Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Incentivo À Pesquisa Cosmética no Brasil – ABC Cosmetologia

Quimica e Derivados
17 de fevereiro de 2021
    -(reset)+

    Ainda no início da minha car­reira, por ocasião do 7ª edição do Congresso Brasileiro de Cosmetologia, em 1990, apresentei os resultados do meu projeto de mestrado, referentes à padronização de um método para a determinação quantitativa de vitaminas em cosméticos por HPLC, que chamou a atenção de empresas cosméticas, como a Natura, e de matérias-primas cosméticas e farmacêuticas, como a Galena.

    No ano seguinte, iniciaram-se as parcerias com as empresas cosméticas, o que possibilitou a aplicação da pesquisa realizada na academia pelo setor produtivo, resultando em maior número publicações técnico-científicas e maior suporte para os estudos de estabilidade.

    Química e Derivados - 13ª Jornada Farmacêutica de Ribeirão Preto-USP, com Gradim representando a ABC ©QD Foto: Divulgação

    13ª Jornada Farmacêutica de Ribeirão Preto-USP, com Gradim representando a ABC

    E o apoio da ABC, por meio do Gradim, na ocasião, não se limitou aos congressos da ABC, mas também aos eventos científicos realizados na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FCFRP-USP), da qual sou docente. Destaco a 13ª Jornada Farmacêutica de Ribeirão Preto, que contou com o apoio da ABC e de algumas empresas do setor cosmético, que estavam presentes no evento. A FCFRP-USP também contribuiu com eventos da ABC, como por ocasião do 12º Colamicq, em 1995, trazendo uma palestrante da Universidade de Strathclyde – Glasgow.

    A seguir, a interação universidade e ABC, bem como universidade e empresas, resultou em um crescimento expressivo da Cosmetologia nos últimos 20 anos, sendo que na última década o Brasil passou a ter maior representatividade científica internacional, conquistando maior competitividade e excelência para o setor cosmético no país.

    A ABC vem valorizando e incentivando cada vez mais o ensino e a pesquisa, o que pode ser comprovado também pelo encontro de Professores de Cosmetologia nos congressos da ABC nos últimos anos, visando a troca de conhecimentos e experiências.

    Na minha carreira acadêmico-científica, o apoio das Instituições de Fomento, como a Capes, CNPq e Fapesp, foram imprescindíveis para alcançarmos excelência científica e formação de recursos humanos altamente qualificados para atender a forte demanda do setor cosmético.

    A criação de centros de pesquisa na área no país, como o nosso grupo de pesquisa Núcleo de Estudos Avançados em Tecnologia de Cosméticos (Neatec) da FCFRP-USP, fundado em 1998 e do qual sou coordenadora, aumentou a interação com a comunidade científica internacional e com empresas do setor.

    Por meio de parcerias com indústrias de cosméticos e instituições de pesquisa internacionais na área, os pesquisadores do Neatec vem realizando uma série de projetos de pesquisa e desenvolvimento de formulações cosméticas em paralelo ao desenvolvimento de métodos de avaliação para os estudos de caracterização de pele e de cabelos e de eficácia clínica de cosméticos, entre outros projetos.

    Química e Derivados - Colamiqc, 2019 – O último congresso junto ao amigo Gradim, em São Paulo. ©QD Foto: Divulgação

    Colamiqc, 2019 – O último congresso junto ao amigo Gradim, em São Paulo.

    Cumpre destacar que com o apoio da Fapesp foi possível consolidar a ciência cosmética no Brasil, por meio da aquisição de equipamentos que envolvem técnicas avançadas de biofísica e imagem da pele para aplicação na pesquisa, desenvolvimento e avaliação de cosméticos inovadores, resultando em publicações de impacto e patentes. Além disso, as parcerias com as empresas estimulam a realização de pesquisas aplicadas que podem resultar em inovações, sendo fundamentais para alcançarmos e mantermos a excelência.

    Tal apoio e parcerias, de acordo com o estudo State of Innovation, da Thomson Reuters, em 2016, colocou a Universidade de São Paulo em 1º lugar no mundo na pesquisa de cosméticos nos últimos 10 anos, à frente de grandes centros de pesquisa como a Universidade de Harvard e a Food and Drug Administration (FDA).

    Química e Derivados - Incentivo À Pesquisa Cosmética no Brasil - ABC Cosmetologia ©QD Foto: iStockPhotoEm síntese, após o breve relato da minha trajetória com o apoio da universidade, ABC, instituições de fomento e empresas, deixo aqui uma mensagem de incentivo aos jovens pesquisadores e a todos os professores e alunos para que enviem seus trabalhos para os congressos da ABC e também para os congressos internacionais Colamiqc e IFSCC.

    Por fim, muita gratidão, alegria e honra em receber a menção honrosa que carrega o nome do Gradim, referência para nós como excelente profissional e, acima de tudo, como um grande amigo e ser humano. E não poderia deixar de mencionar o honroso prêmio Luís Gustavo Martins Matheus, conquistado pelo melhor trabalho apresentado que envolvia a biodiversidade brasileira. Gratidão pelo importante reconhecimento da ABC!

    Texto: Profa. Dra. Patrícia Maria Berardo

     

    Química e Derivados - Gerenciamento de risco no reprocessamento de produto

    ABC Cosmetologia

    A Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC Cosmetologia), é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 10 de abril de 1973, com objetivo de promover o desenvolvimento da cosmetologia nacional.
    Formada por um grupo de profissionais das áreas de Farmácia, Química e afins, ligados a universidades e empresas de produto acabado e matérias-primas para a indústria de higiene pessoal, cosméticos e perfumes, a ABC promove atividades tecnológicas, científicas e de regulamentação em prol do setor.
    Mais informações: https://www.cosmetologiabrasil.com/



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *