Indústria Química

Melbar expande fábrica de lignossulfonatos e barra importações

Fernando C. de Castro
11 de maio de 2002
    -(reset)+

    A atuação da substância é particularmente detectada no sistema sólido-líquido ou líquido-líquido, fenômeno decorrente da facilidade com que os seus íons migram para as interfaces das duas bases e também pelo mecanismo físico de adsorção, capaz de alterar a tensão interfacial.

    Mesmo em pequenas quantidades, podem molhar superfícies, remover partículas, penetrar em materiais porosos, dispersar partículas sólidas, emulsificar substâncias e favorecer a formação de espuma. Isso ocorre devido à sua propriedade tensoativa. Os lignossulfonatos são também utilizados como agentes dispersantes em sistema sólido-líquido, onde partículas sólidas de reduzidas dimensões necessitam de dispersão em meio aquoso. Essa atividade é basicamente de natureza eletrocinética.

    Química e Derivados: Empresa: A unidade gaúcha em ampliação se abastece da celulose de pinho da Celulose Cambará.

    A unidade gaúcha em ampliação se abastece da celulose de pinho da Celulose Cambará.

    A partir do momento em que as moléculas de lignossulfonato são absorvidas na superfície das partículas sólidas dispersas no meio aquoso, cargas negativas são conferidas a essas partículas, que por se encontrarem negativamente carregadas, passam a se repelir mutuamente. Dessa forma, evita-se a formação de aglomerados de partículas, que tenderiam a precipitar-se rapidamente. A adsorção do lignossulfato na superfície da partícula suspensa pode também provocar a formação de uma película fina (filme) que vai atuar como uma barreira física, impedindo o contato direto das partículas entre si e entre as partículas e o meio aquoso ao redor. Os lignossulfonatos previnem a formação de agregados de partículas insolúveis finamente divididas em suspensão.

    Como efeito das propriedades dispersantes, conseguem-se obter suspensões estáveis com teores mais elevados de sólidos, sem um aumento da viscosidade. Por outro lado, a viscosidade pode ser reduzida, sem diminuir a concentração de sólidos, adicionando-se um lignossulfonato. Os lignossulfonatos também são capazes de estabilizar emulsões do tipo óleo em água. O mecanismo é semelhante ao observado na dispersão de sólidos. Para a obtenção do efeito desejado, necessita-se de uma força de agitação e cisalhamento intensa (moinho coloidal ou homogenizador) para reduzir as dimensões das gotas de óleo.

    Alguns tipos de lignossulfonatos produzem abaixamento na tensão superficial de uma solução aquosa, podendo assim ser utilizados como agentes umectantes. Deve-se acrescentar que a combinação de um lignossulfonato com outro umectante sintético, do tipo aniônico, promove uma redução no consumo deste último, com o mesmo efeito desejado, a um custo menor. Os lignossulfonatos possuem poder quelante e, como tal, apresentam a propriedade de seqüestrar vários íons metálicos, como ferro, zinco, cobre, manganês e outros. A sua reação com esses íons conduz à formação de complexos metálicos solúveis, prevenindo assim precipitações ou cristalizações indesejáveis.

    Essa propriedade torna os lignossulfonatos capazes de conduzir metais de forma efetiva para as plantas, quando usados na formulação de micronutrientes. Sua ação mostra-se eficaz também quando se deseja neutralizar íons metálicos indesejáveis, presentes em certas suspensões ou emulsões. No caso da Melbar, os lignossulfonatos de maior poder seqüestrante são os de base sódio desaçucarados, vendidos com nome comercial Vixilex. Os ácidos lignossulfônicos, constituintes principais dos lignossulfonatos, combinam-se irreversivelmente com proteínas de pele animal.

    Essa propriedade inerente aos lignossulfonatos conduz a uma variedade de aplicações nas indústrias de couros (curtumes). Os lignossulfonatos em mistura com taninos vegetais atuam como dispersantes, apresentando como vantagens uma penetração mais rápida da mistura e eliminação das perdas de tanino no banho esgotado. A penetração mais rápida também previne o bloqueio dos poros da pele com o tanino depositado nas superfícies externas, evitando assim que a penetração seja incompleta.

    Os lignossulfonatos da linha Vixil contêm açúcares redutores, apresentando assim higroscopicidade mais acentuada. Conforme Bezerra, os produtos da linha Vixilex, Vixil, UF, Vixil Perse, Vixilicon são menos higroscópicos, devido ao seu reduzido teor de açúcares. Durante o armazenamento prolongado, sobretudo em locais quentes e úmidos, os sacos poderão endurecer e até melar, se a embalagem estiver danificada. Mesmo nessas condições, as propriedades químicas dos lignossulfonatos não se alteram. Recomenda-se, entretanto, estocar os produtos em armazéns fechados, evitando-se o armazenamento por períodos longos.

    Bezerra ensina ainda que os lignossulfonatos não são agentes espumantes verdadeiros, mas podem, em certos sistemas, desenvolver espuma. Caso necessário, é possível usar agentes anti-espumantes solúveis ou emulsionáveis em água.

    Os lignossulfonatos têm o seu poder dispersante reduzido quando o pH do meio é inferior a 4. Os lignossulfonatos Melbar mantêm seu poder dispersantes mesmo a temperaturas abaixo de zero. Temperaturas elevadas, de até 175°C, não afetam suas propriedades, desde que a exposição não seja prolongada. São compatíveis com a maior parte dos tensoativos aniônicos e não-iônicos, em muitas formulações, utilizados em conjunto com agentes umectantes.

    Recomenda-se, entretanto, que testes de laboratório sejam realizados, procurando determinar o balanço correto entre o dispersante e o umectante, já que um excesso deste último pode prejudicar a ação dispersante do lignossulfonato. Observa-se que, freqüentemente, os lignossulfonatos melhoram o efeito dos agentes umectantes, propiciando até mesmo uma redução na quantidade necessária destes últimos. Os lignossulfonatos são compatíveis com substâncias que agem como espessadores, hidrofílicos e formadores de gel, tais como CMC, amido, argilas, gomas, HEC etc.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *