Equipamentos e Máquinas Industriais

Inversores de Frequência – Ampliam o uso em operações industriais

Antonio C. Santomauro
14 de setembro de 2012
    -(reset)+

    Bartolomei, da Danfoss, comprova ser atualmente possível compatibilizar inversores com praticamente qualquer sistema de automação, lembrando que sua empresa não produz CLPs e, mesmo assim, tem seus equipamentos utilizados por empresas usuárias dos mais diversos protocolos. “A grande maioria dos protocolos – Devicenet, Profibus, Ethernet, CanOpen – é aberta; e, para a integração, basta que um módulo de comunicação específico seja acoplado ao inversor”, explica.

    Atualmente, prossegue Bartolomei, evolui bastante a capacidade de controle dos inversores. “Temos hoje um modelo, o VLT FC302, apto a acionar tanto motores de indução eletromagnética tipo gaiola quanto motores de ímã permanente (servomotores)”, informa.

    Um servomotor, explica Bartolomei, é aplicado principalmente nos casos em que se requer alta precisão na posição de parada do eixo do motor, como nas máquinas de embalagem e nos centros de usinagem. Ou quando os ciclos de trabalho são muito rápidos, mesclando acelerações e paradas rápidas em espaços de tempo muito curtos, a exemplo das máquinas de envase e em sopradoras de garrafas PET.

    Menores e mais econômicos – Inversores, dizem os representantes das indústrias do setor, comparativamente aos sistemas mecânicos de controle da rotação de motores, exigem investimento menor em manutenção. Além disso, em equipamentos submetidos a stress mecânico mais elevado – elevadores, por exemplo –, ajudam a prolongar a vida útil das peças mecânicas.

    Química e Derivados, Inversores compactos da Eaton, Inversores de Frequência

    Inversores compactos da Eaton consomem menos energia

    A crescente demanda por esse gênero de equipamento parece estar hoje associada também à maior familiaridade com seu uso. “Até algum tempo atrás ele era visto como produto complexo e carente de mão de obra qualificada; com o avanço da tecnologia, foi simplificada a implantação do equipamento, que passou a receber interfaces mais amigáveis, contribuindo para a mudança de conceito”, relata Souza, da Eaton.

    Segundo ele, a tecnologia dos inversores evolui até mesmo no quesito de sua própria eficiência energética: “Eles também consomem energia, a princípio com perdas de aproximadamente 5%, mas hoje podem ser inferiores a 2%”, diz Souza.

    A associação dos inversores com a redução do consumo de energia vem sendo enfatizada pela ABB nos equipamentos de sua linha ACS850, que permitem mensurar essa economia no decorrer do processo de maneira muito direta, não apenas em kW, mas também na diminuição das emissões de CO2. “Além disso, os equipamentos dessa linha são mais compactos”, complementa Palavani.

    Equipamentos com menores dimensões constituem uma tendência marcante na evolução dos inversores: segundo Paganini, da SEW, nos últimos anos essa redução chegou a aproximadamente 60%.

    Por enquanto, informa Paganini, não existe uma norma específica para a produção de inversores, e a própria SEW utiliza muito as normas internacionalmente reconhecidas da IEC (International Electrotechnical Commission). “No Comitê Brasileiro de Eletricidade, Eletrônica, Iluminação e Telecomunicações (Cobei), da ABNT, estamos discutindo a nacionalização de algumas normas, mas isso é ainda muito embrionário”, informa.

    Alguns fatores, como a possibilidade de redução do consumo de energia e da demanda por manutenção, afirma o consultor da SEW, tornam cada dia mais comum a substituição dos variadores mecânicos por inversores: “Quem hoje tem um sistema mecânico, na próxima manutenção provavelmente passará para um inversor”, ele prevê.

     



    Recomendamos também:








    Um Comentário


    1. fabio cesar weiss

      Boa noite.
      Os novos inversores da siemens e a linha dos plcs 1200 ficaram muito bom gostaria de saber como faço para trabalhar com a siemens. Tenho uma bancada em casa com inversores e plcs da siemens meu objetivo e se aperfeiçoar em automação siemens



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *