Edulcorantes conseguem manter a doçura desejada

Misturas – Também interessada no filão de um produto mais puro à base de stevia, a Ingredion desenvolveu a combinação dos rebaudiosídeos M e D com outros esteviosídeos. A ideia foi reduzir os custos, tornando o aditivo mais competitivo, sem prejudicar o desempenho. “Estamos trabalhando para a aprovação da comercialização do Reb M e D no Brasil”, avisou Silvina.

A Ingredion fornece opções diversas para a redução de açúcar. O portfólio conta também com stevia Reb-A, sucralose, adoçantes que além do dulçor recompõem o corpo do açúcar, como o fruto-oligossacarídeo (FOS) e xaropes com baixo teor de açúcar adicionado. Há ainda a polidextrose e a linha de polióis, como maltitol, sorbitol e eritritol.

A Enliten Reb-A, da Ingredion, em suas diferentes concentrações, é a sua linha clássica de edulcorantes à base de stevia. Produzido na unidade de Balsa Nova-PR, o aditivo é destinado a formulações de alimentos e bebidas, com redução de calorias e sem adição de açúcar. O Enliten atende bem produtos como biscoitos, sorvetes, chocolates, confeitos, geleias e refrescos. Entre seus benefícios, segundo a fabricante, estão o sabor doce agradável, seu efeito sinérgico com outros edulcorantes e excelente estabilidade às condições mais rigorosas de processo, pasteurização, esterilização, altas temperaturas e baixo pH. “Sua principal diferenciação é a origem que é totalmente vegetal, natural e seu poder adoçante, aproximadamente 300 vezes superior ao da sacarose”, reforçou Silvina.

Química e Derivados - Fernanda: erititol com stevia atende segmentos exigentes
Fernanda: erititol com stevia atende segmentos exigentes

Por causa da crescente demanda por soluções naturais, a Sweetmix também desenvolveu um sistema de edulcorantes, no caso, à base de stevia e eritritol, para aplicação em bebidas UHT, suplementos e molhos. Segundo Fernanda Campos, gerente técnica da Sweetmix, o desenvolvimento responde a um nicho de mercado mais exigente e preocupado com hábitos nutricionais saudáveis. “A demanda por produtos que tenham menos ingredientes artificiais continua ganhando força no discurso do consumidor. Hoje as empresas valorizam soluções naturais que agregam aos seus produtos”, comentou Fernanda.

Conforme explicou, o eritritol é um poliol obtido a partir da fermentação de hidrolisados enzimáticos de amido por leveduras, que pertence a uma classe de compostos chamados álcoois de açúcar. “Apresenta baixa higroscopicidade, mantendo-se estável em umidade relativa até 90%, além de possuir estabilidade térmica e resistir à decomposição em meios ácidos e alcalinos”, complementou. Este aditivo possui baixo valor energético, de 0,2 kcal/g, e apresenta sabor doce equivalente a 60% e 80% da sacarose. Com 25 anos de existência, a Sweetmix traz também em seu portfólio acessulfame K, sacarina, stevia, sucralose, aspartame, neotame, ciclamato de sódio e eritritol.

Também amplo é o portólio da Daxia. Entre os edulcorantes sucralose, aspartame, acessulfame k, sorbitol, maltitol, ciclamato de sódio e sacarina sódica, não há um único carro-chefe. A estrela da empresa é a linha Docemix, apresentada como uma combinação de aditivos com a função de substituir a doçura proporcionada pela sacarose em produtos com redução e/ou isenção de açúcar.

Desenhado para minimizar ao extremo os sabores residuais deixados pelos edulcorantes tradicionais, os produtos Docemix podem ser aplicados em doces e chocolates, sorvetes, bebidas em geral, iogurtes e bebidas lácteas, além de produtos de panificação, molhos e ketchup. “A linha Docemix foi desenvolvida visando a reduzir os sabores residuais, deixando-os imperceptíveis. Resistente a altas temperaturas, promove um dulçor equivalente ao do açúcar e oferece um ótimo custo-benefício para a indústria de alimentos e bebidas”, explicou Rafael Blanco, CEO da Daxia.

Segundo ele, apesar de o uso de alguns edulcorantes naturais no Brasil ainda ser pequeno se comparado aos artificiais, principalmente em categorias como refrigerantes e bebidas não alcoólicas, os consumidores têm demonstrado um interesse crescente em produtos com menos ingredientes artificiais, incluindo os adoçantes sintéticos.

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios