BW Expo

Ale
20 de outubro de 2015
    -(reset)+

    Brasil receberá evento internacional focado em soluções para o desenvolvimento da infraestrutura para o meio ambiente

    Publicado em 09 Junho de 2014

    Em sua primeira edição, a BW Expo levará ao público as principais novidades em tecnologias voltadas para a coleta e gestão de resíduos, saneamento básico, reciclagem e meio ambiente

    Crescem a cada dia os debates relacionados à preservação do meio ambiente, não só no Brasil, mas em todo o mundo. As exigências vão desde questões relacionadas à gestão de resíduos, promoção da reciclagem, passando pela utilização consciente da água, até temas que envolvem saúde pública como saneamento básico. Diante desse cenário, será realizada a primeira edição da BW Expo, evento internacional que trata de assuntos relacionados a meio ambiente, água e esgoto, drenagem, coleta de lixo e reciclagem, entre os dias 20 a 22 de outubro de 2015, no Centro de Exposições Pró Magno, em São Paulo.

    O evento será a principal vitrine em que empresas voltadas a estes segmentos poderão apresentar as mais modernas tecnologias em equipamentos, produtos e serviços presentes no mercado nacional e internacional, com o objetivo de promover a troca de informações qualificadas e compartilhar as novidades dos fabricantes, como as tecnologias destinadas ao tratamento e distribuição de água e esgoto, extração de água por meio de poços artesianos, drenagem, controle de inundação, gestão de resíduos e reciclagem, geração de energia a partir de resíduos, descontaminação e tratamento de solos e redução de poluição na atmosfera.

    De acordo com a organização do evento, a BW Expo também promete ser um importante espaço para fazer negócios e promover a troca de experiências entre profissionais das mais variadas áreas, como arquitetura, construção, compras/aquisições e projetos, engenharia e saneamento, representantes dos governos Municipais, Estaduais e Federal, empresas de engenharia, consultoria, projetos, empreiteiras, entre outros.

    Cenário

    O mercado precisa se preparar com mão-de-obra qualificada e tecnologia avançada para atender o crescimento das demandas previstas para as próximas décadas. O crescimento demográfico nas cidades, assim como o maior acesso aso crédito e ao consumo – de produtos em geral e de informação – deve ser conciliado com a adequação do fornecimento de água, de sistemas de saneamento básico, de gestão de resíduos para que o desenvolvimento ande lado a lado da preservação ambiental.

    No ano passado, o Governo Federal aprovou uma série de medidas para elevar a qualidade da infraestrutura no país, entre eles, o Plano Nacional de Saneamento Básico, que determina as diretrizes, metas e ações de saneamento básico para o país para os próximos 20 anos. Neste período, os investimentos determinados no plano devem chegar aos R$ 508,4 bilhões, sendo parte dos recursos oriundos de recursos de agentes federais, dos governos estaduais e municipais, órgãos internacionais, prestadores de serviços de saneamento e iniciativa privada. O principal objetivo do plano é abastecer 99% do território nacional com água potável nos próximos 20 anos e, com isso, melhorar de forma planejada os serviços não só de abastecimento, mas também de esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, além do manejo das águas pluviais nas cidades.

    De acordo com o Instituto Trata Brasil, a contribuição do setor privado por meio de concessões será fundamental para alcançar as metas estabelecidas pelo plano. Levantamento do instituto revela que, em 2013, as metas de expansão da rede de água e esgoto – motivadas pela contribuição de cinco concessões feitas no ano passado – chegaram aos R$ 8,6 bilhões em investimentos, sendo 240% a mais do que os números verificados em 2012.

    Inclusive, o prazo máximo para que o Brasil inteiro acabe definitivamente com os lixões a céu aberto, espelhados por todo o Brasil, é 2014. A Lei Federal 12.305, de agosto de 2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos que prevê o manejo e destinação correta desses materiais, muitos deles recicláveis. No Brasil 60% dos resíduos vão para o lixão, 28% para aterro e apenas 12% são reciclados. Em valores, a perda chega a quase R$ 8 bilhões ao ano.

    Soma-se a isso, a questão da água, já apontada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como a questão das mais relevantes para o desenvolvimento mundial. Isso porque seu consumo está relacionado à saúde, à produção agrícola, animal e industrial, ou seja, pilares do desenvolvimento. A BW Expo será um palco para que todos esses pontos sejam abordados para que as soluções e encaminhamentos para cada um desses temas sejam coordenadas entre si para um objetivo único.

    BW Conference

    A primeira edição da BW Expo também realizará, em paralelo à exposição, a BW Conference, uma série de seminários, conferências e workshops para falar de temas como o tratamento e distribuição de água e esgoto, extração de água por meio de poços artesianos, drenagem, controle de inundação, descontaminação e tratamento de solos, gestão de resíduos e reciclagem, geração de energia a partir de resíduos, redução de poluição na atmosfera, entre outros temas.

    Serviço

    BW Expo – 1ª edição
    Data: 20 a 22 de outubro de 2015
    Horário de exposição: 13h –20h
    Horário do congresso: 09h – 18h
    Local: Centro de Exposições Pró Magno
    Endereço: Av. Professora Ida Kolb, 513 – Casa Verde Mais informações: http://www.bwexpo.com.br/
    Informações à imprensa:
    M.Free Comunicação
    Tel: (11) 3171-2024
    Paulo Tonon e Marcio Freitas



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *