Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

FCE Cosmetique & Pharma – Fornecedores de insumos mostram inovações com produtos acabados

Rose de Moraes
15 de junho de 2012
    -(reset)+

    Ativos universais – Oferecer às indústrias cosméticas ingredientes ativos universais, capazes de promover formulações multifuncionais, para produtos de higiene pessoal e beleza constitui uma tendência mundial adotada pela Oxiteno, que consegue conciliar a um só tempo performance e susten-tabilidade. Seguindo esse conceito, a empresa lançou uma versão de espessante líquido para aplicações em skin care. Trata-se do Alkont EL 3645, um éster etoxilado derivado do açúcar de milho e de ácidos graxos, duas fontes de matérias-primas renováveis, antes apenas aplicável em xampus.

    química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Adão de Mattos Coelho, do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Oxiteno

    Adao: espessante líquido para aplicações na pele

    Isento de conservantes, a novidade possui 50% de material ativo e não é irritante para os olhos, sendo recomendada para o público infantil e para higiene íntima, não provocando irritabilidade na pele, tampouco sensibilização ou alergenicidade. “Em xampus e sabonetes líquidos, mesmo transparentes, esse ingrediente age como espessante na presença de tensoativos, propiciando espumas mais cremosas e melhorando a maciez e a penteabilidade dos cabelos. Em emulsões para skin care, atua como agente de consistência, na presença de emolientes, melhorando a absorção e reduzindo o efeito branco, caracterís-tico de outros ingredientes existentes no mercado”, explicou Adão de Mattos Coelho, do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Oxiteno.

    Outro diferencial do novo produto para as emulsões cosméticas é sua adequação às formulações a frio e a quente. Seu desenvolvimento é resultante da atual política de investimentos da companhia, que reverte 1,5% do faturamento anual para as atividades de P&D.

    Além de fortalecer as pesquisas, a companhia mantém a expansão de negócios mediante aquisições: em abril, comprou uma fábrica da Pasadena Property, nos Estados Unidos; em maio, adquiriu ativos operacionais da Cytec, em Suzano-SP. Essas plantas agregam 43 mil t/ano à capacidade de produção da Oxiteno em ésteres e tensoativos especiais, direcionados ao mercado cosmético, abrangendo ingredientes como derivados de ácidos e alcoóis graxos e ácidos láticos, que oferecem maior suavidade e melhor textura aos produtos.

    Dentro do conceito “Greenformance”, que prevê o uso de matérias-primas de fontes renováveis, cuidados com o meio ambiente, além da preocupação com a saúde e o bem-estar dos usuários, a Oxiteno desenvolveu dezenas de ingredientes de fontes vegetais para personal care. São tensoativos aniônicos, tensoativos especiais, agentes de consistência, emulsionantes, umectantes, solubilizantes, entre outros, para aplicações em xampus, condicionadores, sabonetes líquidos e em barra, tinturas para cabelos, cremes, loções, desodorantes e perfumes.

    “A Oxiteno também acaba de assumir um compromisso de compra de uma unidade fabril de sulfatados no Uruguai, que também deverá contribuir para elevar a nossa capacidade de oferta, e também instalamos o nosso primeiro escritório na China. Em personal care, estamos trabalhando arduamente para nos tornarmos a melhor referência em tensoativos e especialidades químicas das Américas, meta que pretendemos alcançar dentro de poucos anos com inovações e expansões de capacidade”, resumiu Coelho.

    química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Amanda Bloise, gerente de contas da AkzoNobel Surface Chemistry.

    Amanda: quelante biodegradável e sem componente carcinogênico

    Quelante sustentável – A AkzoNobel apresentou em primeira mão um quelante sustentável, o Dissolvine GL- 47-S. Trata-se de um derivado de sal de um aminoácido (glutamato), cuja ação sequestrante de íons metálicos (catalisadores de degradação de tecidos) se revelou superior quando comparada com a ação de fosfatos, citratos e EDTA.

    “Nosso quelante sustentável e biodegradável (diacetato tetrassódico de glutamato) possui um excelente perfil ecotoxicológico, é isento de ácido nitrilo acético (NTA-free, com potencial carcinogênico), não contribui para a eutrofização de corpos de água, melhora a propriedade da espuma, previne a turbidez e a precipitação, tem maior sinergia com conservantes da fórmula, minimiza irritações e sensibilizações, e também auxilia na estabilidade e no aumento do shelf-life do produto”, descreveu Amanda Bloise, gerente de contas da AkzoNobel Surface Chemistry.

    Várias empresas comprometidas com fórmulas naturais estão introduzindo o novo quelante em ampla linha de produtos, como xampus, condicionadores, cremes e loções para a pele, sabonetes e desodorantes. Além da sua base sustentável, o sucesso do novo quelante decorre de sua alta eficácia para sequestrar vários íons metálicos (cálcio, cobre, ferro, magnésio, manganês, zinco), bem como se relaciona com sua capacidade de agir em ampla faixa de pH, de 2 a 14, a depender do íon metálico a ser quelado.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *