Meio Ambiente (água, ar e solo)

FENASAN – Tecnologias e serviços disponíveis para vencer déficit do saneamento

Marcelo Furtado
15 de julho de 2012
    -(reset)+

    INVEL

    Mostra a linha de uniões de tubos disponível nos diâmetros de 25 a 400 mm, que permite uma variação de até 50 mm entre os diâmetros dos tubos da instalação. Chamadas de uniões MaxiVIC GT, segundo a empresa, não requerem preparo prévio dos tubos, oferecendo estanqueidade na união de tubos de aço, ferro fundido, polietileno, PVC, fibrocimento e cerâmica. Utilizadas em tubulações de água, esgoto, gás natural, ar comprimido e produtos químicos, suportam pressões de trabalho de 16 bar, temperaturas de -20ºC a 90ºC, absorven­do desalinhamentos angulares de até 6º e permitindo movimentação axial dos tubos, dispensando juntas de dilatação.

    Química e Derivados, MaxiVIC GT, FENASAN

    MaxiVIC GT

    JOPLAS

    A fabricante de tubos e conexões de PVC reforçado com fibra de vidro Joplas, com unidades em Joinville, 37Santa Catarina, e Marechal Deodoro, em Alagoas, presta esclarecimentos so­bre suas duas linhas de produção, uma semiautomática e a outra totalmente automatizada, esta última iniciada em 2011. A nova fábrica é fruto de investi­mento de 12 milhões de reais, montante utilizado para adquirir máquina italiana capaz de fabricar até 30 metros de tubos de PRFV (plástico reforçado com fibra de vidro) por hora, em diâmetros de 100mm a 800mm, comumente utiliza­dos em obras de saneamento.

    LAFFI

    A Laffi Filtration, especializada em filtragem industrial, destaca o filtro separador centrífugo da linha Filtration Power, para aplicações em médias e altas vazões no processo de remoção de areia, particulados metálicos e outros sólidos resultantes de processos industriais. Segundo a empresa, os filtros aplicam o princípio da velocidade e gravidade para obtenção de seu desempenho, removen­do sólidos mais pesados sem utilizar ele­mentos filtrantes. Essas características reduzem os custos de manutenção entre 60% e 90%; de energia, de 5% a 10%; e de consumo de água, de 5% a 10%. Além disso, a Laffi também apresenta o filtro bolsa, constituído por três componentes principais: o vaso de pressão, o cesto suporte e a bolsa filtrante. O fluido a ser filtrado é introduzido de forma pressurizada na parte superior da bolsa suportada pelo cesto, retendo os resídu­os sólidos na bolsa filtrante; e o líquido limpo flui pela saída da carcaça.

    Química e Derivados, Geomembranas de polietileno de alta densidade, FENASAN

    Geomembranas de polietileno de alta densidade

    MACCAFERRI

    A Maccaferri mostra suas geomem­branas de polietileno de alta densidade (PEAD) para impermeabilização de lagoas de tratamento de efluentes e ater­ros. Substitutas da argila compactada, as geomembranas MacLine, produzidas com resinas virgens e estabilizadas e dispostas em variadas espessuras, são barreiras a líquidos e gases, com alta compatibilidade química, flexibilidade e soldabilidade, segundo informou a empresa. Além disso, a empresa tam­bém presta esclarecimentos sobre o MacTube, tubo fabricado com tecido de geotêxtil de alta tenacidade, inerte à de­gradação biológica e resistente a ataques químicos (álcalis e ácidos). A tecnologia do tubo é baseada no entrelaçamento dos fios do geotêxtil e na sua alta resistência mecânica. A abertura dos poros garante a filtragem do material bombeado por meio da retenção da parte sólida e a passagem do líquido.

    química e Derivados, Incrustações de rede com Econox, FENASAN

    Incrustações de rede com Econox

    MAXIAGUA/ MOJAVE

    Apresenta sua linha de insumos químicos, de fabricação própria e de representados. Destaca o ortopolifosfato Econox, uma linha de policloretos de alumínio (PACs), com 11% a 18% de alumina, aditivados ou não com polie­letrólitos. Também fazem parte de seu portfólio: coagulantes orgânicos, rege­nerantes de leitos filtrantes, bactericidas e aluminossilicatos.

     

     

    Química e Derivados, Multimedia filter, FENASAN

    Multimedia filter

     

    MIZUMO

    A Mizumo, fabricante de estações pré-fabricadas para tratamento de es­goto sanitário (ETEs), de Pompeia-SP, apresenta sua expertise em projetos de ETEs customizadas para bairros, vilas, distritos e municípios. Os sistemas possibilitam o reúso do efluente tratado e podem atender até 20 mil usuários, ou seja, uma vazão de até 35 litros de es­goto/segundo – vazões maiores também são avaliadas pela equipe de engenharia de aplicações, que durante a feira estará disponível no estande localizado na Ilha Sindesam. Como lançamento, a empresa mostra o multimedia filter, um equipa­mento periférico e/ou complementar desenvolvido para garantir melhor qua­lidade do efluente de saída dos sistemas fabricados pela empresa, podendo ser reutilizado em vasos sa­nitários. O produto conta com um meio filtrante com diferentes mídias, como pe­dregulho, zeólita e antra­cito. Segundo a Mizumo, o principal diferencial é a presença do mineral zeólita, que oferece maior taxa de filtração e maior capacida­de de retenção de sólidos em comparação à areia, um dos materiais mais utilizados como meio fil­trante. O multimedia filter é fabricado com plástico reforçado com fibra de vidro (PRFV) e as partes metálicas são produzidas de aço inox. Crepinas estão instaladas no fundo do filtro, auxiliando a filtragem e a drenagem do efluente.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *