FCE Cosmetique e FCE Pharma 2015 – Prévia: Setores ignoram crise e investem para formar pessoal e inovar mais

Circuito do Conhecimento – A FCE Cosmetique apresenta uma nova plataforma de comunicação e conteúdo para os visitantes e empresas do setor. O primeiro Circuito de Conhecimento e Inovação, uma iniciativa que integra diferentes experiências, oferece um ambiente único de interação, negócios e conhecimento. Ao percorrer o Circuito, o visitante tem a oportunidade de estabelecer contato com especialistas no desenvolvimento de produtos, criar novas perspectivas, ter acesso às principais tendências do setor e ainda gerar negócios, salienta Lígia.

A Arena do Conhecimento, um espaço que proporciona aos visitantes e convidados a oportunidade de participar de apresentações gratuitas com temas voltados a lançamentos, tendências e inovações difundidos por empresas do setor como Oxiteno, Croda, DuPont e Dow. A iniciativa prevê a apresentação de cerca de 10 palestras por dia. A GFK, uma das maiores empresas de pesquisa de mercado do mundo, também estará presente e abordará a percepção e as expectativas do consumidor com relação aos cosméticos naturais e orgânicos.

Química e Derivados, FCE Cosmetique e FCE Pharma 2015 - Prévia: Setores ignoram crise e investem para formar pessoal e inovar maisCongresso – Sob o tema “Tecnologia, Arte e Magia: conectando a ciência ao mercado cosmético”, o 28º Congresso Brasileiro de Cosmetologia, organizado pela ABC, oferece ao público especializado temáticas inovadoras que proporcionam a atualização e a difusão das tendências da área, além do debate de ideias, a construção de redes de relacionamento e o intercâmbio acadêmico-científico e profissional, entre fornecedores e empresas.

Diretora da ABC e também diretora-proprietária da Encosmética Consultoria e Serviços, Enilce Maurano Oetterer, assim destrincha o foco principal do evento, que faz parte do Circuito do Conhecimento e Inovação: “A cosmética é uma ciência na qual os processos são desenvolvidos a partir de estudos e pesquisas. A cosmetologia se define pelo conhecimento, daí a importância das palestras com cientistas, professores e pesquisadores, além dos trabalhos universitários”.

Se assim se justifica a tecnologia pertinente ao setor, ela diz que o conceito de arte está ligado ao processo cultural que remete ao uso dos produtos cosméticos. Na maquiagem, por exemplo, busca-se um visual artístico, a combinação de cores. A ideia de magia se consubstancia através da transmissão de um senso de subjetividade. “O ato de preparação, o cuidado, é a magia da transformação (o uso de cremes de tratamento é um caso em que se propicia transformação). A beleza é resgatada pelo uso de um batom, por exemplo”, assinala Enilce.

O formato do evento conta com um diferencial, em relação às edições anteriores. Em uma sala única, com capacidade para 500 pessoas, o congressista pode assistir a todas as palestras, não precisando mais optar por um determinado assunto em detrimento de outro. As palestras científicas estão agrupadas no período da manhã, sem intervalos. E as palestras técnico-comerciais são ministradas no espaço Arena do Conhecimento, com acesso livre aos congressistas e visitantes.

Na grade da programação, o Congresso oferece seis palestras especiais magistrais de renomados pesquisadores nacionais e internacionais. Alan Swift, da Inglaterra, que trabalhou durante 32 anos para a Unilever Research do Reino Unido e já recebeu prêmios por sua contribuição à ciência dos cabelos, discorre, no dia 12, sobre “Questões específicas sobre a química a estrutura do fio de cabelo humano”. “Ciência e tecnologia dos cabelos: desvendando e ultrapassando barreiras”, é o tema de Valéria Longo, do Brasil, pós-doutorada em química pela Unesp e pela Universitat Jaume I, com trabalhos premiados pela ABC e Abihpec.

Química e Derivados, FCE Cosmetique e FCE Pharma 2015 - Prévia: Setores ignoram crise e investem para formar pessoal e inovar mais No dia 13, Harald Jezek, da Áustria, colaborador de ciência e tecnologia da Oxiteno, faz palestra sobre “Experiências sensoriais como uma ferramenta de diferenciação no desenvolvimento de produtos personal care”; a pesquisadora, consultora empresarial e professora universitária Janaina Siegler, do Brasil, desenvolve o tema “A Bela, a Fera e nosso Brasil brasileiro”, em que aborda a questão do crescimento do mercado nacional de cosméticos. No dia 14, o premiado cientista John Jiménez, da Colômbia, fala sobre “Aditividade sensorial: mesclando sentidos para potenciar a percepção de produtos cosméticos”; e o consultor independente, escritor e pesquisador José Luis Cordeiro, da Venezuela, que também é professor e assessor em energia da Singularity University, da Nasa, faz conferência sobre uma tema futurista: “A morte da morte: cosmetologia e longevidade indefinida”. Como serão os cosméticos no processo do novo envelhecimento da população? Esta é a pergunta que se impõe.

“Há, também, mais quinze palestras de profissionais conceituados no meio acadêmico e de mercado”, acrescenta Enilce. Três workshops completam a programação, sempre no horário das 14h30 até às 16h30. “Cada um trata de um tema específico, orientado a interesses distintos dentro da cosmetologia”, observa. “Sustentabilidade” é o tema no dia 12, oportunidade para se discutir a biodiversidade como elemento chave para o desenvolvimento sustentável e o acesso ao patrimônio genético brasileiro.

Página anterior 1 2 3 4 5 6Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios