Meio Ambiente (água, ar e solo)

Fenasan 2019: Tratamento de esgoto pode gerar eletricidade

Marcelo Furtado
28 de outubro de 2019
    -(reset)+

    Química e Derivados - Cassini: filtros de discos protegem processos de MBR

    Cassini: filtros de discos protegem processos de MBR

    Outros lançamentos – Entre os expositores da Fenasan, houve ainda alguns outros lançamentos interessantes. No estande da filial da sueca Nordic Water, o destaque era o filtro de disco à gravidade e microfiltração para remoção de sólidos finos no tratamento terciário ou para proteção de sistemas de membranas de reatores biológicos MBR. Segundo o diretor da Nordic, Gilson Cassini, já há dois filtros na Corsan-RS.

    Composto por vários discos de filtro construídos a partir de cassetes modulares desmontáveis acoplados a um tambor de entrada giratório, o sistema maximiza a área de filtragem em uma área compacta. O equipamento é disponível em dois tamanhos de disco, de 1,9 m ou 2,4 m de diâmetro, fornecendo até 197 m² de área líquida de filtro com até 35 discos.

    O meio filtrante em tecido, com aberturas de filtro de até 10 micrômetros, é ligado ao cassete modular de peça única, garantindo tensão uniforme ideal do meio. Essa concepção, de acordo com Cassini, aumenta a vida útil do meio filtrante e diminui o número de interfaces das juntas de vedação. Além do tratamento terciário e pré-tratamento de membranas, o sistema pode ser empregado na filtração primária de efluentes, em remoção de algas, reúso e pré-filtração de filtros de areia.

    A Iwaki, de Valinhos-SP, chamou a atenção para um novo supervisório do controlador W900, da sua representada Walchem, da área de instrumentação analítica, bombas de medição, sensores, válvulas e sistemas de comunicaão para monitoramento e controle on-line do mercado de tratamento de água e processos industriais.

    Química e Derivados - Controlador ganhou supervisório para gestão remota de operações

    Controlador ganhou supervisório para gestão remota de operações

    Segundo Pedro Porto, executivo de vendas da Iwaki, o supervisório V-Touch é um sistema de gestão remota de dados que pode controlar o processo de várias unidades de tratamento de água ao mesmo tempo, sejam elas ETEs, ETAs, torres de resfriamento, caldeiras ou sistemas de membranas.

    De forma interligada, o sistema organiza os controladores conectados em um esquema hierárquico de acordo com cada um dos processos, por localização ou cliente. Por ele, o operador tem o resumo on-line de cada unidade, de todos os valores dos processos com autalização contínua, incluindo informações das últimas 24 horas dos valores máximos, mínimos e médios de dosagem de cada operação de tratamento de água. A partir de qualquer controlador da Walchem, em qualquer dispositivo, é possível ter visão da configuração, análise, solução de problemas e ajustes

    A Bentley, especializada em soluções de software para projetos e gerenciamento de sistemas de infraestrutura, entre eles água e esgoto, destacava um software completo de modelagem de inundação. Denominado Mohid Studio, o software visa compreender e atenuar riscos de inundação em sistemas urbanos, fluviais e costeiros.

    De acordo com Aline Chevalier, da Bentley, o sistema simula com precisão eventos de chuvas torrenciais, rompimento de barragens e até tsunamis, ajudando o planejador a conceber projeto adequado de infraestrutura e soluções estruturais para se precaver dos efeitos. Além disso, o software auxilia no planejamento de emergências e em iniciativas ecológicas para minimizar o risco.



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. Regina Bollanos

      Principalmente agora, investimentos em infra estrutura de saneamento básico tem que se tornar prioridade.


    2. Otima ideia. Gostaria de ver esses projetos funcionando em larga escala nas nossas cidades.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *