Tintas e Revestimentos

Cores – Feitintas aposta em formação e incentiva uso de cores

Marcelo Fairbanks
22 de setembro de 2016
    -(reset)+

    Economia fraca

    A situação econômico/financeira do setor de tintas e vernizes não é diferente do conjunto de atividades empresariais no Brasil. “A crise atual é muito profunda, precisaremos promover muitas mudanças para superá-la e recuperar a competitividade nacional”, advertiu Oliveira. Entre essas reformas, desponta a trabalhista, campo de atuação do sindicato patronal. “O Brasil ainda discute o que é atividade meio e atividade fim, impõe o legislado sobre o acordado, estamos ficando para trás”.

    Depois de três anos de crescimento nulo ou negativo do PIB (uma queda de 8% nesse período) que gerou um contingente de 12 milhões de desempregados, Oliveira avalia que tanto os grandes quanto os pequenos fabricantes de tintas estão amargando dificuldades. A diferença mais marcante está entre as empresas totalmente nacionais e as de capital internacional. “As deste grupo podem contar com auxílio da matriz, mas precisam se explicar muito bem; as nacionais não têm esse apoio e, quando dele necessitam, são obrigadas a obter financiamento bancário a taxas estratosféricas que não são remuneradas por nenhuma atividade econômica”, afirmou. Nesse quadro, a empresa nacional tem mais dificuldade para alavancar novas tecnologias de produtos e de processos, correndo o risco de ficar menos competitiva. “O Sitivesp busca oferecer atualização tecnológica às empresas do setor por meio de feiras, seminários e publicações, além dos serviços de assessoria técnica, ambiental, tributária e de segurança e meio ambiente”, observou.

    Ele ressaltou que o Encontro Anual do Sitivesp será realizado em 24 de novembro, na Fiesp, tendo como pontos altos a apresentação do tradicional Prêmio Fornecedor do Ano (28ª edição) e a divulgação de um livro comemorativo dos 75 anos do sindicato.

    “Será uma confraternização especial para todo o setor”, avaliou Oliveira.


    Página 3 de 3123

    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *