QUÍMICA.com.br – O Portal da revista Química e Derivados


Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Futuro do setor demanda inovações sustentáveis – FCE

Hamilton Almeida
20 de maio de 2019
    -(reset)+

    As duas feiras apresentarão sete atrações tecnológicas, experiências sensoriais e demonstrações de tecnologias de ponta:

    Talk Science: Pela primeira vez, a FCE Cosmetique apresenta o Talk Science, um encontro moderno e inovador que trará palestras dinâmicas e diferentes de tudo o que já foi apresentado. Quem estiver na feira terá acesso aos conteúdos de Life & Science que foram trabalhados ao longo do ano e publicados no blog de conteúdo, unindo o digital e físico.

    Innovation Center: De forma pioneira, o evento mostrará o desafio da ciência cosmética: fornecedores apresentarão o mais alto conhecimento científico e de inovação de seus ingredientes, que influenciarão os grandes sucessos de vendas e encantarão os consumidores.

    R&D Academy: Um laboratório totalmente tecnológico mostrará como funcionará a comunicação autônoma e os fluxos de processos automatizados no futuro. Diante das mudanças na relação do profissional de P&D com a tecnologia e as reinvenções de novas soluções, o público poderá conferir como será a estrutura e as tecnologias de ponta que chegarão em breve.

    Logitech Science: Um novo evento paralelo. Localizada em um pavilhão estratégico, no interior dos dois grandes eventos de farmácia e cosmética, a Logitech Science se destina à cadeia logística. Empresas como Accenture, Braspress, DHL, Grupo Polar, IBM e Roland Berger vão compartilhar diversas soluções de como será a logística do futuro, ou a tão comentada logística 4.0. Objetivo é otimizar custos e desburocratizar processos.

    Congresso Latino-Americano e Ibérico de Químicos Cosméticos: O Colamiqc, é o maior congresso do segmento cosmético da América Latina e terá, entre os palestrantes, o economista Ricardo Amorim. No dia 22, a partir das 10h55, ele desenvolverá o tema “Perspectivas para a economia brasileira, latino-americana e de Portugal em 2019 e nos próximos anos”.

    Edith Filaire, diretora científica do Grupo Greentech, vai falar no dia 21, às 10h40, sobre “Harmonização da microbiota cutânea para a manutenção da saúde da pele”. Patrice Bellon, que foi headmanager de P&D na Shiseido e fashion brands, estará no evento no dia 21, às 10h50. Juliana Bondança Pereira, consultora da Factor-Kline, abordará “Como a tendência aos naturais tem impactado o mercado brasileiro de ingredientes”, no dia 22, às 10h20.

    Giorgio Dell`Acqua, presidente do Comitê de Assuntos Científicos da Sociedade de Químicos Cosméticos de Nova York, tratará do assunto “Ingredientes alimentares transformados em ativos para cosméticos”, no dia 22, às 9h45.

    Simpósio de inovação ANF: O tradicional Simpósio da Academia Nacional de Farmácia está marcado para o primeiro dia e irá concentrar grandes nomes da academia, unindo indústria e pesquisa. É uma oportunidade para profissionais e pesquisadores que atuam em diferentes ramos, nos quais se aplicam as ciências farmacêuticas, tais como: pesquisas farmacológicas e ensaios clínicos, muito especialmente para aqueles que estão em programas de pós-graduação ou pós-doutorado. No último ano, a instituição se ocupou de temas de grande interesse, como ciências farmacêuticas, tecnologia na indústria, regulamentação sanitária e sistemas de qualidade.

    Insight Experience: Esta é a parte de conteúdo do programa de relacionamento Hospitality Class, criado pela NürnbergMesse Brasil, a partir de uma necessidade do mercado. Por conta da agenda agitada dos executivos de grandes empresas, com presença cada vez mais escassa em eventos, a empresa organizadora elaborou “um projeto atrativo e completo em serviços, conteúdos e experiências para reunir os grandes players da indústria em um só lugar”.

    Produtos verdes – Produtos e iniciativas que levam em sua produção matéria-prima natural estão ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras e no mercado cosmético. Os produtos verdes têm sido um dos nichos de maior crescimento nos últimos anos dentro dos ramos de higiene e beleza.

    A consultoria americana Grand View Research prevê que o segmento de beleza verde, dentro do mercado de cosmético, deverá atingir um faturamento de US$ 25 bilhões até 2025, em todo o mundo. A ascensão é impulsionada pela geração millenium. Mais do que carregar o emblema natural, os consumidores buscam produtos verdes também com funções estéticas efetivas e, principalmente, de saúde.

    “Hoje, quando a gente fala de cabelos, falamos em um contexto mais global, não só de tratar o cabelo em si, mas muito de tratar o conceito de saúde. O couro cabeludo e o cabelo precisam estar bem tratados”, explica Elaine Scarelli, líder regional da indústria de home e personal care na América Latina da DuPont.

    Ao citar a matéria-prima natural Genencare OSMS, a especialista afiança que o ingrediente contribui com o fortalecimento dos fios, redução de frizz e até mesmo o tratamento do couro cabeludo. Esta matéria-prima natural foi desenvolvida no Brasil e testada em variados tipos de cabelos, tanto em fios virgens como em fios duplamente danificados. Este é um dos temas que serão debatidos no encontro do Talk science.

    “A indústria global está lançando muitos cosméticos voltados à saúde e ao bem-estar mental dos consumidores. Um exemplo são os probióticos. É uma tendência muito forte lá fora, principalmente na Ásia, na Coréia do Sul, no Japão e na China, que estão usando lactobacilos. No Brasil, algumas marcas já estão lançando ingredientes probióticos em seus cosméticos”, conta Juliana Martins, especialista de beleza da Mintel. Outras tendências globais: os chamados “active beautys” (maquiagens com ativos antitranspiração) e os cosméticos antiestresse.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *