Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

FCE Cosmetique / FCE Pharma – Desempenho dos setores farmacêutico e cosmético traz inovações ao Brasil

Rose de Moraes
15 de maio de 2012
    -(reset)+

    Contrariando projeções mais otimistas, ainda não foi desta vez que o Brasil pôde abraçar a vice-liderança mundial no ranking dos maiores mercados de consumo de produtos de higiene e beleza. De certa forma, isso pode ser relativizado, pois o país já é líder absoluto em vendas de desodorantes, fragrâncias, colorações, condicionadores, produtos para alisar, sabonetes, cremes corporais, mantendo também a prestigiosa segunda colocação em produtos para higiene oral, produtos para o público infantil e produtos masculinos.

    De acordo com os dados levantados em 2011, portanto, o Brasil deteve 10,1% do market share global no setor de higiene, perfumaria e cosméticos, contra 11,1% do Japão e 14,8% dos Estados Unidos. A quarta maior fatia ficou nas mãos da China (6,5%), seguida da Alemanha (4,5%), França (4,1%), Reino Unido (4%), Rússia (3,3%), Itália (3%) e Espanha (2,6%).

    FCE Cosmetique / FCE Pharma, Tabela, Mercado farmacêutico (vendas em reais)

    Tabela 2: Mercado farmacêutico – Brasil – Clique para ampliar

    No mundo todo, a indústria de higiene e beleza cresceu 9,84%, e movimentou US$ 425,8 bilhões, superando os US$ 387,7 bilhões registrados em 2010. Juntos, os dez maiores mercados responderam por 64,1% do faturamento global, o equivalente a US$ 272,98 bilhões.

    Segundo apurou a Abihpec, o setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos no Brasil obteve faturamento da ordem de R$ 29,4 bilhões em 2011, em valores ex-factory (preço de fábrica, livre de impostos sobre as vendas), revelando crescimento de 7,9% em relação a 2010. Todos os itens de produtos para cabelos, abrangendo colorações, descolorantes, condicionadores, fixadores, modeladores, permanentes, alisantes, produtos para tratamento e xampus, somaram R$ 6,7 bilhões em valores ex-factory, ou seja, mais de 22% do total do setor.

    A segunda categoria com o maior nível de faturamento foram as fragrâncias, que movimentaram R$ 4,75 bilhões, participando com 16,2% sobre o total. Na sequência vieram os produtos de higiene descartáveis, que movimentaram R$ 3,48 bilhões e alcançaram 11,9% de participação, e os produtos para banho, R$ 3 bilhões (10,2%), e também os produtos de cuidados para a pele, R$ 2,67 bilhões (9,1%).
    Na composição do faturamento também se destacam os desodorantes (9% de market share), os produtos de higiene oral (8,1%), as maquiagens (7,9%), os bronzeadores e protetores solares (4,1%) e os produtos para barbear (0,7%).

    Na avaliação da Abihpec, o setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos mantém crescimento de 10,9%, em média, em vendas líquidas ex-factory nos últimos cinco anos, motivado especialmente pelo aumento do poder de consumo da classe C e dos investimentos em mídia, inovação e tecnologia. Em 2011, as transações correntes internacionais do setor alcançaram US$ 1,6 bilhão. As exportações fecharam o ano em US$ 754 milhões, crescendo 8,7% sobre 2010. No mesmo período, as empresas participantes do Projeto Setorial Beautycare Brazil, de internacionalização das indústrias brasileiras de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, coordenado pela Abhipec em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), tiveram uma ampliação de 15%, alcançando US$ 126 milhões em vendas internacionais.

    Busca de oportunidades – Mais de 600 marcas serão levadas neste ano pelos expositores das FCE Pharma e FCE Cosmetique ao conhecimento do público. Além da numerosa participação de empresas brasileiras, China, França e Índia contarão nesta edição com pavilhões exclusivos, registrando-se ainda maior diversidade entre os países representados por expositores vindos da Alemanha, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Coreia, Espanha, Estados Unidos, Irlanda, Itália, Japão, Portugal, Polinésia Francesa, Suíça, entre outros.

    Pelo menos 37 expositores/marcas estarão estreando neste ano. Na FCE Pharma, que está ocupando 65% da área de exposição, somam 23: Alsanner, Amazonas, Bosch, Cangzhou, Cleanbox Brasil, Copermed, Danisco Brasil, E2PS, Extrujett Perfis Plásticos, GSC, IVM, Particle Measuring Systems, Perfor, Pharmotech, Proenfar, Prodieco, Ricefer, Sifraest Produtos Plásticos, Skan, Suan Farma, Tecma, Tecnibra e Veolia Water. Na FCE Cosmetique, são estreantes: Bral Max, Condensa, Coven, Eco Oil, Exsicata, Kotobuki, Lal Clínica, Liquigás, Metallurgica Jorba, Nature Brush, Primera, Rotac, Saco e Yonwoo.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *