Petróleo & Energia (gás, refino e gasolina)

Inovações adotam conceitos da revolução digital – Petróleo & Energia

Quimica e Derivados
9 de janeiro de 2019
    -(reset)+

    Sem ágio – A estatal acabaria por encerrar rapidamente o certame, ao ser a única a fazer um lance pelo bloco de Sudoeste de Tartaruga Verde, único na bacia de Campos ofertado nessa rodada, para o qual havia manifestado interesse anteriormente. Lembrando que esse bloco já havia sido incluído na segunda rodada, mas não foi arrematado.

    A estatal não fez concessões, como se soubesse que não teria disputas: além do bônus fixo de R$ 70 milhões (o menor de todos) ofereceu apenas os 10,01% de óleo excedente previsto no edital, sem nenhum ágio. A Petrobras informou que “o valor total do bônus de assinatura será remanejado dentro do orçamento aprovado no Plano de Negócios e Gestão 2018-2022”.

    Ainda que o bônus do bloco na baia de Campos seja o menor de todos, o valor da garantia financeira da fase de exploração (ou seja, o PEM), é igual aos dos demais blocos leiloados – R$250 milhões em até 7 anos. O maior diferencial está no conteúdo local (CL) estipulado para Sudoeste de Tartaruga Verde, que é de 55% na fase exploratória (contra 18% para os três blocos da bacia de Santos) e de 65% na etapa de desenvolvimento – enquanto é de 30% a média nos três outros blocos (englobando poço, sistema submarino e plataforma de produção).

    No entanto, isso pode mudar, uma vez que em agosto a Petrobras requereu aditamento do contrato de concessão de Tartaruga Verde (cujo reservatório se estende para o bloco adquirido nesse leilão) para redução do CL, conforme estabelecido na Resolução 1 do CNPE, de março desse ano: 18% para exploração e uma média de 35% na fase de desenvolvimento da produção (25% para construção de poço; 40% sistema submarino e 40% para a UEP – Unidade Estacionária de Produção)

    Razão pela qual no dia 26 de setembro, dois dias antes do leilão, um aditivo foi firmado por Décio Oddone, da ANP, e Mauro Roberto da Costa Mendes, gerente executivo de Águas Profundas da Petrobras, estabelecendo que caso o CL de Tartaruga Verde seja alterado, os mesmos índices passarão a valer para o novo contrato. Sem ágio e com CL reduzido, a Petrobras pretende andar rápido com suas Tartarugas (Verde, Mestiça e Sudoeste).

    Texto: Beatriz Vaz



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *