HBA – FCE: Com área maior, feiras reforçam lado tecnológico

Separadas da Analítica, HBA e FCE ampliaram o espaço para exposição, além de oferecer mais palestras técnicas

Cada vez mais afinadas com as tendências e tecnologias mundiais, e consolidadas como palco de negócios para vários continentes, a HBA South America 2003 – Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria Cosmética e a FCE Pharma 2003 – Feira Intenacional de Tecnologia para a Indústria Farmacêutica, ambas em oitava edição, deverão bater recorde de público, de 13 a 15 de maio, no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Com a presença esperada de cerca de 30 mil visitantes pela VNU Business Media, a organizadora e promotora dos eventos, as feiras oferecem aos visitantes as melhores opções de fornecimento de matérias-primas, equipamentos, embalagens e serviços, incluindo oportunidades inéditas de aperfeiçoamento e reciclagem aos profissionais.

Desmembradas da Analítica Latin America, a feira de tecnologia e equipamentos para laboratórios, biotecnologia e controle de qualidade, programada para o período de 1° a 3 de outubro próximo, no mesmo local, as duas feiras puderam crescer em área locável, ampliando a diversidade de empresas e produtos. Neste ano, cada feira irá ocupar cerca de 10 mil m², com um acréscimo de 4 mil m2 em relação às edições anteriores. Apesar da ampliação, o organizador se preocupou em conservar estandes em várias dimensões, desde 15 m² até 160 m², para a livre escolha dos expositores que têm apresentado interesse crescente em participar das feiras, este ano 15% superior em relação às últimas edições.

A maior dimensão reservada aos eventos também propiciou uma extensa rodada de conferências, congressos, seminários e palestras nacionais e internacionais, promovidos em estreita aliança com associações e sociedades dos setores representados. Ao todo, serão proferidas 72 palestras técnicas e científicas retratando os últimos avanços obtidos no campo da produção farmacêutica e mais de 40 conferências e cursos versando sobre preceitos e práticas na área de cosmetologia.

No programa de seminários, destacam-se no dia 13, das 9h às 13h30, promoções da ISPE – International Society of Pharmceutical Engineering, retratando vários aspectos sobre a indústria farmacêutica brasileira, desafios e perspectivas para o próximo quinqüênio, envolvendo aspectos de regulamentação, atuação da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e impactos produzidos nos diversos segmentos. No dia 14, das 9h às 13h30, vários convidados da Unifar– União Farmacêutica do Estado de São Paulo – esclarecerão vários aspectos pertinentes à validação de processos farmacêuticos, e no dia 15, das 9h às l3h30, o seminário sobre gestão de boas práticas de distribuição e fracionamento, organizado pela Abrifar – Associação Brasileira dos Revendedores e Importadores de Insumos Farmacêuticos, terá como convidada especial a doutora Ana Maria Pelim, da Anvisa, considerada uma das maiores especialistas em validação farmacêutica.

Química e Derivados: HBA: Wijk - opção pelo primeiro semestre agradou setor.
Wijk – opção pelo primeiro semestre agradou setor.

Ao visitante mais interessado, três dias de feiras serão pouco para acompanhar todas as programações e ainda conhecer as novidades em apresentação nos estandes. Contudo, ele deverá ser beneficiado pela infra-estrutura local, área reservada ao estacionamento para 2 mil veículos e o conforto oferecido pelos ambientes climatizados do Transamérica Expo Center.

A decisão de transferir as feiras para o Transamérica Expo Center revelou-se a mais acertada, segundo observou Joris van Wijk, diretor da VNU Business Media para a América Latina, e vem sendo medida pelo aumento de interesse e participação de profissionais, executivos e presidentes das companhias. Outro aspecto contemplado pelo organizador neste ano foi antecipar as feiras para o primeiro semestre, de acordo com a conveniência dos expositores, o que também deverá trazer conseqüências positivas. “Os setores pediram a mudança em função do maior número de lançamentos programados para o final de ano, quando as indústrias, especialmente a cosmética, atingem picos de produção em virtude dos novos produtos formulados para o ano seguinte, envolvendo principalmente o verão”, afirmou Joris.

A HBA South America deste ano traz à exposição várias casas de fragrâncias e seus distribuidores, como a inglesa do grupo ICI, Quest Quorum, e a IFF/Scentec, uma das líderes do mercado norte-americano. No segmento de matérias-primas, incluem-se fabricantes e distribuidores, como a Cognis, a Clariant, a Croda, a Ipiranga Química, a Chemyunion e a Bandeirante Química. Na área de embalagens, a feira contará com a participação da Rigesa, Impacta, C-Pack, Saint-Gobain Calmar, Reali e Vibraço, destacando-se, no segmento de equipamentos, as presenças da Ika Works e STM.

Uma vez sintonizadas com o calendário de lançamentos das indústrias, tanto a HBA South America como a FCE Pharma, e todos os negócios gerados a partir delas, deverão contribuir também para as exportações brasileiras que já apresentam resultados bastante satisfatórios, a exemplo de desempenhos observados nos segmentos de sabonetes e produtos para cabelos, onde as vendas externas cresceram, respectivamente, em mais de 400% e de 190%, no período de 1997 a 2002.

O Brasil, de acordo com a ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, já ocupa a sexta posição no ranking mundial, contando com a atuação de 1.020 empresas, 14 das quais com faturamento líquido acima de R$ 100 milhões. É também o terceiro mercado mundial em desodorantes; o quarto em produtos para os cabelos, higiene oral, fragrâncias, produtos infantis, fraldas descartáveis e absorventes higiênicos; o sexto em produtos para o segmento masculino; o sétimo em bronzeadores e protetores solares; e o nono em produtos para banho, maquilagem e cremes e loções para a pele.

Reunidos, esses setores industriais, segundo a ABIHPEC, têm registrado significativo crescimento nos últimos cinco anos, apresentando faturamento líquido de impostos sobre as vendas de R$ 5,5 bilhões em 1977, para alcançar R$ 9,6 bilhões em 2002.

Maior abrangência – Inicialmente organizada como exposição de matérias-primas, a FCE Pharma, segundo lembrou Joris van Wijk, também está bem mais completa e abrangente, incluindo neste ano na mesma proporção exposições de equipamentos e embalagens.

Um dos segmentos de maior crescimento foi o de equipamentos, com tecnologias novas, especialmente voltadas às salas limpas. A maior preocupação dos fornecedores, contudo, segundo salientou, é apresentar soluções e novos caminhos às indústrias para que produzam em maior escala e atinjam reduções de custo.

Como participações de destaque, esta edição da FCE Pharma apresentará a Glatt, da Alemanha, uma das líderes no fornecimento de equipamentos para a indústria farmacêutica, representada pela Almapal, entre outras empresas como a Divisa Engenharia e Tep Engenharia, atuantes no fornecimento de salas limpas, além da Högner, unidade argentina, que vem participar pela primeira vez da feira, trazendo para a exposição uma nova linha de esterilizadores.

Neste ano, a presença internacional também estará mais destacada. De imediato, o visitante reconhecerá o Pavilhão Chinês, integrado por 14 empresas, como Sinopharm, Xiamen Mchen e InterChemical.

A participação italiana se evidencia na feira pela participação de empresas como a Poli Indústria Chimica. Da Argentina, vêm enriquecer a exposição a Argenmex & Desynth, a Comasa, a Mário Crica, a Cronimo e a Idenor.

Entre as indianas destacam-se a Calyx Chemical, a Laxmi Impex e a Alchem. A exposição ainda é compartilhada por empresas da Suécia, EUA, México, Venezuela, Espanha, Holanda, Dinamarca, Noruega, e muitas outras importantes empresas brasileiras, como a Balmer, a Maquidrex, a Galena, a Mettler Toledo, a Cuno Latina e a Discovery.

Anvisa impõe boas práticas

O Brasil importa US$ 1,5 bilhão de insumos farmacêuticos ao ano. São mais de 2 mil itens que chegam ao País e são utilizados na produção de medicamentos, tendo como maiores fontes de suprimento países da Europa, a Índia, a China e a Coréia. A Europa, considerada a maior geradora de sínteses, provê insumos de alta tecnologia ao Brasil. A Índia abastece o mercado brasileiro com insumos desenvolvidos para o tratamento da Aids, fornecendo ainda vários produtos de síntese, como antimicóticos, antiulcerosos, antiviróticos e antiinflamatórios. Da China, todos os anos chegam vitaminas com alto padrão de qualidade e produtos de fermentação. Da Coréia, insumos de alta tecnologia e mais recentemente os cefalosporínicos, os antibióticos de última geração.

Química e Derivados: HBA: Nehme - nova RDC melhora sanidade da produção.
Nehme – nova RDC melhora sanidade da produção.

O mundo todo abastece o mercado brasileiro, mas só agora o País oficializou a obrigatoriedade de adoção de boas práticas para a distribuição e fracionamento de insumos farmacêuticos, de acordo com a resolução RDC–35, da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, de 25/2/2003, e publicada em 7/3/2003.

Do total despendido com importados, estima-se que US$ 1,3 bilhão seja gasto com importações diretas. Os US$ 200 milhões remanescentes estariam sendo direcionados às importações realizadas por importadores e distribuidores que atendem não só as indústrias farmacêuticas, como também as farmácias de manipulação, sendo que 85% dessas empresas integram o quadro de associados da Abrifar – Associação Brasileira dos Revendedores e Importadores de Insumos Farmacêuticos, uma das entidades participantes da FCE Pharma, com conferência programada para o dia 15, das 9h às 13h30, quando serão focalizadas as várias implicações relacionadas com a resolução da Anvisa.

Composta por 20 empresas associadas, a Abrifar, representando os interesses do setor de distribuição farmoquímica e nutracêutica, foi defensora da idéia de regulamentar as atividades desenvolvidas pelo setor, que só agora se concretizou com a recente aprovação da resolução RDC–35 e suas diretrizes de distribuição e fracionamento de insumos, fixando requisitos mínimos para se fracionar, embalar, armazenar, distribuir e transportar insumos farmacêuticos, que serão destinados ao emprego em medicamentos.

Antigas aspirações do setor, as boas práticas de distribuição e fracionamento estarão beneficiando toda a cadeia envolvida, do produtor ao consumidor.

“Trabalhamos de março a dezembro de 2002, propondo regulamentação às nossas atividades”, afirmou José Abdallah Nehme, presidente da Abrifar. “Com a resolução RDC–35, o Brasil estará incluído no rol dos países com legislação sanitária avançada, estendendo o conceito de preservação da qualidade do insumo desde o ponto de origem até a indústria”, acrescentou.

A principal finalidade da resolução RDC–35 é garantir que o insumo chegue ao seu destino preservando as mesmas características que lhe foram conferidas no momento da produção. Dessa forma, assegura-se às indústrias farmacêuticas e às farmácias de manipulação o recebimento de insumos tal qual foram produzidos, sem qualquer tipo de alteração nas suas características.

Para se preservar um insumo farmacêutico é necessário contar com vários recursos, como salas climatizadas e com controle de pressão, salas estéreis para o fracionamento de produtos para uso injetável, além de salas específicas para produtos especiais, como retinóicos, antibióticos e produtos biológicos.

Dessa forma, com suas exigências formalizadas, a resolução RDC–35 propiciará a preservação da qualidade das matérias-primas, fazendo com que distribuidores e importadores exerçam suas atividades com maior segurança e apresentem nível mais elevado de capacitação técnica.

Para Abdallah, as empresas que já atuam no setor não terão qualquer tipo de dificuldade no atendimento das exigências, pois já vinham operando de acordo com os conceitos internacionais de boas práticas, contando com prazo de um ano para promover, se necessário, implantações e ajustes. O mesmo, porém, o presidente da Abrifar não pode afirmar em relação a novas empresas que pretendam entrar no ramo, uma vez que terão atender de imediato a todos os requisitos de validação de processos, validação de limpeza, validação de controle de qualidade, entre outros, para terem aprovado o processo de abertura de firmas.

Outro aspecto a observar é que depois de terem atendido a todas as exigências, as empresas receberão um certificado de qualidade, comprovando a adoção de boas práticas de distribuição e fracionamento dos insumos farmacêuticos, a ser emitido pela Anvisa. A inobservância ou desobediência aos regulamentos irá configurar infração de natureza sanitária.

HBA inova nos cosméticos

BANDEIRANTE QUÍMICA

A Bandeirante Química apresenta várias especialidades desenvolvidas para as indústrias farmacêuticas e cosméticas, e fabricadas por empresas como Cabot, Dow, Total Fina Elf e Erkol. Entre os destaques, o público poderá conferir: Gemseal, óleo parafínico da Total Fina Elf, que assegura emoliência e espalhabilidade em aplicações de cremes para o corpo, tratamentos capilares, produtos para maquiagem e protetores solares; e Cab-O-Sil, da Cabot, sílica pirogênica para xampus, loções, cremes e maquilagens, que também se destaca por seu emprego no setor farmacêutico, como excipiente para comprimidos e suspensões.

Química e Derivados: HBA: Cabalcap melhora a apresentação.
Cabalcap melhora a apresentação.

CEBAL BRASIL

A empresa, integrante da Cebal Américas, uma divisão do setor de embalagens do grupo Pechiney, com vendas anuais de 230 milhões de euros em 2002, estará lançando a bisnaga Cebalcap, destinada a promover hot stamping em tampas, visando oferecer ao mercado uma opção de pós-decoração aos produtos finais. Indicado para decorar embalagens de cosméticos, o sistema está disponível em tons dourados e prateados, sendo fornecido em três diâmetros de tubo, com 35mm, 40 mm e 50 mm. Um dos aspectos mais importantes oferecido pelo novo produto é promover o alinhamento da abertura da tampa com a decoração da bisnaga. Serão também apresentados ao público as linhas de tubos plásticos, laminados e alumínio, fabricadas para atender indústrias de produtos cosméticos, farmacêuticos, de higiene pessoal e do segmento de dentifrícios.

CLARIANT

A empresa participa da feira para levar ao conhecimento do público as últimas inovações desenvolvidas pela divisão FUN, responsável pela área Personal Care, voltada ao desenvolvimento de matérias-primas destinadas à produção de xampus, cremes rinse, cremes e loções para a pele, colorações capilares da linha Velsol, mousses e hair sprays da linha Diaformer, cremes para tratamento capilar, etc. Entre os destaques, estão a base estrutural para cremes e loções (Hostacerin SAF), bem como a base para creme rinse (Genamin CTAC-CP), trazendo entre outros benefícios a redução do tempo de fabricação dos produtos e a possibilidade de emprego em processos a frio, dispensando aquecimento, resultando na produção de condicionadores capilares ou cremes para a pele em apenas poucos minutos e com significativa redução de custos para os formuladores.

Serão também apresentados produtos inéditos nas linhas de corantes capilares, silicones e polímeros para espessamento de sistemas aquosos da linha Aristoflex. Com alto grau de pureza, os silicones (Silcare) trazem formulações associadas aos AHA (alfa-hidroxiácidos), para liberação gradual sobre a pele e sem causar qualquer tipo de irritação. De fácil manuseio, os polímeros pré-neutralizados apresentam alta resistência ao pH e as resinas pré-dispersas e pré-neutralizadas para Hair Styling (Diaformer), envolvendo modeladores, hair sprays, mousses e géis, também contam com nova gama de matérias-primas de última geração.
COGNIS

Ativos, óleos, emolientes, bases e polímeros emulsificantes de última geração constituem algumas categorias de produtos com maior evidência durante a apresentação da Cognis. Na linha Amazon Care Chemicals, destacam-se produtos e ativos naturais obtidos na floresta amazônica, de forma controlada e sustentável, como os óleos da linha Cegesoft BEO, AMO, CGO, TGB, CMO, CCO e derivados hidrofilizados da linha Cetiol HBE, HTG e HCG. Na categoria de emolientes para aplicações cosméticas, destacam-se Cetiol CC (dicaprilil carbonato) e Cetiol AB (C12-15 alquilbenzoato). O primeiro apresenta rápida espalhabilidade, promovendo sensorial de pele aveludada e não-oleosa. O segundo tem emprego consolidado em modernas aplicações cosméticas. Para ser aplicado em formulações de protetores solares, outro produto, o Cetiol AB, apresenta altíssima performance de solubilização de filtros cristalinos UV e de dispersões de pigmentos. Ainda integrando a classe dos emolientes, será apresentado o Cetiol LDO (dicapril éter/lauril álcool), cuja propriedade é reforçar a camada lipídica, sendo especialmente indicado para preparados surfactantes. Na linha de bases, destacam-se Emulgade PL68/50 (glicósido cetearílico álcool cetearílico), base auto-emulsionante para formulações cosméticas e farmacêuticas não-iônicas, além Emulgade NB (glicol diestearato/ PEG-150 estearato/ estearato de glicerila/ álcool cetearílico/ álcool cetílico/ ácido esteárico), base emulsionante para emulsões aniônicas, benchmark em distribuição de tamanho de partículas, comportamento reológico e estabilidade.

Para emprego em protetores solares e hidratantes, o produto em destaque é o Cosmedia DC (diestearil tricarbonato), ingrediente multifuncional com resistência à água. Já Cosmedia SP (poliacrilato de sódio) se caracteriza por ser um polímero emulsificante com propriedades de espessamento, desenvolvido para incrementar a estabilidade das emulsões.

Com propriedades de espuma e excelente compatibilidade dermatológica, destaca-se o APG carboxilado Plantapon LCG (lauril glicose/ carboxilato/ lauril glicósido).

Para aplicações em xampus, cremes e sabonetes, será apresentado o reforçador de camada lipídica com ação opacificante Lamesoft TM (glicol diestearato/ glicósido de coco/ gliceril oleato/ gliceril estearato), destacando-se ainda Gluadin WLM (peptídios hidrolisados de trigo), peptídeo de trigo, com baixo peso molecular, obtido por hidrólise enzimática, com penetração profunda nos cabelos.

Durante a feira, vale a pena também conferir os ativos do renomado laboratório Serobiologiques, desenvolvidos para formulações cosméticas e farmacêuticas.

CRODA

Uma ampla linha de matérias-primas será apresentada ao público, entre algumas delas a Pharmalan USP, lanolina de alta pureza, obtida por processo que diminui drasticamente os níveis de pesticidas, excedendo até as exigências da farmacopéia americana (USP). É indicada na composição dos mais diversos produtos farmacêuticos, inclusive aqueles dedicados a pessoas sensíveis e com problemas dermatológicos. Há também o Crodamol GTCC , triglicérido de cadeia média, constituído por ésteres de ácidos cápricos e caprílicos, derivados do óleo de coco. É considerado, inócuo, sob os apectos toxicológico e dermatológico, sendo classificado como seguro pelo FDA, e recomendado como veículo ou diluente para princípios ativos, podendo ser usado em substituição ao óleo mineral e a óleos vegetais para produtos farmacêuticos.

Ainda será apresentada a Crodafos CS 20 Acid, uma cera auto-emulsificante com alta concentração de ativos (50%), desenvolvida para melhorar a deposição de óleos e aumentar a liberação de ativos lipossolúveis, sendo indicada para promover maior controle de viscosidade e apropriada para emulsões líquidas e com alta concentração de pós.

O Crodabase SQ, conhecido gel de petrolato-polietileno, na forma de gel untuoso, liso, macio, uniforme e translúcido, pronto para uso em produtos farmacêuticos e cosméticos, estará no estande da Croda, bem como o Calmosensine, peptídeo (Tyr-Arg), presente na pele, responsável por modular percepções desagradáveis de temperatura, aspereza e irritação, proporcionando a sensação de conforto e suavidade. O visitante da HBA poderá ainda conhecer o Matrixyl, ativo que estimula a reconstrução fisiológica da estrutura de matriz dérmica (colágeno e elastina), reduzindo rugas médias e profundas, sendo a melhor opção para o cuidado de peles maduras, bem como o Melaslow, extrato de tangerina japonesa (Citrus reticulata Blanco, var. Unshiu), que promove a despigmentação e o clareamento das manchas senis. O Osmocide, gel viscoso e translúcido que apresenta propriedades anti-irritantes e hidratantes, além de possibilitar a diminuição ou a eliminação do uso de conservantes por possuir ação osmótica, ao lado do Acnet, produto desenvolvido para peles oleosas e com tendência à acne, de efeito antiinflamatório e inibidor de microrganismos oportunistas, serão outras atrações da Croda, assim como o Venuceane, sistema enzimático de origem biotecnológica com atividade anti-radical e reparadora das células danificadas por UV.

Na área dos capilares, Crodazosoft DBQ é o mais novo agente condicionador da Croda, indicado para uso em xampus e condicionadores e o Keravis, complexo vegetal, composto por moléculas de baixo peso molecular que penetram no córtex, hidratando os cabelos, sendo especialmente indicado para xampus e condicionadores de tratamento, composto por copolímeros de proteínas vegetais hidrolisadas e silicone. Por fim, o IncroquatUV-283–filtro solar quaternizado, de alta eficiência, especialmente desenvolvido para a proteção dos cabelos. Hidrossolúvel, é facilmente incorporado em produtos para o tratamento dos cabelos, protegendo-os contra os danos causados pela radiação UVB.

MAGNACHEM

Criada em 2002, no Rio de Janeiro–RJ, a empresa do ramo de representações firmou parcerias com vários fornecedores internacionais de matérias-primas para emprego nas indústrias de cosméticos, higiene, limpeza e alimentícia, trazendo para apresentação ao público ampla gama de ingredientes para uso cosmético, envolvendo lauril éter sulfato e lauril sulfato de sódio, amônio e TEA, sulfosuccinatos, além de uma completa linha de álcoois graxos, laurílico, ceto-estearílico, etoxilados ou não, nonil fenol etoxilado, ésteres metílicos, quaternários, cocoamidas, coco amido propil betaína, ácido sulfônico, STPP – tripolifosfato de sódio, CMC – carboximetilcelulose, ésteres palmitatos, miristatos, estearatos, polisorbatos, emulsões de polietileno para ceras, ceras concentradas e agentes perolizantes para sabonetes e cosméticos. Serão ainda disponibilizadas aos visitantes amostras de produtos e literatura especializada ilustrando várias possibilidades de emprego das matérias-primas.

SCHMUZIGER

O representante da Ika Works expõe vários equipamentos, como misturadores, amassadores planetários, dispersores, homogeneizadores e emulsificadores, desenvolvidos para efetuar dispersões estáveis e com eficiente redução de partículas, visando agilizar processamentos contínuos ou descontínuos e possibilitar significativa redução no emprego de matérias-primas, sejam componentes básicos da formulação, aditivos, estabilizantes, flavorizantes, espessantes, etc. Algumas tecnologias estarão sendo mais destacadas nesta feira, como é o caso da linha Ultra Turrax, constituída de dispersores de alto cisalhamento para processos batch, nos modelos UTC-UTE, apropriados para instalações em tanques abertos ou fechados, incluindo também modelo desenhado para processos contínuos in-line, como o UTL, que dispõe de um único conjunto rotor-estator intercambiável.

Na linha de reatores, a exposição irá incluir o modelo DR do reator Dispax, constituído de dispersor de alto cisalhamento para processo contínuo e com até três conjuntos de rotores e estatores intercambiáveis, combinados em múltiplas seqüenciais, além do reator MHD, integrado por homogeneizador e dispersor para produção de misturas sólidas e líquidas em várias concentrações e por processo contínuo.

Para processar misturas, dispersões e reduções de partículas, homogeneizações, emulsificações, suspensões e moagens úmidas, a partir de simples trocas de módulos de cabeçotes de mistura, será exposto também o versátil sistema modular Labor Pilot 2000/4, integrado por quatro diferentes módulos, e com operações que possibilitam o “scale-up” das aplicações laboratoriais e de produção, processando fluxos de até 5,5 litros por minuto, a taxas de cisalhamento de até 40 m/s.

Novidades da FCE na área farmacêutica

CUNO LATINA

Química e Derivados: HBA: Filtros da Cuno garantem ar estéril.
Filtros da Cuno garantem ar estéril.

Destacando-se na fabricação de tecnologias para filtração, separação e purificação de fluidos líquidos ou gasosos, a Cuno Latina, unidade brasileira do grupo Cuno, detentor de 13 fábricas em sete países – Estados Unidos, França, Japão, China, Cingapura, Austrália e Brasil, no município paulista de Mairinque –, selecionou para essa exposição os melhores sistemas já desenvolvidos para filtração em laboratórios farmacêuticos, promovendo na oportunidade dois lançamentos.

Um deles é o SterAssure, sistema integrado por cartucho filtrante em náilon, concebido após vários anos de pesquisas empreendidas junto a um dos laboratórios da empresa, instalado nos Estados Unidos. Com dois graus de filtração em uma mesma membrana, correspondendo a 0,2 micron e 0,1 micron, maior área filtrante e mais altas taxas de vazão, o novo desenvolvimento possibilita menores custos para os fabricantes de produtos biológicos e injetáveis para emprego humano e veterinário, representando o resultado da combinação de duas patentes que asseguram ao cartucho vida útil cinco vezes maior em relação aos produtos convencionais. O segundo lançamento é constituído pela nova versão do elemento filtrante Microfluor II, desenvolvido para ar estéril ou CO2, com nova configuração, permitindo menor perda de carga e maior vazão.

DISCOVERY

Atuando há 25 anos no fornecimento de importados químicos e naturais para os setores farmacêutico, veterinário, agroindustrial, cosmético e de nutrição, a empresa destacará na oportunidade uma gama de insumos disponibilizados às indústrias farmacêuticas, notadamente no campo dos antivirais e anti-retrovirais. Evidenciam-se ainda na exposição várias matérias-primas especiais, aprovadas para utilização na produção de medicamentos genéricos, e que foram buscadas internacionalmente com a finalidade de reduzir os custos de produção e os preços finais ao consumidor.

GALENA

Vários lançamentos, comercializados com exclusividade pela Galena Química e Farmacêutica, estarão sendo apresentados ao público, como Elastinol+, Kinetin L e Microgranulosix AP, incluindo-se na exposição princípios ativos inéditos para uso em dermocosméticos.

Elastinol+ é um ativo contra o envelhecimento, desenvolvido pela Natura em parceria com o professor doutor Ladislas Robert, da Faculdade de Medicina da Universidade de Paris e responsável pelo Instituto da Derme em Paris, que estará sendo disponibilizado à classe médica para prescrições em fórmulas manipuladas. É resultante da combinação exclusiva e balanceada de dois oligos e polissacarídeos, desenvolvida por biotecnologia, sendo indicado para retardar os mecanismos de crono e fotoenvelhecimento cutâneo, oferecendo maior firmeza e elasticidade à pele. Suas propriedades antinflamatórias, o recomendam para regeneração cutânea pós-peeling, pós-sol e pós-cirurgias, podendo ser associado a tratamentos para minimizar o potencial irritativo de retinóides, alfa-hidroxiácidos e hidroquinona.

Kinetin L, indicado para tratamentos antienvelhecimento, é resultante da combinação de três princípios ativos – AdeninÒ, Ácido Alfa Lipóico e VC-PMGÒ, possuindo os três ativos encapsulados dentro de uma única matéria-prima (Kinetin L). O encapsulamento dos ativos tornou-se possível em virtude do emprego do processo Lipossomas PMLÒ, uma tecnologia exclusiva da Lipotec/Espanha, que garante maior penetração das matérias-primas na pele e maior eficácia aos tratamentos.

Microgranulosix AP representa uma inovação em microencapsulação, desenvolvida pela Galena, e constituída de revestimento formado por pequenas partículas com um diâmetro variável de 1 até 1000 µm, contendo um núcleo envolvido por uma membrana especial, que encapsula o ativo. A grande vantagem para fármacos relaciona-se ao tamanho das partículas e às formas de administração dos produtos. Entre os benefícios farmacológicos encontram-se: superior mascaramento de odor e sabor; controle ou liberação prolongada de ativos, inativos, corantes e aromatizantes; barreira de proteção contra calor, água e interações químicas; redução de operações necessárias; aumento do prazo de validade; liberação controlada para produtos entéricos; proteção contra umidade e oxidação; proteção contra a perda de potência; melhora das propriedades físicas dos pós (fluidez e compressão); prevenção da degradação de cor e minimização do volume durante manipulação.

GEHAKA

Será apresentada ao público a nova linha de ultrapurificadores de água, equipamentos capazes de eliminar contaminações químicas e microbiológicas, utilizando tecnologias do Carbon-block, filtro microbiológico com retenção 0,2 micron absoluto, deionizador e esterilizador através de luz ultravioleta, para obtenção de água ultra pura, do “tipo 1”, livre de endotoxinas, e que atendem às rígidas exigências das normas da farmacopéia americana, adotadas pela RDC, da Anvisa. No padrão master system, a água atende às aplicações mais exigentes, como em se tratando de medicamentos injetáveis, absorção atômica, cromatografia líquida, sequenciamento de DNA, cultura de células, entre outras. O equipamento inclui impressora para registrar o instante da coleta, o estado dos filtros e a qualidade da água servida ( GLP) e condutivímetro com a função de calibração, por meio de solução padrão rastreável ( ISO).

ISOTHERM

A empresa promove o lançamento do sistema Air Shower Isodur – ASI, projetado para impedir a transferência de contaminantes de um ambiente para outro, mantendo produtos e ambientes livres de partículas, por meio do emprego de jato de ar filtrado, sendo dimensionado de acordo com as necessidades específicas de cada projeto.

METTLER TOLEDO

Estarão reunidos no estande vários produtos especiais, desenvolvidos para emprego nos mercados farmacêutico e de biotecnologia. Na linha de transmissores, serão apresentados os seguintes modelos: o 770 Max, multiparâmetro, que permite ligações de até seis sensores, com quatro canais Smart, para variáveis de condutividade, pH, redox, vazão e nível de tanque, além de dois canais convencionais para conexão de sensores de vazão; e também o 220 CR, modelo de transmissor de condutividade, com dois canais, para instalação de sensores, com as mais diversas adaptações ao processo, como TriClamp e rosca NPT, inclusive fabricado na versão 200 CRS, com apenas um canal. Também integram a exposição os modelos pH 2100e, e O2 4100e, projetados para medições precisas e confiáveis de pH e oxigênio dissolvido, para aplicações em processos de fermentação e tratamento de águas.

Na linha de sensores de oxigênio dissolvido, especialmente empregados em processos fermentativos, serão expostos os modelos InPro 6800 e Inpro 6900, para medições on-line, tendo como características resistir a ambientes úmidos devido ao conector VP (Vario Pin) apresentar performance elevada em ampla faixa de medição, e ser esterelizáveis. Terá também destaque na oportunidade o equipamento para análises em linha de carbonos orgânicos totais (TOC), modelo 502P, capaz de promover análises contínuas a intervalos de 15 segundos, dispensando o uso de reagentes químicos e de acessórios para medição.

NELPAS

Uma nova envasadora automática para líquidos, projetada de acordo com sistema rotativo ou linear, constitui o principal item em lançamento pela empresa. No sistema rotativo, a máquina mantém as mesmas características de produção e envase encontradas nos equipamentos semi-automáticos. Já o equipamento provido de sistema linear, poderá ter sua capacidade de produção aumentada, acima de 4.500 frascos/hora, considerando-se variações decorrentes do grau de viscosidade dos produtos, em virtude da maior disponibilidade de pistões, podendo ainda ser projetado para operar de forma automática ou semi-automática. Terá também destaque um novo sistema de encabinamento para as máquinas, especialmente desenvolvido para oferecer maior proteção contra possíveis contaminações aos produtos envasados.

Química e Derivados: HBA: Etiquetadora funciona sob comando eletrônico.
Etiquetadora funciona sob comando eletrônico.

NOVELPRINT

O principal lançamento é a aplicadora de etiquetas com cabeçote NovelTech. Projetado para suportar produções industriais intensas, o novo equipamento é compacto e possui motor de passo e comando eletrônico integrados, para proporcionar maior confiabilidade e precisão às operações de aplicação de etiquetas. Apresentado em quatro versões, com 50 mm, 100 mm, 160 mm e 200 mm, o novo sistema atende velocidades de aplicação de 30 metros até 60 metros/minuto. Estarão em destaque no estande rótulos extensíveis e ampla linha de máquinas de rotulagem, desenvolvidas para o setor farmacêutico, visando atender a quesitos de segurança, decoração e aplicação. Integram os destaques rótulos auto-adesivos com lacre termoencolhível, para decorar e lacrar as embalagens em uma única operação; sistema Booklet, desenvolvido para produtos que precisam conter muitas informações, como produtos O.T.C.; selo Farmaseal, para aplicações no fechamento de cartuchos; solução auto-adesiva Form-a-Label Estendido, envolvendo todo o perímetro de frascos, para permitir a inclusão de maior número de informações pertinentes ao produto. Vale a pena ainda conferir modelo de máquina para aplicação e marcação simultâneas de auto-adesivos, que permite a impressão de vários dados na etiqueta, como data de validade, número de lote etc., além da etiquetadora de ampolas com capacidade de aplicação de até cem etiquetas por minuto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.