue pela cidade. “Isso é inviável, melhor seria instituir um cadastro das transportadoras com a relação de produtos que cada uma delas possa transportar, impondo que tenham planos para controle de emergências”, recomendou.

    Tecnologia de gestão – A logística de produtos requer qualifi – cação técnica para gerenciar operações e ativos, identifi cando alternativas mais efi cientes e econômicas para os transportadores e contratadores. “Há casos de companhias que compram softwares avançados da linha CRM (gestão do relacionamento com clientes) ou WMS (sistema de gerenciamento de armazéns), mas não têm profi ssionais que saibam como usá-los”, comentou Nelson Bindi Filho, consultor técnico da Itanorte, transportadora do grupo Teka, sediada em Blumenau-SC, com instalações nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul, operando com carga geral e produtos químicos embalados (tintas, por exemplo), em operações in house e cross docking (coleta, separação de itens, embalagem e repasse para outras transportadoras). Conta com certifi cação Sassmaq.

    A empresa está criando a I-Log – Inteligência Logística, uma subsidiária dedicada à engenharia e gestão nessa atividade, prestando serviços para empresas do ramo logístico ou para compradores de serviços. A I-Log já realizou alguns projetos com o objetivo de racionalizar e reduzir custos em operações de transporte, sendo remunerada por um valor fi xo e um percentual da economia gerada.

    Está em projeto a criação de um portal na internet para relacionamento com clientes, oferecendo serviços de avaliação e comparação de transportadoras (na linha dos benchmarkings), além da simulação on-line dos custos de fretes. “Temos fl exibilidade para adaptação às necessidades dos clientes”, comentou. O sistema também emitirá relatórios gerenciais, visando a melhoria da composição de cargas e a redução de gastos com fretes.

    Cliente satisfeito – A Rhodia considera muito satisfatório o serviço de transporte químico que contrata no Brasil. “Nossos indicadores de qualidade, pontualidade e satisfação dos clientes fi nais confirmam essa avaliação”, comentou Nelson Costa Júnior, gerente da cadeia de suprimentos da área de intermediários e solventes para a América Latina. Ele aponta, porém, difi culdades gerais, decorrentes de gargalos na infra-estrutura nacional, como a qualidade das estradas, o funcionamento dos portos e a baixa disponibilidade de ferrovias para uso químico.

    Química e Derivados, Nelson Costa Júnior, gerente da cadeia de suprimentos da área de intermediários e solventes para a América Latina, Logística - Indústria química divide atividades logísticas com operador qualificado

    Nelson Costa Júnior: comunicação via ERP facilita a programação da base

    Citando estudos da Abiquim, conduzidos entre mais de setenta companhias químicas, ele aponta que esses gargalos afetam a produtividade setorial e a competitividade internacional de toda a cadeia. “Em 2007, por exemplo, os portos nacionais fi caram 120 dias parados por causa de greves em órgãos públicos”, informou.

    Com produção ampliada neste ano, a Rhodia intensifi ca sua atuação no mercado mundial, especialmente com o acetato de etila e a diacetona álcool (DAA), produtos nos quais apresenta grande vantagem no custo de produção. O ácido adípico em pó, produzido em Paulínia, também é parcialmente exportado. “Movimentamos cerca de 8 mil contêineres por ano em nossas instalações”, informou.

    Costa comentou que todos os contratos de transportes e serviços logísticos são controlados pelo departamento de suprimentos da Rhodia, buscando sinergias e redução de custos. A programação para os embarques do dia seguinte é

    fechada diariamente às 15 horas. As solicitações são enviadas para o sistema interno que é capaz de otimizar o uso da base de Paulínia, apontando as janelas de operação, o uso das bicas com hora marcada e outros procedimentos, passando os pedidos de fretes para os transportadores cadastrados e contratados. Daí o interesse da Rhodia em que seus prestadores de serviços implantem sistemas de gestão empresarial (ERP) compatíveis com o SAP, também indicado para clientes habituais.

    Costa também informou que a companhia desenvolve projetos de qualifi cação dos transportadores, ministrando treinamento no método six-sigma, desenvolvendo o planejamento colaborativo de atividades e de estudos de produtividade, buscando reduzir as horas paradas dos veículos. “Estamos estudando a implantação do regime de carga 24 horas para alguns produtos”, adiantou.

     


    Página 7 de 7« Primeira...34567

    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *