Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos – ABC Cosmetologia

Quimica e Derivados
17 de junho de 2017
    -(reset)+

    O Contexto brasileiro:

    Segundo pesquisas realizadas pelo Instituto Ipsos com 1,2 mil pessoas nas cinco regiões do Brasil revelou que apenas 27% das pessoas usam repelente, sendo que a principal causa para o brasileiro ainda não usar o repelente é o preço e a falta de hábito.

    O Boletim Epidemiológico, editado pela Secretaria de Vigilância em Saúde, elaborado pelo Ministério da Saúde para os casos de monitoramento e investigação de doenças específicas sazonais, apresenta os dados de 2017, da Semana Epidemiológica (SE) de 15/01/2017 a 15/04/2017, e os compara com o mesmo período do ano de 2016.

    Nos primeiros meses de 2017, até o dia 15 de abril, o Brasil registrou 113.381 casos suspeitos de Dengue, 43.010 de Chikungunya e 7.911 de Zica. Somadas, as três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti tiveram uma redução de 88,9%, comparados com o ano de 2016.

    A contenção da proliferação das várias doenças associadas aos vetores transmissores das doenças como Dengue, Chicungunya e Zika Virus, Febre Amarela e Malária nestes meses iniciais deste ano está associada à temperaturas menos quentes quando comparadas ao mesmo período de 2016.

    Outro fator de destaque é a crescente conscientização da população sobre da importância do uso de repelentes de insetos e a tendência de cuidado e proteção ao usuário.

    Por parte da indústria, cresce a demanda de estudos e desenvolvimento de novas moléculas e formulações de ação repelente, a exemplo dos novos lançamentos de produtos funcionais no mercado e o interesse na obtenção de novos componentes de ação de repelência e proteção da pele contra os insetos.

    Referências:

    https://www.alliedmarketresearch.com/mosquito-repellent-market

    www.nielsen.com/br/pt/insights/news/2016

    http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/maio/05/Monitoramento-dos-casos-de-dengue-febre-de-chikungunya-e-febre-pelo-virus-Zika-ate-a-Semana-Epidemiologica.pdf

    Por Engª. Enilce Maurano Oetterer – e-mail: enilce@encosmetica.com.br – Visite o nosso site: www.encosmetica.com.br



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *