Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos – ABC Cosmetologia

Quimica e Derivados
17 de junho de 2017
    -(reset)+

    Texto: Engª. Enilce Maurano oetterer

    Química e Derivados, Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos - ABC CosmetologiaEm artigo anterior descrevemos a classificação dos repelentes de insetos como produtos cosméticos e suas formas de apresentação; os estudos de eficácias e sua regulamentações e as suas principais matérias primas de ação repelente aprovadas pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) de forma abrangente.

    Em continuidade a este estudo, apresentaremos o atual Cenário dos Repelentes no mercado brasileiro e   sua evolução, no que se refere à prevenção de doenças transmitidas pelos diversos mosquitos, não só relativo ao Aedes aegypti, mas também do Anopheles gambiae Anopheles gambiae,  Anopheles funestus, Aedes albopictus denominados vetores de transmissão da doenças da Dengue, Chicungunya e Zika Virus e mais recentemente da Febre Amarela e Malária.

    De acordo com a pesquisa Nielsen realizada em 2016, o mercado de repelentes no Brasil ocupa a 4ª posição no mundo, atrás dos Estados Unidos, Canada, Argentina e está organizado por:

    • Tipos de Produtos: Sprays, Aerossóis, Cremes e Loções, Géis, Misturas Líquidas entre outros.

    • Canais de Distribuição: Supermercados, Drogarias, Lojas especializadas e Lojas On-Line.

    • Principais Regiões: Capitais, Cidades do Norte, Nordeste, Sudoeste, Sul, pequenas cidades, regiões rurais.

     

    Química e Derivados, Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos - ABC Cosmetologia

    Fig. 1 Ponto de vendas em supermercado – Foto por Enilce M. Oetterer

    A Evolução do Mercado:

    No período entre 2013 a 2015, o Brasil é o país com maior incidência da doença da Dengue na América Latina e o número de ocorrências avança cada vez mais.
    Segundo o Ministério da Saúde, o número de casos aumentou 148%, chegando a mais de um milhão, sendo 65% na região Sudeste do país.

    Em 2016 a expansão das vendas neste segmento teve um ritmo maior nos últimos anos, beneficiando a indústria.

    Química e Derivados, Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos - ABC Cosmetologia

    Fig. 2 Evolução de vendas em unidades e valores Gráficos elaborados por: E. M. Oetterer Fonte Nielsen Radar

    Química e Derivados, Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos - ABC CosmetologiaFig. 3 Crescimento em Unidades (%) Gráficos elaborados por: E. M. Oetterer

    A conscientização da população sobre o uso dos repelentes tem sido uma preocupação mundial das autoridades sanitárias. De acordo com as pesquisas realizadas pela Allied Market Research *(2) os principais fatores que afetam o mercado mundial de repelentes de mosquitos estão relacionados com as seguintes situações:

    Química e Derivados, Incidência de doenças ampliou venda de repelentes de insetos - ABC Cosmetologia
    Fig 4. Tendências de 2015 a 2020 – Fonte : Allied Market Research


    Página 1 de 212

    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *