Logística, Transporte e Embalagens

Distribuição – Companhia reforçou posição regional mediante aquisições

Marcelo Fairbanks
6 de agosto de 2020
    -(reset)+

    Química e Derivados -

    Nicolas Kaufmann, managing director da IMCD Brasil, respondeu às perguntas de Química e Derivados sobre o impacto da crise sanitária e econômica atual sobre os negócios da companhia.

    QD: Como a pandemia afetou o setor de distribuição aqui no Brasil e no exterior?

    Nicolas Kaufmann: A IMCD iniciou 2020 consolidando a expansão regional apresentada em dezembro 2019 com as aquisições no México e Colômbia.

    Atuamos ativamente desde o início da pandemia da Covid-19, adaptando nossas práticas de trabalho para garantir a segurança e saúde de nossos colaboradores e parceiros comerciais. Mesmo diante de rigorosas restrições de confinamento, conseguimos nos manter abertos para negócios, implementando:

    – Transformação organizacional em 24 horas, privilegiando salvaguardar a saúde de todos, direcionando ao trabalho em regime de home office
    – Líderes disponíveis, próximos aos times, dedicados a saúde, bem estar e direcionando as melhores práticas para manutenção do negócio;
    – Análises financeiras diárias, mantendo a visão a longo prazo e garantindo a disciplina prudente nos gastos;
    – Intensa proximidade com os clientes e parceiros para definir a estratégia na demanda, assegurando um inventário de segurança que permita negócios sustentáveis;
    – Organização de seminários técnicos online, apresentados pelo time de experts da IMCD sobre tópicos e soluções de tendências do setor.

    Tanto no Brasil como em todas as regiões onde a IMCD opera, estamos confiantes que nosso resiliente modelo de negócio e sólida posição financeira vão nos permitir garantir oportunidades para um crescimento futuro consistente.

    QD: Quais mercados estão sendo mais resistentes à crise e quais mercados tenderão a se recuperar melhor, assim que afrouxados os sistemas de isolamento social? 

    NK: Com base no que estamos observando junto aos nossos clientes, algumas empresas do setor de life science (farma, food e personal care) e lubrificantes, como também Advanced Materials, são os menos afetados pela crise atual. Com a reabertura do comércio e a retomada da economia, as empresas que atuarem de forma rápida para se reinventar e atender as novas demandas e hábitos de consumo, com visão a longo prazo e foco em sustentabilidade, sairão fortalecidas.

    QD: Houve mudanças no relacionamento com clientes e fornecedores? Inclui uso mais intenso de ferramentas de TI?

    NK: Como distribuidor de especialidades, nosso negócio é focado em construir relações de longo prazo, tanto com clientes quanto com fornecedores. Nosso objetivo é ir além da distribuição clássica – somos um parceiro que fornece suporte técnico e soluções efetivas. Nesses tempos permanecemos em estreita conexão, tanto em relação aos nossos fornecedores quanto aos nossos clientes, em comunicação constante para coordenar um planejamento avançado para previsões a longo prazo

    A confiança mútua estabelecida com nossos clientes e fornecedores, permite maior conhecimento e entendimento de suas necessidades, mitigando os desafios a longo prazo.

    Com a maioria dos nossos colaboradores trabalhando de suas casas, transferimos nossa interação e contato próximo com nossos clientes e parceiros rapidamente para uma interação mais digital, aproveitando os investimentos que a liderança da empresa vem fazendo há dois anos.

    QD: As operações logísticas estão sendo realizadas normalmente, tanto no mercado interno, quanto nas importações? Houve algum impacto na política de estoques?

    NK: No geral, não percebemos no mercado uma falta significativa de produtos nem queda nas atividades da cadeia de suprimentos, nada fora do comum. Entretanto, há algumas exceções na indústria. Devido à pandemia, empresas que costumavam importar diretamente e agora estão buscando produtos do estoque local da IMCD.

    Desde o início da crise do COVID-19, o Setor de Suprimentos da IMCD sustentou suas atividades, mantendo ativas nossas operações de logística nos depósitos de Diadema-SP e São Bernardo do Campo-SP.

    Os contratos globais que temos com nossos fornecedores favorece nossa prioridade na obtenção dos materiais que precisamos, permitindo que tenhamos produtos para atender às necessidades de nossos clientes na retomadas das atividades. Este é um benefício claro para nossos clientes justamente na retomada, quando ocorrer uma demanda inesperada. O fato de ter um fornecedor com base local como a IMCD proporciona uma “rede de segurança” na entrega rápida de produtos.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *