Publieditorial

Grupo Sabará inaugura fábrica de Clorito de Sódio

Quimica e Derivados
17 de dezembro de 2018
    -(reset)+

    Instalada em Santa Bárbara d’Oeste, SP, planta é unica da América Latina e a quinta maior do mundo em volume produtivo

    Referência no desenvolvimento de tecnologias, soluções e matérias-primas para as indústrias de nutrição, saúde, beleza e bioenergia, o Grupo Sabará inaugura sua nova planta de Clorito de Sódio em Santa Bárbara d’Oeste (SP). Única da América Latina, a nova planta fabril tem capacidade produtiva de mais de 20 mil toneladas de Clorito de Sódio por ano, o que torna a quinta maior do mundo em volume produtivo.

    Grupo Sabará - Instalada em Santa Bárbara d’Oeste, SP, planta é unica da América Latina e a quinta maior do mundo em volume produtivo

    Grupo Sabará – Instalada em Santa Bárbara d’Oeste, SP, planta é unica da América Latina e a quinta maior do mundo em volume produtivo

    “A Inovação sempre esteve em nosso DNA e, por contarmos com um vasto acervo tecnológico, decidimos investir na fabricação de Clorito de Sódio. Para isso, tivemos como base a nossa expertise na geração do Dióxido de Cloro (Diox®), o que nos permitiu criar um processo de produção 100% automatizado, responsável por garantir a confiabilidade e a qualidade do produto final”, destaca José Eduardo Donato, diretor comercial da BioE Integrated Solutions, unidade de negócio do Grupo Sabará responsável pelo setor sucroalcooleiro, indústria de bebidas e mercado de energia.

    A planta de Clorito de Sódio foi desenvolvida para oferecer o máximo em segurança, produtividade e rendimento. Assim, todos os processos são automatizados com maquinários da mais alta tecnologia. Além disso, para garantir a proteção ao meio ambiente, toda energia utilizada no processo de fabricação é obtida por meio de fontes renováveis do mercado livre de energia e a produção é totalmente limpa, sem gerar nenhum tipo de resíduos.

    Com a fabricação do Clorito de Sódio, será possível atender aos negócios de duas unidades da companhia: a BioE Integrated Solutions e a Sabará Químicos e Ingredientes, atuante no segmento de tratamento de águas. “Essa verticalização e o desenvolvimento patenteado da tecnologia própria de geração do Dióxido de Cloro, nos torna a única empresa brasileira capaz de atender demandas que vão de gramas a 700 Kg/hora de geração. Isso abre oportunidades para o atendimento de novos mercados, como indústria têxtil, processamento de couro, produção de papel e celulose, segmento de metalmecânica, entre outros”, destaca José Eduardo Donato.

    De acordo com Marco Antônio Sabará, presidente do Grupo Sabará, a inauguração da fábrica é um marco na história do Grupo Sabará, pois, até o momento, todo o clorito de sódio consumido na América Latina era proveniente de importações. “Investimos fortemente em inovações e pesquisas para oferecer aos nossos parceiros a garantia de contar com um fornecedor nacional de confiança. Estamos prontos para os desafios que vão surgir”, avalia.



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. Max Luiz Fernandes ribeiro

      Parabéns,ao Grupo Sabará, por esta importante conquista, de produzir o clorito de sódio no Brasil. Com isto se torna possível, a substituição do cloro e do flúor, no tratamento de águas de consumo público, pelo dióxido de cloro, que já é utilizado nos Estados Unidos deste 1944, por ser mais eficiente e mais saudável para o consumo humano.
      O tratamento de água com cloro, é certamente a causa de inúmeras doenças que açometem a população brasileira. É sabido que o cloro faz apenas uma oxidação superficial no biofilme, portanto não é capaz de eliminar a colônia de patógenos que vive dentro do biofilme.
      Em resumo o tratamento da água com cloro causa doenças por causa da toxicidade do cloro e acompanhada dos patógenos que o cloro não consegue eliminar.
      O tratamento com cloro é mais barato, mas se gasta muito mais com o tratamento da saúde da população que consome está água.
      Em Brusque SC, já se utiliza o dióxido de cloro no tratamento de águas para consumo humano.
      Atuem em favor deste povo sofrido e doente, e busquem a substituição do cloro e do flúor no tratamento de água no Brasil, pelo tratamento com dióxido de cloro. Isto seria um gigantesca contribuição do Grupo Sabará para a saúde, e com saúde o povo trabalha mais e o Brasil se fortalece no cenário mundial.
      Salvem a saúde do povo.
      65 por cento das internações hospitalares são causadas por consumo de água contaminada.
      Obrigado pela oportunidade, de tratar está questão, com um grupo que pode mudar o destino do nosso Brasil, tratando corretamente a nossa água.
      Deus os abençoe e lhes de sabedoria.


    2. Roberto Guimarães Zogbi

      Parabéns pela iniciativa de vocês em investir em grandes expectativas de mais empregos e muito mais recursos para o nosso meio ambiente, parabéns.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *