Farmacêutico e Biotecnologia

FCE Pharma – Prévia: Setor farmacêutico aproveita ocasião para aprimorar sua produção e reforçar laços com todos os elos da cadeia

Hamilton Almeida
22 de Maio de 2017
    -(reset)+

    Química e Derivados, FCE Pharma - Prévia: Setor farmacêutico aproveita ocasião para aprimorar sua produção e reforçar laços com todos os elos da cadeia

    Apontada como a principal plataforma de negócios do setor farmacêutico, a FCE Pharma – Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Farmacêutica é uma “vitrine do mercado, por apresentar lançamentos, tendências de produtos e serviços, assim como exposição de cases e compartilhamento de conteúdo”, declara João Paulo Picolo, diretor-geral da NürnbergMesse Brasil.

    “A FCE Pharma tem uma relação muito boa e antiga com o mercado e com a indústria farmacêutica, desenvolvida ao longo de 20 anos. Devido a essa proximidade, percebemos uma carência de conteúdos relevantes, atuais e de qualidade. Assim, buscamos parcerias com as associações do setor e com instituições de pesquisas de mercado, como IMS, Euromonitor e Factor Kline, para trazer as novas tendências e soluções. O público vai se surpreender positivamente em 2017”, garante Picolo.

    Química e Derivados, FCE Pharma - Prévia: Setor farmacêutico aproveita ocasião para aprimorar sua produção e reforçar laços com todos os elos da cadeia

    Em parceria com a Academia Nacional de Farmácia (ANF), realiza-se o 2º Simpósio de Inovação e Ciência Farmacêutica, que tem como mentor o professor doutor Lauro Moretto. O seminário nasceu com a finalidade de incentivar e desafiar os participantes a inovar, criar e inventar novos produtos e serviços.

    Este ano, a feira conta também com a Rodada Internacional de Negócios, desenvolvida pela Associação Brasileira da Indústria Farmoquímica e de Insumos Farmacêuticos (Abiquifi), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), e apoio do Sindusfarma, Interfarma, Alanac, Abifina, Pró-Genéricos, Grupo Farma Brasil, Alfob, Anbiotec e Sindirações.

    Por meio do “Projeto Comprador”, participantes brasileiros, ofertantes de produtos e serviços, vão ter a oportunidade de se reunir com potenciais parceiros internacionais da cadeia farmacêutica, biotecnologia e veterinária.

    A FCE Pharma também firmou uma parceria com a Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Oficiais do Brasil (Alfob) para oferecer o espaço Lounge Alfob, que recebe os parceiros privados para discussões e trocas de ideias com os laboratórios oficiais.

    Quem visitar a feira também pode contar com o Espaço Logística, uma área criada única e exclusivamente para as empresas que atendem às indústrias cosmética e farmacêutica. “É o espaço ideal para prospectar novos clientes e realizar grandes negócios. Vale ressaltar que os custos com logística no Brasil são até 30% mais caros na comparação com outros países desenvolvidos como os Estados Unidos e alguns países da Europa”, sublinha o executivo da NürnbergMesse Brasil.

    Esta área está posicionada estrategicamente ao lado da Arena de Conteúdo Logístico, onde serão apresentados cases de sucesso, além de proporcionar aos visitantes compartilhamento de conteúdo e experiências. A FCE Pharma também terá o Hospitality Class, da mesma forma que a FCE Cosmetique.

    O setor farmacêutico conseguiu superar a crise. Conforme estudos realizados pelo IMS Health, a pedido da Interfarma e Sindusfama, o faturamento com a venda de medicamentos alcançou R$ 85,35 bilhões em 2016, superando os R$ 78,45 bilhões do exercício anterior (crescimento de 13,1%). Os analgésicos e antidepressivos tiveram a maior alta do segmento.

    Segundo o IBGE, os medicamentos ficaram 12,5% mais caros no ano passado, a maior taxa desde 2000. Um dos motivos foi a elevação do ICMS. Os remédios foram responsáveis pelo maior impacto no Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), que apesar disso encerrou o ano em 6,29%, a taxa mais baixa desde 2013. A expectativa é que 2017 seja um ano melhor para fabricantes e consumidores.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *