FCE Cosmetique & Pharma – Fornecedores de insumos mostram inovações com produtos acabados

Química e Derivados, FCE Cosmetique & PharmaOs provedores de matérias-primas para as indústrias de cosméticos e farmacêuticas presentes na FCE Cosmetique (Exposição Internacional de Tecnologias para a Indústria Cosmética) e FCE Pharma (Exposição Internacional de Tecnologias para a Indústria Farmacêutica), realizadas de 29 a 31 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, pela Nürnberg Messe, não só apontaram as principais tendências mundiais em seus respectivos setores. Muitos deles conseguiram concretizá-las, e apresentaram ao público os ativos em fórmulas prontas, antecipando às indústrias o que há de mais avançado para o embelezamento e para a saúde e também no setor de equipamentos para fabricar medicamentos. Em poucas palavras, a maior mostra de inovações e tecnologias da América Latina nesses setores propiciou grande estímulo à produção brasileira, destacada no mundo pela sua criatividade, pelas altas taxas de consumo de produtos de higiene e cosméticos, bem como pelo potencial de mercado ainda amplo quanto ao acesso da população a esses produtos.

A oferta de matérias-primas de fontes renováveis, em substituição aos insumos sintéticos e derivados petroquímicos, continua em ascensão, mas o que mais chamou a atenção foram as inovações em ativos apresentadas em produtos acabados, desenvolvidos para experimentação nos próprios estandes. Agindo assim, os fabricantes e fornecedores sugeriram fórmulas inovadoras e ajudaram a encurtar as etapas de desenvolvimento de novos produtos, revelando com transparência os dados referentes aos testes de validação e de eficácia, encorajando as empresas a inovar mais e a conhecer novas cremosidades, texturas, fragrâncias, benefícios mais duradouros, facilidades de produção etc. Por alguns instantes, os visitantes se sentiam transportados a um grande laboratório para experimentação de cosméticos inovadores para todas as partes do corpo, enquanto na FCE Pharma podiam ser identificados os equipamentos mais avançados da temporada para aprimorar a produção farmacêutica.

Surfactantes vegetais – Nova linha de surfactantes mais suaves (EcoSense) e biodegradáveis, composta de derivados dos óleos de coco e de palma, com certificação Ecocert, foi uma das grandes inovações apresentadas pela Dow Personal Care em ingredientes para formulações de xampus, sabonetes líquidos, lenços umedecidos, limpadores faciais e baby wipes.

“A nova família de surfactantes foi especialmente desenvolvida para ajudar os formuladores a criar produtos com excelente performance sensorial, alta espumação e fácil enxágue, representando a solução ideal para os profissionais que procuram desenvolver fórmulas mais naturais e suaves e com alta performance”, esclareceu Tatiana Ciocci, gerente de marketing para a América Latina da Dow Home & Personal Care.

Participando pela primeira vez da feira com estande próprio, a Dow também destacou outro lançamento: o Epitex 66, um polímero acrílico apresentado na forma líquida, altamente resistente à água, que se propõe a facilitar o trabalho dos formuladores de protetores solares. “O Epitex oferece facilidade de processamento e conta ainda com capacidade de aprovação no protocolo de 80 minutos de resistência à água, desenvolvido pela agência norte-americana FDA (Food and Drug Administration)”, acrescentou a gerente de marketing para a América Latina.

A conservação dos produtos de higiene pessoal e cosméticos e a solubilidade dos demais ingredientes também marcam a temporada das inovações apresentadas pela empresa, que destacou o propilenoglicol USP/EP, com pureza certificada em 99,8%. Versátil, esse ingrediente, além de conservante, pode atuar como solvente, aglutinante, estabilizante de emulsões, lubrificante, amaciante, modificador de viscosidade, umectante e estabilizante, sendo recomendado para formular ampla variedade de produtos, como cremes de barbear, cremes dentais, desodorantes, hidratantes, pomadas e sabonetes.

A principal atração no estande era conhecer de perto os benefícios de hidratação, antifrizz e maciez proporcionados pelo ingrediente Polyox, já preparado em fórmulas de xampus e de sabonetes líquidos e em barra. Avaliados pelos visitantes, os produtos contendo os novos ingredientes podiam ser comparados ao toque e à aparência durante demonstrações feitas por promotores, e realizadas com amostras de cabelos tratados com os produtos formulados.

Para dar exemplos aos clientes sobre como é possível assumir condutas mais sustentáveis com o uso de embalagens, a Dow Brasil também desenvolveu amostras de stand-up pouches, mais leves e de menor impacto ambiental, e com vistas a acondicionar ampla gama de produtos de higiene pessoal e cosméticos. São embalagens flexíveis totalmente feitas de polietileno, de mais fácil reciclagem, e que apresentam vantagens em relação às embalagens rígidas quanto à praticidade, menor peso, menor uso de resinas (a redução chega a 83%, no acondicionamento de 200 ml de produto), e ainda oferecem a possibilidade de utilização como refil, condição mais sustentável e capaz de gerar economia para as indústrias e para os consumidores, poupando o meio ambiente.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, M. Cassab,
Brigadeiros enriquecidos com colágenos e vitaminas

Estímulo aos nutracêuticos – A tendência global de tornar a ingestão de ativos para a saúde e a beleza agradável ao paladar, conceito presente nos nutracêuticos, que agregam em sua composição o que for necessário para equilibrar a saúde e o bem-estar dos indivíduos, também se concretizou no estande da M.Cassab. Lá foram oferecidos para degustação brigadeiros enriquecidos com colágeno hidrolisado, licopeno, vitamina C e selênio, e também gomas de mascar contendo antioxidantes, vitaminas A, C e E, além de selênio, zinco e cromo.

Com tanto conhecimento sobre os benefícios dos ativos, cada vez mais disponíveis, a forma inusitada de apresentação dos ingredientes despertará o interesse das indústrias. “Cada brigadeiro desses contém 33% da IDR (ingestão diária recomendada) de antioxidantes; e acredito que até medicamentos oncológicos e outros possam ser administrados dessa forma”, salientou Cynthia Barrera, gerente nacional de vendas da unidade de negócios farmacêuticos da M.Cassab.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, m. cassab, Gustavo Levy Dosualdo e Cynthia Barrera
Gustavo Levy Dosualdo e Cynthia Barrera

“Há mais de vinte anos a M.Cassab faz misturas de ingredientes funcionais, vitaminas e minerais para serem incorporados aos alimentos e estamos investindo nesse segmento, pois acreditamos no seu crescimento nos próximos anos, com base no maior conhecimento dos benefícios oferecidos à saúde dos ativos e antioxidantes apresentados em nutracêuticos”, acrescentou Gustavo Levy Dosualdo, diretor da divisão Life Science – Food & Pharma da M.Cassab.

Criada em 2012, com a reestruturação da distribuidora que atua em quinze diferentes áreas de negócios, e presente no Brasil, Estados Unidos, Emirados Árabes, China, Argentina e Uruguai, a divisão Life Science, que engloba atualmente os setores farmacêutico, alimentício, cosmético e domissanitário, está contando com novas representadas, a fim de ampliar ainda mais o portfólio de ingredientes.

Uma delas é a Inovvactiv, empresa sediada em Quebec, no Canadá, e da qual a M.Cassab está trazendo ao Brasil um lançamento mundial, denominado Juventide. Trata-se de um extrato de estrela-do-mar, um sérum marinho rejuvenescedor, que atua como um potente antiaging, estimulando a síntese de colágeno e de glicosaminoglicanas (GAG), devolvendo à pele elasticidade e firmeza, e também agindo na redução de rugas. “Em 28 dias de tratamento, Juventide promoveu a regeneração da pele e comprovou atuar em multiníveis, apresentando ação três vezes mais potente sobre a pele em comparação com outros ativos antiaging”, informou Levy Dosualdo.

Recomendado para uso contínuo, mas sem exposição solar, Juventide comprovou também não produzir efeitos adversos sobre a pele, como vermelhidões, e apresentar excelente perfil de segurança para as formulações e tratamentos de regeneração noturna e também para peles mais maduras.

Outra nova representada da M.Cassab é a centenária A.E.T., da Alemanha, que há dez anos incorporou a área de negócios focada em dossiês, produtos acabados e licenciamentos, oferecendo mais de 150 produtos para os mais diversos males que atingem o sistema nervoso central (parkinson, alzheimer, depressão etc.) e também o sistema cardiovascular, tratamentos oncológicos e para diabetes, entre outros.

“Um aspecto interessante a destacar é que a A.E.T. tem parceiros cujas plantas já foram inspecionadas e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o que facilita as introduções no mercado brasileiro”, frisou a gerente nacional de vendas Cynthia Barrera.

Entre os ativos microencapsulados e de liberação gradual e contínua, a empresa destacou MultiSal, ácido salicílico composto com outros ingredientes para a fabricação de sabonetes em barra e máscaras capilares, destinados a tratamentos nanotecnológicos contra acne, e também HydroSal Fragrance, composto nanotecnológico que oferece propriedades multifuncionais para controlar a liberação de uma fragrância e, ao mesmo tempo, absorver o mau odor, desenvolvido para aplicações em anti-transpirantes, produtos capilares, lenços umedecidos, cremes e loções, produtos para os pés, entre outros.

Também nanotecnológica é a tecnologia SalSphere Caffeine, que libera lentamente a cafeína, reduzindo o inchaço na região dos olhos, bem como atuando no tratamento do crescimento dos cabelos e contra a celulite.

Ativos universais – Oferecer às indústrias cosméticas ingredientes ativos universais, capazes de promover formulações multifuncionais, para produtos de higiene pessoal e beleza constitui uma tendência mundial adotada pela Oxiteno, que consegue conciliar a um só tempo performance e susten-tabilidade. Seguindo esse conceito, a empresa lançou uma versão de espessante líquido para aplicações em skin care. Trata-se do Alkont EL 3645, um éster etoxilado derivado do açúcar de milho e de ácidos graxos, duas fontes de matérias-primas renováveis, antes apenas aplicável em xampus.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Adão de Mattos Coelho, do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Oxiteno
Adao: espessante líquido para aplicações na pele

Isento de conservantes, a novidade possui 50% de material ativo e não é irritante para os olhos, sendo recomendada para o público infantil e para higiene íntima, não provocando irritabilidade na pele, tampouco sensibilização ou alergenicidade. “Em xampus e sabonetes líquidos, mesmo transparentes, esse ingrediente age como espessante na presença de tensoativos, propiciando espumas mais cremosas e melhorando a maciez e a penteabilidade dos cabelos. Em emulsões para skin care, atua como agente de consistência, na presença de emolientes, melhorando a absorção e reduzindo o efeito branco, caracterís-tico de outros ingredientes existentes no mercado”, explicou Adão de Mattos Coelho, do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Oxiteno.

Outro diferencial do novo produto para as emulsões cosméticas é sua adequação às formulações a frio e a quente. Seu desenvolvimento é resultante da atual política de investimentos da companhia, que reverte 1,5% do faturamento anual para as atividades de P&D.

Além de fortalecer as pesquisas, a companhia mantém a expansão de negócios mediante aquisições: em abril, comprou uma fábrica da Pasadena Property, nos Estados Unidos; em maio, adquiriu ativos operacionais da Cytec, em Suzano-SP. Essas plantas agregam 43 mil t/ano à capacidade de produção da Oxiteno em ésteres e tensoativos especiais, direcionados ao mercado cosmético, abrangendo ingredientes como derivados de ácidos e alcoóis graxos e ácidos láticos, que oferecem maior suavidade e melhor textura aos produtos.

Dentro do conceito “Greenformance”, que prevê o uso de matérias-primas de fontes renováveis, cuidados com o meio ambiente, além da preocupação com a saúde e o bem-estar dos usuários, a Oxiteno desenvolveu dezenas de ingredientes de fontes vegetais para personal care. São tensoativos aniônicos, tensoativos especiais, agentes de consistência, emulsionantes, umectantes, solubilizantes, entre outros, para aplicações em xampus, condicionadores, sabonetes líquidos e em barra, tinturas para cabelos, cremes, loções, desodorantes e perfumes.

“A Oxiteno também acaba de assumir um compromisso de compra de uma unidade fabril de sulfatados no Uruguai, que também deverá contribuir para elevar a nossa capacidade de oferta, e também instalamos o nosso primeiro escritório na China. Em personal care, estamos trabalhando arduamente para nos tornarmos a melhor referência em tensoativos e especialidades químicas das Américas, meta que pretendemos alcançar dentro de poucos anos com inovações e expansões de capacidade”, resumiu Coelho.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Amanda Bloise, gerente de contas da AkzoNobel Surface Chemistry.
Amanda: quelante biodegradável e sem componente carcinogênico

Quelante sustentável – A AkzoNobel apresentou em primeira mão um quelante sustentável, o Dissolvine GL- 47-S. Trata-se de um derivado de sal de um aminoácido (glutamato), cuja ação sequestrante de íons metálicos (catalisadores de degradação de tecidos) se revelou superior quando comparada com a ação de fosfatos, citratos e EDTA.

“Nosso quelante sustentável e biodegradável (diacetato tetrassódico de glutamato) possui um excelente perfil ecotoxicológico, é isento de ácido nitrilo acético (NTA-free, com potencial carcinogênico), não contribui para a eutrofização de corpos de água, melhora a propriedade da espuma, previne a turbidez e a precipitação, tem maior sinergia com conservantes da fórmula, minimiza irritações e sensibilizações, e também auxilia na estabilidade e no aumento do shelf-life do produto”, descreveu Amanda Bloise, gerente de contas da AkzoNobel Surface Chemistry.

Várias empresas comprometidas com fórmulas naturais estão introduzindo o novo quelante em ampla linha de produtos, como xampus, condicionadores, cremes e loções para a pele, sabonetes e desodorantes. Além da sua base sustentável, o sucesso do novo quelante decorre de sua alta eficácia para sequestrar vários íons metálicos (cálcio, cobre, ferro, magnésio, manganês, zinco), bem como se relaciona com sua capacidade de agir em ampla faixa de pH, de 2 a 14, a depender do íon metálico a ser quelado.

Um derivado do coco (Arquad PC 2C-75), desenvolvido para atuar como agente condicionante em fórmulas capilares, apresentando em sua composição 62% de fonte renovável, também entrou para a lista dos novos ingredientes de origem vegetal da AkzoNobel. Nesse rol também se inclui um derivado de celulose (Structure Cel 500HM), que atua como modificador reológico de alto desempenho, formando texturas e as mais variadas viscosidades, desde fluidas até mais estruturadas, permitindo “corte”. “Com alto poder espessante e amplamente compatível com emulsões não-iônicas, catiônicas e aniônicas para pele e cabelos, esse modificador permite reduzir o teor de ceras da formulação, podendo ser aplicado em condicionadores, máscaras de tratamento, hidratantes e manteigas para uso corporal”, disse.

Juntas, a flexibilidade do poliuretano e a resistência à umidade do acrilato também propiciaram vantagens ao novo polímero multifuncional (DynamX H2O), desenvolvido pela AkzoNobel, e cuja principal característica, além de reduzir o volume e agir antifrizz, é o seu efeito memória, promovendo a longa duração aos penteados, sejam lisos ou cacheados.

Nanoingredientes potencializadores – O mercado cosmético brasileiro já pode contar com insumos nanotecnológicos produzidos localmente e com os mais variados ingredientes e ativos naturais, matérias-primas de origem vegetal, isentas de solventes orgânicos, e também de etoxilados e derivados pe-troquímicos, e que apresentam efeitos potencializados pela nanotecnologia. A inovação é resultante de parceria firmada entre empresas nacionais, como a Inventiva, de Porto Alegre-RS, e a Bandeirante Brazmo, de Mauá-SP.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Marcio Luiz do Nascimento, gerente de mercado da Bandeirante Brazmo
Nascimento: nanotecnologia com ingredientes naturais

Pele, cabelos e unhas são os primeiros alvos dos novos ativos nanotecnológicos desenvolvidos pela Inventiva e apresentados em esferas lipofílicas biodegradáveis e biocompatíveis, com partículas desde 100 nm até 300 nm. “A linha de produtos é ampla e composta dos mais modernos ativos cosméticos que, aliados à nanotecnologia, resultam em produtos inovadores, seguros, estáveis, e com eficácia comprovada, sendo um deles, o NanoArgan, a vedete do momento do mercado cosmético, o óleo do Marrocos na forma nano”, informou Marcio Luiz do Nascimento, gerente de mercado da Bandeirante Brazmo.

A empresa oferece grades do óleo de Argan nanotecnológico para aplicações corporais, no rosto, nas unhas e nos cabelos, com efeitos hidratante, nutriente e fortalecedor. As vitaminas A, C, E e os ácidos-ômegas também deram origem a nanoingredientes para estimular a síntese de colágeno, reduzir as rugas e linhas de expressão, atuar como antioxidante, entre outros benefícios efetivos e duradouros.

Em ativos para o corpo e para o rosto, a empresa também oferece lipossomas com aloe vera, ginkgo biloba e drenantes à base de cafeína. Ao todo, a distribuidora disponibiliza mais trinta ativos nano-tecnológicos e que, de acordo com testes realizados, revelaram alta estabilidade, facilidade de incorporação nos produtos finais e liberação lenta e profunda sobre as camadas da pele. “Entre os benefícios, destacamos a redução de custos de P&D, o alto efeito hidratante alcançado por meio da formação de filmes oclusivos e produtos finais mais eficazes e seguros”, comentou Nascimento.

Produção enzimática – O primeiro emoliente produzido por via enzimática foi a grande inovação apresentada pela Basf na exposição. Trata-se de Cetiol RLF (caprilil-caprilato-caprinato), recomendado para cremes, loções e pomadas para peles sensíveis, produtos para o corpo e para o rosto e produtos para bebês.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Neil Barrientos, responsável sênior regional de marketing e gerente de tecnologia para a América do Sul da Basf.
Barrientos: emoliente para cremes obtido por via enzimática

“Fabricado por processo totalmente ecológico, Cetiol RLF apresenta um sensorial diferenciado, melhora a suavidade da pele e ajuda na sua hidratação”, informou Neil Barrientos, responsável sênior regional de marketing e gerente de tecnologia para a América do Sul da Basf.

A empresa também lançou nova tecnologia para o alisamento dos cabelos para ser aplicada como aditivo na base do creme alisante e também em cremes pós-alisamento. Trata-se de Plantasil Relaxcare, que, ao contrário das formulações alcalinas, reduz os danos aos cabelos, sem comprometer a eficácia do alisamento.

“Plantasil Relaxcare é uma mistura de um derivado de glucose de milho com silicato de potássio que aumenta a resistência mecânica dos cabelos, torna-os mais brilhantes, previne pontas duplas e melhora o sensorial e a maleabilidade, sendo fácil de adicionar durante o processo de emulsificação ou pós-adição e também facilmente biodegradável”, acrescentou Barrientos.

Óleo de argan – Tornar os cosméticos mais eficazes é também um dos propósitos mobilizadores do trabalho da Química Anastácio, que vem se lançando na busca de matérias-primas naturais com efeitos comprovados sobre a beleza, como o óleo de argan. Proveniente do Marrocos, seus atributos têm despertado grande interesse, seja pelo alto teor de vitamina E, ou pela alta concentração (80%) de ácidos graxos essenciais, como oleico (45%) e linoleico (35%). Por este motivo, a empresa tem dado andamento às negociações para passar a ofertá-lo ao mercado brasileiro em breve.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Rodrigo D’Amaro, Química Anastácio
D’Amaro aponta crescimento do consumo do álcool berrênico

As oportunidades para o desenvolvimento de novas aplicações cosméticas, no entanto, segundo o diretor Rodrigo D’Amaro, também se estendem para o álcool berrênico (behenyl alcohol), bem como para o polyquaternium-7 e para o colágeno hidrolisado. Segundo D’Amaro, o álcool berrênico tem se destacado como um dos alcoóis graxos mais utilizados ultimamente como espessante em cremes e loções para a pele, e também em condicionadores para cabelos, em virtude de sua tolerância em ampla faixa de pH. “Os alcoóis graxos com cadeia carbônica C16-22 são os espessantes graxos mais efetivos que existem para uso cosmético”, destacou o diretor.

Já o polímero catiônico com função antiestática e condicionante Polyquaternium-7, por ser compatível com tensoativos aniônicos, é um ingrediente ideal para ser utilizado em xampus e condicionadores, melhorando a penteabilidade dos cabelos e, quando utilizado em emulsões para a pele, confere toque suave e aveludado, permitindo obter formulações transparentes, mesmo em baixas concentrações.

Já a solução aquosa purificada de peptídeos de colágeno, conhecida como colágeno hidrolisado, também integrante da nova oferta da Química Anastácio, resulta de um cuidadoso método que garante a manutenção de todas as propriedades funcionais do hidrolisado da proteína, trazendo amplos benefícios para a hidratação e umectação dos tecidos, restauração e proteção dos cabelos e peles, além de significativos resultados restauradores da queratina.

A linha de filtros solares da empresa também foi ampliada com a oferta de filtros químicos orgânicos, como o octyl methoxy cinnamate (OMC), absorvedores de todo o espectro de raios UVA, além da avobenzona, absorvedores de raios UVB, como octocrylene, incluindo ingrediente ativo antimicrobiano utilizado globalmente numa vasta gama de produtos de higiene pessoal, como sabonetes antimicrobianos, desodorantes, loções de limpeza, a 3,4,4 triclorocarbanilida (TCC).

Bioingredientes sustentáveis – Com a aquisição do controle total da Solae, líder mundial no desenvolvimento de tecnologias e ingredientes derivados de soja, ocorrida em 1º de maio de 2012, a DuPont Nutrição & Saúde divulgou os benefícios da proteína e das fibras de soja para a saúde do coração, controle de peso e nutrição esportiva, além de atuar como importante coadjuvante na recuperação muscular dos indivíduos. Igualmente para a indústria de higiene pessoal e beleza, as lecitinas de soja agem como potencializadores da absorção de nutrientes e também podem agir como emulsificantes. Além de facilitar a sedosidade dos produtos e retardar a sedimentação dos componentes sólidos das fórmulas, apresentadas em versões líquidas, as lecitinas de soja oferecem também a vantagem de ser biodegradáveis, e são recomendadas para uso em óleos e hidratantes corporais, sabonetes, máscaras para cílios, lápis para olhos, géis, produtos para cabelos e bases com ou sem FPS e protetores solares.

A vasta linha de bioingredientes sustentáveis da DuPont Nutrição & Saúde levada ao conhecimento do público também inclui probióticos, como os da linha Premium Howaru Balance, que oferecem benefícios para a saúde digestiva e imunológica. De acordo com técnicos da empresa, uma das grandes vantagens dos probióticos é que suas cepas se apresentam altamente estáveis em suplementos, comprimidos e cápsulas, o que facilita sua utilização na indústria farmacêutica.

As cepas probióticas Bifidobacterium lactis e Lactobacillus acidophilus HN019 NCFM, componentes da linha Howaru Balance, testadas clinicamente, evidenciaram benefícios para o sistema imunológico humano. Todos os suplementos da linha de probióticos estão disponíveis em concentrados pré-misturados, granulados ou em formatos prontos para os consumidores.

Além dos probióticos, a empresa também evidenciou outros ingredientes, como fibras, fitosteróis, vitamina K2 e laxante, com o objetivo de oferecer à indústria farmacêutica inúmeras possibilidades em aplicações, com maior estabilidade e eficácia nas formulações de suplementos.

Vários ingredientes produzidos pela JRS Pharma, na Alemanha, reconhecida mundialmente na área de excipientes – coatings, aglutinantes, desintegrantes, superdesintegrantes, lubrificantes, carreadores etc. –, foram os principais destaques encontrados no estande da quantiQ.

Para as indústrias farmacêuticas, foram evidenciadas as linhas Vivacoat, Emdex e Prosolv Easy Tab. A linha Emdex se compõe de dextratos utilizados na fabricação de comprimidos em multicamadas, para compressão direta, sendo totalmente solúveis em água, para uso em comprimidos mastigáveis e solúveis. É também o único capaz de fornecer o fluxo necessário aos processos de compressão direta, compactação, mascaramento de sabor e veículo para aromas.

Já a linha VivaCoat se compõe de revestimentos para comprimidos prontos para uso, fabricados de HPMC (hidroxipropil-metil celulose) e só requer mistura com solventes aquosos ou orgânicos nas drageadeiras.

Totalmente pronta para uso, a nova tecnologia Prosolv Easy Tab é formada por excipientes coprocessados de celulose microcristalina, dióxido de silício coloidal e amido glicolato de sódio, além de estearil fumareto de sódio, cujo uso pode gerar grande economia para as indústrias, seja em misturadores, armazenagem e/ou pesagem, além de acelerar os ganhos para a produção, tornando-se extremamente compensador na fabricação de comprimidos oncológicos e hormonais, ao oferecer maior segurança aos manipuladores.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Almir Ribeiro, diretor de lifescience da quantiQ
Ribeiro: focus em ativos multifuncionais e vegetais

“Nossas novidades despertam grande interesse entre as indústrias e o nosso objetivo é seguir construindo relacionamentos com os milhares de compradores, comerciantes e técnicos que nos visitam em todas as edições das feiras”, comentou Almir Ribeiro, diretor de lifescience da quantiQ.

A empresa também comemorou os dez anos de atividades da unidade de negócios voltada ao setor cosmético, destacando ao público ativos multifuncionais de origem vegetal para uso em formulações capilares e que penetram nos fios, protegendo-os das microlesões causadas pelas escovações.

Para formulações cosméticas faciais, a maior novidade ficou por conta do ativo Progeline, um peptídeo de alta tecnologia que oferece uma nova abordagem ao envelhecimento da pele, modulando a progerina, marcador do envelhecimento que reduz o surgimento de rugas e de flacidez, atuando como remodelador facial. O reconhecimento científico do Progeline levou esse ativo a conquistar o Prêmio de Inovação na última In Cosmetics, realizada em Barcelona, na Espanha, em abril de 2012.

Bálsamos de beleza – Depois do grande sucesso alcançado pelos primers, chegou a vez dos BB Creams, também conhecidos como Blemish Balms ou Beauty Balms, brilharem no universo das maquiagens. Os BB Creams, ou melhor, os bálsamos de beleza, já começam a ser introduzidos no mercado brasileiro como a mais recente inovação em maquiagens para o rosto. Apresentados no estande da Kobo Brazil, os BB Creams, de acordo com a gerente de vendas Isabella Borges Rathol, são considerados excepcionais em virtude de sua multifuncionalidade: deixam a pele perfeita, corrigem imperfeições, melhoram a textura, disfarçam as linhas de expressão, promovem efeito mate, oferecem FPS igual ou superior a 30, e também proteção UVA, podendo agregar pigmentos tratados e ativos rejuvenescedores para a firmeza e hidratação da pele, e ativos antirrugas, todos reunidos num só produto.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Isabella Borges Rathol, Kobo Brazi
Isabella destacou bálsamos de beleza para maquiagens

O conceito dos BB Creams surgiu no mercado asiático, espalhando-se rapidamente pela Europa e Estados Unidos. “Os pigmentos tratados, além do ótimo sensorial, promovem efeito long-lasting, e os pigmentos da linha FS (perfluoro-octil-trietoxisilano), em lançamento, garantem efeito lipofóbico e hidrofóbico, ou seja, repelem a água da transpiração e a oleosidade, permitindo maquiagens de longa duração”, explicou Isabella.

“Como o BB Cream deve ter textura leve e sedosa, o ideal é trabalhar apenas com filtros físicos e, por isso, apresentamos diversas sugestões de dispersões de TiO2 e ZnO de alta performance e estabilizadas. Aliado aos filtros físicos, o grande lançamento da feira foi Sunboost – ATB, um blend de óleo de Argan, tocoferol e bisabolol, que potencializa em até 30% o FPS, comprovado cientificamente”, informou Isabella.

Oleossomas do açafrão – Outras grandes novidades apresentadas na FCE Cosmetique deste ano vieram do Canadá. São oleossomas orgânicos, desenvolvidos pela Botaneco, e que estarão ao acesso do mercado cosmético brasileiro por intermédio da Dinaco, seu representante exclusivo. Um dos méritos da empresa canadense foi desenvolver o processo de extração mecânica por centrifugação, capaz de isolar os oleossomas de qualquer semente de planta, sem o uso de solventes químicos.

Alguns ingredientes apresentados em oleossomas na exposição eram derivados de açafrão e de amêndoas-doces. “Os oleossomas derivados de açafrão oferecem benefícios para emulsões e protetores solares, reduzindo a concentração de filtros físicos e químicos em até dez vezes”, destacou Wilza Teles, coordenadora de novos negócios da Dinaco.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Wilza Teles, coordenadora de novos negócios da Dinaco
Wilza: oleossomas reduzem concentração de emulsões

Os oleossomas, segundo Wilza, são estruturas encontradas naturalmente em todos os óleos de sementes e que atuam como depósitos naturais de energia, a ser consumida pelas sementes até a germinação. “Consistem em microesferas, com óleos emolientes provenientes de vegetais envoltos por uma membrana fosfolipídica e por uma cobertura de proteínas, isoladas em dispersões aquosas por um processo patenteado de fabricação chemical-free, podendo as microesferas encapsular diversas substâncias como fragrâncias e filtros solares para uma liberação gradual e prolongada”, explicou.

Outra novidade comemorada durante a feira foi a parceria firmada entre a Dinaco e a Assessa, empresa especializada no desenvolvimento e na produção de ingredientes bioativos para cuidados pessoais. Utilizando matérias-primas de origem totalmente botânica, a empresa oferece ampla variedade de bioativos de algas marinhas, frutos, sementes, brotos e flores.

Ricas em sais minerais, compostos iodados, microelementos, proteínas, carboidratos, aminoácidos, ácidos orgânicos e vitaminas, as algas marinhas têm despertado grande interesse por parte da indústria cosmética pela sua eficácia e múltiplas aplicações em cremes e loções hidratantes, produtos antiage, loções e géis pós-barba, sabonetes líquidos e em barra, xampus, condicionadores, finalizadores e tinturas capilares.

Ativos do extrato das algas Hypnea musciformis e Sargassum filipendula, ao reagirem com a queratina, formam uma rede que reforça as fibrilas e auxilia no reposicionamento das cutículas sobre o córtex, contribuindo para aumentar em 33% a resistência dos fios de cabelos.

Extrato de ervilha – Os cabelos podem se tornar bem mais saudáveis pelo desenvolvimento de um novo ativo biofuncional, denominado Procataline, apresentado na exposição pela Ashland Specialty Ingredients (ASI), que adquiriu a ISP.

Trata-se de um extrato de ervilha que ajuda a aumentar as defesas do bulbo capilar contra o estresse oxidativo (por radicais livres), que leva à perda prematura da cor dos cabelos e diminui a sua produção. O extrato se destina a tratamentos capilares antienvelhecimento, leave-ons de tratamento com proteção UV e séruns para restauração e reparação capilar. “A nova tecnologia de Procataline ajuda a manter o nível de expressão da proteína antioxidante nos folículos pilosos e pode auxiliar o couro cabeludo a limitar a morte celular dos cabelos em condições de estresse, ajudando na preservação da cor”, informou Nelson Perassinoto, gerente técnico de Personal Care da Ashland Specialty Ingredients.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Nelson Perassinoto, gerente técnico de Personal Care da Ashland Specialty Ingredients
Perassinoto: extrato de ervilha protege o bulbo capilar

Entre os benefícios, Perassinoto ainda destacou: o aumento da expressão da proteína P63 em condições de estresse, associada à renovação do tecido epidérmico; a diminuição da expressão da caspase-3, causa direta da morte das células dos cabelos; e o aumento da expressão da catalase (enzima antioxidante).

Por preservar os folículos pilosos, as células, a estrutura e a cor dos cabelos, Procataline renova a esperança de se alcançar uma resposta definitiva da ciência para os problemas não só de queda, como também de embranquecimento dos cabelos.

Fruto de bioengenharia, um novo peptídeo apresentado pela Ashland também ajuda a pele a impulsionar a síntese endógena natural de CoQ10, que pode ser interpretado como “manter a juventude da pele”, reduzindo o aparecimento de rugas e linhas finas de expressão. “Peptide Q10 é uma nova estratégia para neutralizar o declínio de CoQ10 relacionado com a idade e é uma tecnologia alternativa e complementar da aplicação direta de CoQ10; por reinventar de certa forma a CoQ10 com um enfoque biológico, essa nova tecnologia da Ashland representa uma mudança de enfoque no segmento de antienvelhecimento e de antioxidantes que pode ser usada em conjunto, ou não, com a aplicação tópica de CoQ10”, informou Perassinoto.

química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Eduardo Borba, um dos responsáveis pelo marketing da Íon
Borba: pigmentos micronizados facilitam produção de maquiagens

Novas coberturas para a pele – Facilitar e tornar mais prática a produção de maquiagens com ingredientes para bases, bastões e pós foi o objetivo da Íon ao lançar novas tecnologias de cobertura que trazem pigmentos micronizados, ultrafinos, que possibilitam maior embelezamento. Trata-se das tecnologias Skincolor, Colorbase e Colorbase Binder. Apresentada em cinco tonalidades, Skincolor, baseada na micronização de pigmentos inorgânicos, é ideal para a fabricação de bases líquidas e bastões, segundo Eduardo Borba, um dos responsáveis pelo marketing da Íon. “A tecnologia de micronização de pigmentos permite alta performance de cobertura, isenta o produto de qualquer tipo de contaminação, e oferece camuflagem às imperfeições da pele”, afirmou Borba.

Já a Colorbase possui alto grau de vegetalização, sendo formada por óleos vegetais de altíssima estabilidade, contendo dermonutrientes que restauram a elasticidade e a maciez da cútis. “ColorBase BL é rica em tocoferóis naturais e fitoesteróis obtidos de Brassica campestris, que a tornam ideal para a fabricação de bases líquidas para tratamento”, informou Borba. Colorbase Binder, por sua vez, foi desenvolvida para ser utilizada como agente suspensor em formulações cosméticas, sendo composta por polímeros aniônicos derivados da celulose e por um mineral inerte derivado de um silicato.

Várias novidades de empresas internacionais representadas também foram destacadas pela Íon. Da Exsymol, de Mônaco, Epidermosil foi apresentado como um renovador da matriz epidérmica, um composto de ácido hialurônico de baixo peso molecular (250 kDa – 600kDa), biovetorizado pelo silanetriol (silício orgânico). Da AAK, da Suécia, Lipex PreAct, um emoliente bioativo, obtido da Brassica campestris, e que associa as propriedades da vitamina-E biodisponível aos fitoesteróis, promove hidratação, emoliência e que atua como um antioxidante natural. Da Lucas Meyer, da França, Adipofill é um ativo que promove o lipopreenchimento biocontrolado de rugas; e Suprem Argan é um leite vegetal obtido do óleo de Argan puro, emulsionado e estabilizado com fosfolipídios, que ajuda a carrear os ativos para as camadas mais profundas tanto da pele quanto dos cabelos. Por fim, da PlantCol, um fitocolágeno, concentrado vegetal de polissacarídeos e aminoácidos obtidos da acácia, destacou-se também entre as inovações por atuar como restaurador da pele e dos cabelos.

Arroz do Himalaia – Ao participar da exposição neste ano, a Lonza, que adquiriu a Arch, apresentou várias inovações para skin care, como ReGeniStem Red Rice, tecnologia derivada dos meristemas (células-tronco vegetais), obtidas do arroz vermelho do Himalaia, por processo totalmente sustentável. “O novo ativo previne o envelhecimento epigenético, ou seja, protege o DNA dos fatores ambientais, e atua na modulação da dermatopontina, responsável pela organização das fibras de colágeno”, informou Silvana Camillo Azzellini, que responde pelas vendas técnicas de personal care da Lonza.

Vários ésteres de poliglicerol também se destacaram entre as novidades. Pertencentes à linha Polyaldo para formulações de personal care, apresentam propriedades emulsificantes e surfactantes para vários tipos de formulação de cremes, loções, espumas, sprays, leites corporais, antiperspirantes, maquiagens, produtos solares, entre outras. “Totalmente vegetais, os ingredientes da linha Polyaldo foram desenvolvidos para substituir os emulsificantes químicos, ajudando na dispersão dos pigmentos e na so-lubilização das fragrâncias e também a formar cremes mais estáveis e com bom sensorial”, comentou Silvana.

Demonstrando ser capaz de promover rápida degradação da bilirrubina, o extrato da planta popularmente conhecida como ave do paraíso (Strelitzia nicolai), desenvolvido pela Lonza, também foi destacado por sua capacidade restauradora e rejuvenescedora da pele, ajudando também a combater olheiras.

 química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Michele Almeida, assistente técnica da Coremal.
Michele: carbômeros modificam reologia de vários tipos de géis

Novos carbômeros – Neste ano, a distribuidora química Coremal aproveitou a oportunidade para dar início às comemorações dos seus 60 anos de atividades, bem como apresentar a sua mais nova parceira, a americana Boracay, reconhecida na produção de carbômeros para os setores de cosméticos e domissanitários.

“Os carbômeros são eficazes modificadores de reologia, podendo ser usados nas mais diversas aplicações também como estabilizantes de suspensões e de emulsões, sendo amplamente utilizados na fabricação de géis capilares, géis corporais e álcool em gel”, informou Michele Almeida, assistente técnica da Coremal.

O grande diferencial dos carbômeros fabricados pela Boracay é o fato de sua polimerização dispensar a presença de benzeno, sendo por isso um ingrediente seguro, compatível com as normas de segurança até mesmo da Anvisa.

Inovações para cabelos – “Com o desenvolvimento de produtos inovadores, a Rhodia é cada vez mais reconhecida nacional e internacionalmente como empresa especializada em matérias-primas para condicionamento, proteção e limpeza dos cabelos”, afirmou Paulo De Biagi, diretor da Rhodia Novecare para a América Latina, empresa do grupo Solvay, ao apresentar ao público as novidades deste ano.

 química e derivados, fce cosmetique, fce pharma, Paulo De Biagi, diretor da Rhodia Novecare
De Biagi: poliacrilato mantém percentual mínimo de surfactante

Uma delas é o agente reológico de textura Rheomer 33, um poliacrilato que ajuda a manter as suspensões com quantidades mínimas de surfactantes (entre 2% e 3%), para aplicações em xampus, condicionadores, sabonetes líquidos, entre outros. “Concebido para promover espessamento eficaz e boas propriedades de suspensão em formulações transparentes, Rheomer 33 também melhora a forma-ção de espuma e promove suavidade à pele, combinação única de propriedades que permite aos formuladores criar inovações em géis para banhos translúcidos com cápsulas suspensas, xampus perolizados e sabonetes faciais esfoliantes”, acrescentou De Biagi.

Outro ingrediente destacado foi o Miracare SLB, um sistema surfactante de alto desempenho, recomendado para formulações de higiene pessoal, e que promove mais espuma, textura, hidratação e condicionamento, além de maior intensidade e persistência das fragrâncias nos produtos.

Uma proteína quaternizada de arroz, compatível com surfactantes aniônicos, catiônicos e não-iônicos, com grande afinidade com os cabelos também integrou os destaques. Trata-se de MacproPlus Rice-C, que contém 2% de cisteína, sendo recomendada principalmente para o tratamento de cabelos danificados pela ação de tinturas ou de alisamentos.

As apresentações das inovações foram coroadas com a montagem no próprio estande da Rhodia de um lounge dedicado ao embelezamento dos cabelos de visitantes que tiveram a chance de experimentar a suavidade dos ingredientes nas lavagens e a sua eficácia nos condicionamentos, iniciativa que conferiu nova dinâmica ao evento.

Novos polímeros – São múltiplas as facilidades de processo oferecidas pelo novo polímero líquido Novemer EC-2, da Lubrizol/Noveon Consumer Specialties, para formular hidratantes, antiaging, entre outros cosméticos mais eficazes para cuidados com a pele. A começar pelos altos teores de eletrólitos que não desestabilizam as formulações e conferem propriedades sensoriais superiores, permitindo preparar desde loções de baixa viscosidade até cremes de alta viscosidade.

“Os benefícios de Novemer EC-2 são muitos porque esse polímero possui propriedades multifuncionais que estabilizam as emulsões, proporcionando excelente espessamento e suspensão. Pré-neutralizado, isento de óleo mineral, ele é altamente eficiente na presença de eletrólitos e ativos mais complexos e desafiadores, permitindo adição em qualquer estágio do processo, tanto a quente como a frio, formando um creme imediatamente ao ser misturado com água”, acrescentou Marie Ollagnier, gerente de marketing estratégico da área de Skin Care da Noveon Consumer Specialties.

Também destacados pela empresa, os novos polímeros Fixate Freestyle proporcionam desempenho inovador para styling em gel para cabelos, enquanto os novos polímeros Fixate Design oferecem desempenho superior em mousses, oferecendo alta resistência à umidade, alto brilho e volumes mais duradouros.

 

[box_light]Leia também: FCE Cosmetique & Pharma – Máquinas e equipamentos ganham destaque na feira[/box_light]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.