Equipamentos e Máquinas Industriais

Feira da Mecânica: Equipamentos simples mas precisos ganham destaque na exposição

Fernando C. de Castro
11 de maio de 2002
    -(reset)+

    Química e Derivados: Feira: Lona filtrante para filtro-prensa.

    Lona filtrante para filtro-prensa.

    No segmento de produção de gases industriais de alta pureza, destacaram-se os insumos e serviços oferecidos pela Aga, como a família de gases de proteção para processos de soldagem e o pacote de soluções para os mercados de soldagem e corte a laser, compreendendo gases, projeto e montagem de instalações centralizadas, além de suporte tecnológico.

    Outro segmento de grande representatividade na feira foi o de válvulas para controlar vazão e pressão. Fabricadas na França, e disponibilizadas no Brasil, as válvulas borboleta da série Acris, da KSB, foram desenvolvidas para suportar temperaturas nas faixas de 29°C a 160°C, além dos efeitos de fluidos corrosivos, sendo confeccionadas com sede e disco em aço cromo revestido em teflon. Para aplicações químicas de alta corrosão, destacaram-se as válvulas borboleta Danais, também fabricadas pela KSB, para suportar altas temperaturas e pressões, nas faixas entre 50°C a 260°C.

    Entre os novos desenvolvimentos Ciwal, chamaram a atenção do público válvulas de controle com concepções globo e esfera. Comandadas à distância por sistema remoto de alta precisão, as válvulas globo foram providas de mecanismo de abertura e fechamento eletro-pneumático e possuem versões em diâmetros de ½ a 12 polegadas, em ferro fundido, aço carbono, aço inoxidável e ligas especiais. Também controlada à distância, a série de válvulas de esfera

    Química e Derivados: Feira: Borboleta Acris - alta resistência.

    Borboleta Acris – alta resistência.

    têm aplicações especificadas para líquidos, gasosos, lodos, sólidos, óleos, hidrocarbonetos, entre outros.

    Com grande utilização na limpeza de filtros de manga, as válvulas solenóides de pulso Asco, fabricadas pela Ascoval, também constituíram ponto de atenção dos visitantes da feira, pela capacidade inerente a esse tipo de equipamento no sentido de impedir emissões de particulados na atmosfera.

    Mas, juntamente com esse tipo de válvula, a empresa promoveu outros lançamentos, como das válvulas solenóides com travamento magnético e que propiciam baixo consumo de energia, podendo ser acionadas por bateria de 9 volts, e das válvulas com conectores inteligentes para aplicações em fieldbus.

    A mostra também contou com a apresentação de válvulas auto-operadas da Spirax Sarco (série 25). Concebida com uma série de pilotos acoplados individualmente, ou conjugados a um único corpo, essa linha assume a função de controlar uma ou mais variáveis de processo, não necessitando de energia externa para acionamento. Capaz de controlar mais de uma variável de processo, pode ter dez diâmetros diferentes, desde ½ polegada até 6 polegadas, possuindo sede e cabeça da sede revestidas com teflon ou uretano sólido, para aplicações em líquidos ou gases.

    Química e Derivados: Feira: Esfera Ciwal - controle à distância.

    Esfera Ciwal – controle à distância.

    Para facilitar o controle de ampla gama de fluidos em função dos diferentes revestimentos empregados, as válvulas de diafragma SG-2000, apresentadas pela Vallair, empresa coligada a Omel, chamaram a atenção pela sua versatilidade.

    Com corpos em perfil reto ou angular, essa linha está disponível nas bitolas de ½ polegada a dez polegadas, podendo ter revestimentos e diafragmas em borrachas, teflon ou vidro. Sua operação pode ser manual ou através de comandos pneumáticos que conferem ao equipamento respostas rápidas em regulagens e/ou bloqueio de fluidos homogêneos, ácidos, corrosivos, além de fluidos com sólidos em suspensão.

    Entre os produtos mais recentes para o segmento de conexões em aço inoxidável, a Detroit levou à feira a linha do tipo dupla anilha (D-Lok), requisito para os sistemas de instrumentação que operam em condições de alta pressão, na faixa de 15 mil p.s.i. Participaram também da mostra as tradicionais linhas de válvulas para controle de processos, disponíveis para baixa, média e alta pressão (6.500 p.s.i) e que possuem diferentes configurações nas extremidades, além das linhas de tubos flexíveis, fabricados em cobre recozido, náilon ou polietileno e de mangueiras hidráulicas para pressões de trabalho de até 7.000 p.s.i.

    Química e Derivados: Feira: Solenóide Asco - sem particulados.

    Solenóide Asco – sem particulados.

    Com aplicações em agitadores para todos os tipos de líquidos, destacaram-se alguns lançamentos no segmento de redutores. A Geremia, de Bento Gonçalves–RS, apresentou o redutor pendular de eixos paralelos, provido de transmissão por engrenagens helicoidais, com reduções de l:8,75 a l:235, e potências que variam de 0,33cv a 30 cv. Com carcaça em ferro fundido e engrenagens e eixos em aço, outra novidade apresentada pela empresa foi o redutor de eixos parelelos com transmissão por um estágio de engrenagens helicoidais, com reduções de 1:2 a l:9, e potências que variam de 0,5 cv a 15 cv, especialmente desenvolvido para atender ao segmento de bombas de alta pressão.

    As atividades de manutenção preventiva direcionadas ao setor de máquinas e equipamentos também se voltaram para a lubrificação, destacando-se nesse aspecto o sistema automático de lubrificação centralizada fabricado pela Bozza. Provido de CLP (Controlador Lógico Programável), o sistema é dotado de um reservatório central interligado a uma rede de tubos, válvulas e acessórios que dosam nas quantidades desejadas e em períodos pré-determinados e conduzem os lubrificantes aos pontos de atrito.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *