Química

15 de julho de 2010

FCE Pharma 2010 – Ingredientes naturais e equipamentos eficientes dominam a exposição

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A nova geração de filmes para blisters farmacêuticos da Klöckner Pentaplast também despertou grande interesse de público. De alto desempenho, esses filmes de poliéster (PET), denominados filmes kp Pentapharm kpVantage, incorporam grande variedade de estruturas para atender às mais diversas necessidades de embalagens das indústrias farmacêuticas. Considerados ideais para embalagens de dose oral sólida, podem ser usados como monofilmes para embalar produtos farmacêuticos que requerem pequena barreira contra a umidade ou ser integrados a estruturas de barreira. Aceitam ampla variedade de modelagens para termoformagens, que são realizadas sob temperaturas mais baixas, reduzindo o consumo de energia e propiciando aumentar a velocidade das linhas de produção.

    Outros filmes para embalagens farmacêuticas e hospitalares apresentados no estande incluíram os filmes rígidos de PVC Pentapharm, de PETG, de APET, de HIPS, de PP, e filmes de A/MA/B, além dos filmes-barreira e de revestimento de PVdC.

    Química e Derivados, FCE Pharma 2010 - Ingredientes naturais e equipamentos eficientes dominam a exposição

    Sistema modular de envase da Kugler Moduline

    Produzidas na Finlândia, as micropipetas fabricadas pela Thermo Scientific foram apresentadas na exposição pelo representante Datamed. Entre os produtos inovadores, estão as micropipetas Finnpipette F1 e F2. As Finnpipette F1 são confeccionadas com polímero com íons de prata, para ter ação antimicrobiana, e as Finnpipette F2 são totalmente autoclaváveis.

    Outra inovação da Thermo Scientific foi apresentada na área de centrífugas, mas a linha se estende a avançados espectrômetros de massa híbridos e de alta resolução, espectrômetros de absorção atômica, e de emissão por plasma, incluindo ampla linha de instrumentos para cromatografia a gás, programas para processamento de dados em espectrometria de massas, entre vários outros.

    Em vias de consolidar no mercado a resina HTPM (High Technical Polymer Modified), a Sigmaplasth também se destacou nessa edição da feira. A nova blenda formulada com metacrilato representa alternativa a outras resinas e termofixos, principalmente para a fabricação de tampas e frascos injetados.

    “Além da excelente transparência em peças de parede espessa, a nova blenda reduz o ciclo de injeção, entre 20% e 40%, e o consumo de energia elétrica, pois o material dispensa a desumidificação, sendo processado com pressão de injeção média e baixo tempo de recalque, condições que reduzem o consumo de energia e o desgaste da injetora”, informou Paulo Buck, diretor da Sigmaplasth.

    O novo material também não degrada facilmente, permite troca rápida de cores e não requer agentes expansores. “Não gerando borras na troca de cores, garante a moldagem das peças com maior rapidez”, complementou Julian Arevalo, gerente de contas da empresa.

    Segundo Buck, as vantagens propiciadas pela nova blenda foram determinantes para a conquista de novos mercados. “Desde o final de 2009, nossa resina está sendo utilizada em grandes clientes do setor cosmético e estamos muito satisfeitos com os avanços alcançados e com o potencial do material para embalagens”, finalizou o diretor.

     


    Página 4 de 41234

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *