Alimentos e Bebidas

Fispal – Tecnologia aprimora produção do setor de alimentos e Bebidas

Hamilton Almeida
27 de junho de 2019
    -(reset)+

     

    Química e Derivados - Fispal - Tecnologia aprimora produção do setor de alimentos e BebidasQuímica e Derivados - Fispal - Tecnologia aprimora produção do setor de alimentos e Bebidas

    Com a expectativa de receber 39 mil visitantes, a Fispal Tecnologia vai reunir 440 expositores, de 25 a 28 de junho, no São Paulo Expo. O maior evento para os profissionais das indústrias de alimentos e bebidas da América Latina chega aos 35 anos com 15 atrações e cem horas de conteúdo para 2.500 participantes.

    Incorporando os conteúdos de entidades parceiras, que ocorrerão dentro da Arena FispalTec, serão 200 horas de programação. As principais tendências de mercado, novas soluções e tecnologias estarão em evidência. A Fispal é setorizada por soluções, o que facilita a visitação, potencializando a geração de negócios e o networking entre compradores e fornecedores.

    Química e Derivados - Clélia: feira completa satisfaz visitantes mais qualificados

    Clélia: feira completa satisfaz visitantes mais qualificados

    A meta de Clélia Iwaki, diretora da Fispal Tecnologia, é “entregar uma feira ainda mais completa, que possa proporcionar novas experiências, engajar e gerar negócios. Completar 35 anos sendo o principal evento para a indústria de alimentos e bebidas é desafiador e, por isso, estamos sempre trabalhando no desenvolvimento desse mercado, proporcionando atualização profissional e reunindo as principais inovações entre soluções e serviços”.

    O evento deste ano mantém o mesmo número de expositores do ano passado. No entanto, segundo Clélia, conta-se com 61 empresas adicionais. “O principal objetivo é a qualificação cada vez maior tanto do público visitante quanto dos expositores”, acrescenta.

    Indagada se as crises política e econômica do país afetaram de alguma maneira a realização da Fispal, ela aponta que as crises impactaram todos os segmentos de mercado – com maior ou menor intensidade.

    “Praticamente todas as empresas brasileiras estão revendo os seus investimentos e buscando, cada vez mais, um retorno em um prazo menor. Essa revisão pode ter significado a ausência de algumas poucas empresas, mas a maioria, entendendo a importância de estar na feira, apenas reviu a forma de participação e do seu investimento e isso ocorreu, inclusive, com o nosso apoio”, relata.

    “Da mesma forma, as empresas internacionais passaram a enxergar o mercado brasileiro com mais ressalvas. Contudo, nem por isso a feira será apresentada com número menor de expositores, uma vez que esse mercado tem um potencial enorme de novos entrantes”, destaca a executiva. Conforme dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), o faturamento do setor evoluiu 2,08%, em 2018, atingindo R$ 656 bilhões. Para 2019, a expectativa é crescer de 3% a 4%.

    Novidades – A Arena FispalTec é a grande novidade deste evento realizado pela Informa Exhibitions, unidade de negócios do Grupo Informa. “Vamos oferecer uma programação bem relevante, com painéis, palestras e debates que terão a participação de diretores e presidentes de grandes empresas e entidades”, assinala Clélia.

    A plataforma de conteúdo tem capacidade para 600 congressistas e receberá, simultaneamente, o Fórum Fispal Tecnologia (entre os temas que serão abordados: gestão fabril, qualidade, adaptação às novas necessidades do consumidor e indústria 4.0), o TecnoDrink (debaterá as novas normas propostas pelo Ministério da Agricultura e Anvisa, tendências para bebidas não alcoólicas, perspectivas para o segmento de cerveja, inclusive as artesanais, entre outros assuntos) e o Fórum de Embalagens, nos dias 26 e 27 de junho, das 9h às 18h.

    “Esse formato inovador permite ao público assistir o painel que mais atende às suas necessidades”, informa a diretora. O economista Ricardo Amorim estará na plenária de abertura. Também está confirmado o Fórum de Marketing Digital, em 28 de junho, que tratará de novas oportunidades para as indústrias no ambiente digital, assim como estratégias de comunicação, engajamento e ROI, entre outros assuntos.

    Como é cada vez maior o número de indústrias focadas em reduzir o uso de plásticos, apostar em fontes renováveis e fazer uma melhor gestão de resíduos, os debates serão intensos no primeiro dia do Fórum de Embalagens, 26 de junho. É o caso da palestra de Thais Vojvodic, gerente de sustentabilidade da Coca-Cola Brasil. Ela apresentará o case da empresa no país, que tem a ambiciosa meta de reciclar 100% de suas embalagens até 2030.

    Outro painel terá a participação de Claudia Leite, gerente de cafés e sustentabilidade da Nespresso, que revelará como se implementou o projeto de reciclagem de cápsulas no Brasil. Ligia Camargo, head of sustainability da Danone, abordará as experiências com o premiado projeto socioambiental Novo Ciclo, que incentiva a coleta seletiva por meio de uma rede de cooperativa de catadores de materiais recicláveis.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *