Meio Ambiente (água, ar e solo)

FENASAN – Tecnologias e serviços disponíveis para vencer déficit do saneamento

Marcelo Furtado
15 de julho de 2012
    -(reset)+

    VEOLIA

    A divisão de água da francesa Veolia Environnement presta esclarecimentos sobre os tradicionais processos físico-químicos de altas taxas Actiflo e Multiflo, com aplicação em sistemas industriais e municipais. O primeiro é um processo compacto de clarificação de água que emprega microareia como semente para formação e lastramento dos flocos, redu­zindo em até 40 vezes a área de implan­tação quando comparados aos processos convencionais com capacidade similar. Já a tecnologia Multiflo, além da alta taxa de aplicação, utiliza o conceito de formação de um lodo mais adensado no fundo do decantador lamelar, otimizando as fases de desaguamento e desidratação de lodo posteriores. As tecnologias já são empregadas em várias unidades públicas industriais no Brasil, como o Actiflo utilizado nas plantas de tratamen­to de água potável na cidade de Ponta Grossa/PR e água industrial na Refinaria Gabriel Passos da Petrobras (Regap – Betim-MG), além de aplicação em reúso industrial de efluentes na mesma Regap e também da Refinaria Henrique Lage – Revap. O Multiflo tem como exemplos recentes a planta de Huachipa de tratamento de água potável, localizada na cidade de Lima/Peru, com capacidade nominal de 5 m3/s de água tratada, e a planta de fornecimento de água industrial da fábrica de papel do grupo Votorantim (VCP) em Três Lagoas (MS).

    VIAPOL

    A empresa mostra o VitPoli ECO Verde, revestimento impermeabilizan­te recomendado para a proteção e o acabamento de estruturas metálicas e de concreto, para proteção das es­truturas de tanques e reservatórios de efluentes industriais e esgoto e ainda para impermeabilização de reserva­tórios de água potável. É produzido à base de poliuretano vegetal, isento de solventes, com baixo teor de VOC. Apresenta ainda boa aderência em diversos substratos, dispensando o uso da camada de imprimação (primer), contando com elevada resistência química, à corrosão e às altas tem­peraturas (até 90°C). Suporta ainda exposição aos raios UV e é resistente ao vapor d’água. Além disso, não altera a potabilidade da água e resiste quimicamente à agressão do esgoto.

    WAM

    Com sede em São José dos Campos- SP, a empresa mostra sua linha de estações compactas de pré-tratamento, peneiras rotativas, classificadores de areia, roscas compactadoras, roscas sem eixo para transporte de lodo desidratado e energizado e bombas pa­rafuso. O destaque, segundo a empresa, fica por conta das estações compactas de pré-tratamento, que reúnem em um só equipamento três operações: gra-deamento fino, caixa de areia e caixa de gordura. São disponíveis em dois modelos, TSF e TSB, respectivamente para ETEs e tratamento de efluentes de caminhão limpa-fossa.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *