Química

Grupo Sabará cresce 29% e fatura 250 milhões em 2019

Quimica e Derivados
20 de março de 2020
    -(reset)+

    Reestruturação interna e equalização do passivo financeiro foram dois dos principais pilares do crescimento no faturamento do Grupo Sabará em 2019. Porém, engana- se quem pensa que os objetivos da empresa terminam nessa conquista. Pelo contrário, para 2020 a estimativa é de um crescimento nominal de 14%. O cenário, no entanto, pode ser ainda mais favorável com a aprovação do marco regulatório do saneamento, que abre o mercado para a participação do setor privado, bem como expectativas positivas nos setores de alimentos e cosméticos, justamente as áreas de atuação do Grupo, e que devem expandir nos próximos anos.

    Frente a perspectivas positivas, a indústria, que tem como objetivo sempre alinhar seu crescimento às tendências de mercado, investiu estrategicamente para tornar-se a primeira indústria química no Brasil e América Latina a emitir títulos verdes. “O desempenho do mercado secundário com investidores qualificados, fez do Grupo Sabará pioneiro na emissão Green Bond no setor químico no Brasil. Com isso, ampliou-se as possibilidades de expansão de crédito, a
    aceleração de projetos estratégicos e a verticalização de linhas de produtos com tecnologias sustentáveis e altamente competitivas para o mercado local e regional (América Latina)”, comemora Ulisses Sabará, CEO do Grupo Sabará.

    A tacada mestra alavancou o negócio e assim, foi possível investir, nos últimos 3 anos, cerca de R$ 30 milhões em novas tecnologias, na pré-operação da nova fábrica de Clorito de Sódio, em Santa Bárbara d´Oeste, e no desenvolvimento de novas linhas de produtos. Com este investimento feito e considerando a perspectiva de melhoria macroeconômica no Business as usual, a expectativa da indústria vai além: atingir em 2021 o crescimento de 19%.

    “Para os próximos dois anos estão estimados R$ 20 milhões de capex para os negócios de tratamento de água, destinados à expansão do sistema Global Service de atendimento às companhias público e privadas, bem como a próxima fase da nova fábrica com a viabilização do subproduto Sulfato de Sódio, gerado na produção do Clorito de Sódio, agregando valor ao resultado final desta operação, e contribuindo para substituição de importação deste insumo”,
    acrescentou Ulisses.

    Além disso, outra unidade de negócio do grupo promete cenários positivos, sem abrir mão do comprometimento com a sustentabilidade. A Concepta Ingredients – especializada em inovação e soluções tecnológicas com foco nas indústrias de alimentos saudáveis, naturais e orgânicos, segue apostando em inovações para o setor e lança, em 2020, uma linha especial de manteigas vegetais veganas, além de novos produtos derivados de açaí provenientes da biodiversidade brasileira.

    A estratégia da marca para os próximos anos é de ampliar sua atuação diante dos mercados norte-americano e europeu, uma vez que a busca por produtos naturais, saudáveis e orgânicos tem tido um aumento significativo, sobretudo nestes mercados. No Brasil, a perspectiva também é positiva: de acordo com dados da Euromonitor Internacional (2016), o país é o 5º maior mercado de alimentação saudável do mundo, movimentando, anualmente, cerca de US$ 35bi.

    Sempre focados na eficiência e sustentabilidade, o Grupo Sabará se vê pronto para o próximo biênio. “Esperamos fazer parte da mudança no marco do saneamento e também de toda a transformação que ocorrerá nos mercados de alimentação e cosméticos. Afinal, o Grupo Sabará nasceu para ser protagonista em seus mercados de atuação”, finaliza André Sabará, Diretor de Supply Chain e Marketing do Grupo Sabará.


    Sobre o Grupo Sabará
    : com mais de 60 anos de história, o Grupo Sabará, genuinamente brasileiro, é especializado no desenvolvimento de tecnologias, soluções e matérias-primas de alta performance para os mercados de tratamento de águas com a unidade de negócio Sabará Químicos e Ingredientes, health and personal care com a Beraca, nos setores sucroalcooleiro, indústrias de bebidas, mercado de energia, couro, têxtil, papel e celulose, entre outros, a unidade responsável é a BioE, e, por fim, nos segmentos da indústria de alimentos, nutrição animal e farmacêutica veterinária, por meio da Concepta Ingredients.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *