Alimentos e Bebidas

Fispal 2002: Alimentos geram negócios gordos

Rose de Moraes
11 de junho de 2002
    -(reset)+

    Química e Derivados: Fispal: Robô japonês da Fanuc se destaca por ser compacto e robusto.

    Robô japonês da Fanuc se destaca por ser compacto e robusto.

    Utilizados na fabricação de equipamentos de ar condicionado, refrigeração, chillers, bombas de calor, compressores, bebedouros, vending machines, entre outros, os fluidos refrigerantes são produzidos nos Estados Unidos em substituição aos CFCs e aos HCFC–22, tendo performance similar e, em muitos casos, superior à dos CFCs. A linha Suva, integrada por treze tipos de fluidos refrigerantes, é distribuída no Brasil pela unidade de fluorquímicos da DuPont, de Barra Mansa–RJ. Mas o que mais chama a atenção são os cuidados tomados desde a chegada dos lotes à planta, envolvendo minucioso gerenciamento, baseado em projeções de vendas antecipadas em até 30 meses. Essas projeções são estimadas e sustentadas por dados que consideram os volumes consumidos pelos clientes ao longo dos últimos períodos, levando em conta a manutenção de níveis de estoque para permitir produções ininterruptas.

    “A companhia desenvolveu em Barra Mansa um modelo operacional que interligou as áreas comercial, de importação, qualidade e processamento de dados – processo certificado com a ISO 9001/2000 –, passando a monitorar, para muitos clientes, a programação de abastecimento dos fluidos refrigerantes Suva, comunicando-os com antecedência o dia e a hora de entrega dos produtos, além de fornecer outras informações fiscais, tributárias e comerciais”, afirmou Ricardo Luiz G.Santos, gerente de suprimentos da DuPont Fluorquímicos e responsável pela unidade de Barra Mansa.

    Química e Derivados: Fispal: Gomes oferece linha com 19 modelos de robôs.

    Gomes oferece linha com 19 modelos de robôs

    Dessa forma, a precisão do processo é total e a chance de desabastecimento torna-se nula, realizando-se análises de qualidade com o auxílio de equipamento de última geração, capaz de identificar uma parte por milhão de eventuais impurezas presentes numa simples amostra de produto. “Procedimento idêntico também pode ser feito na base de operação do cliente, se houver registro de alterações decorrentes de processos, entre outros fatores, utilizando-se um microlaboratório portátil, montado exclusivamente para essa finalidade, e que talvez seja o único no gênero no País”, considerou Santos.

    De acordo com Santos, o laboratório de Barra Mansa executa em média 300 análises por mês, envolvendo todos os tipos de fluidos refrigerantes produzidos e comercializados pela DuPont, estando também apto para produzir estudos de reciclagem. “Três anos atrás, o grau de sofisticação de nosso laboratório só era encontrado nos Estados Unidos, reunindo condições para desenvolver estudos de formulação de novos produtos aerossóis, segundo condições apresentadas pelos

    fabricantes, e proporcionando a interação entre o produto do cliente e o agente expansor indicado”, afirmou ele. Para dar base à produção de aerossóis, a unidade de Barra Mansa desenvolveu a linha de propelentes da família Dymel, cuja descoberta é associada aos esforços locais da empresa no sentido de encontrar solução para substituir o CFC.

    Química e Derivados: Fispal: Rotuladora Autocol opera em alta velocidade.

    Rotuladora Autocol opera em alta velocidade.

    Até dezembro, segundo a expectativa da empresa que completou neste ano dois séculos de existência, a unidade brasileira de Barra Mansa deverá contar com a certificação ISO 14001. “Empreendemos um up-grade na norma ISO 9002 para a ISO 9001/2000, para interligá-la à ISO 14001, integrando uma norma de qualidade a uma norma ambiental, o que certamente deverá encurtar o caminho da certificação”, considerou o diretor Ricardo Santos.

    Paletização via robôs – Entre os vários sistemas para paletização de caixas apresentados na Fispal, um robô produzido no Japão pela Fanuc, líder mundial em robótica, mobilizou a atenção do público por aliar duas qualidades: robustez e compactação. Com raio de atuação correspondendo a 1,9 m, o pequeno robô, conforme demonstrado na feira, paletiza até 40 quilos de carga na flange, promovendo 50 pegadas por minuto.

    Segundo André Luiz Gomes, engenheiro de aplicações da Fanuc, a linha da empresa se complementa com dezenove modelos de robôs, apresentando capacidade para paletizar cargas de 3 kg a 600 kg.

    Envolvendo a exposição de várias máquinas automáticas para fechamento de caixas, a participação da 3M na feira se destacou pelas inovações promovidas nos sistemas de identificação e rotulagem, aprimorados com o desenvolvimento de novas fitas adesivas em BOPP, que possibilitam a impressão dos códigos de barras dos produtos acondicionados em caixas, permitindo leituras confiáveis pelos scanners.

    Uma solução completa, monitorada por software, de fechamento e identificação de rótulos, envolvendo fechador de caixas, aplicador de rótulo, impressora por termo-transferência, além de sistemas de fechamento de abas e de colocação de fitas adesivas, também chamou a atenção do público pelo grau de automação, apresentando a possibilidade de alterar as informações a serem impressas no rótulo, sem interromper a operação da máquina, ou seja, possibilitando o fechamento e identificação de caixas contendo diferentes produtos.

    A Krones também teve participação destacada na Fispal, ao apresentar os últimos avanços empreendidos em rotuladoras, embaladoras e sopradoras. Exposta na feira, a máquina rotuladora auto-adesiva Autocol, desenvolvida para todos os formatos, com várias opções de velocidade e alta precisão para a aplicação de rótulos. “ O sistema foi desenvolvido para aplicações em vários mercados, como químico, farmacêutico, de bebidas, cosmético e alimentício”, afirmou o diretor comercial Rogério Baldauf.



    Recomendamos também:








    Um Comentário



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *