Distribuição – Ampliação do portfólio de produtos e serviços garante vendas e margens

Ele considera a chegada de novos concorrentes globais como um fato natural e previsível. Ao mesmo tempo, aponta que alguns países da região apresentam economia mais dinâmica que o Brasil, no momento. “Colômbia, Peru e México oferecem boas oportunidades”, considerou. A M.Cassab já atua na Argentina há cinco anos, começando do zero, sem parceiro local, procurando replicar o modelo de negócios que segue no Brasil. “Os resultados são bons, apesar dos problemas atuais desse país, mas está sendo um bom aprendizado, e temos clientes com operações nos dois países”, comentou.

Química e Derivados, Krueder: distribuidor qualificado leva competitividade ao cliente
Krueder: distribuidor qualificado leva competitividade ao cliente

O desembarque de concorrentes internacionais é considerado um fato saudável por Jan Felix Krueder, presidente da Química Anastácio, empresa com 73 anos de atuação, que aponta uma clara tendência de consolidação no setor. “A exigência crescente de licenças e controles oficiais, a pressão sobre os custos e as vantagens de escala, a necessidade de capital para investimento no negócio, o financiamento aos clientes e o desejo de grandes corporações em concentrar suas compras em poucos fornecedores são fatores que impulsionam essa concentração”, avaliou.

Ele explicou que a entrada nos mercados de farma, cosméticos e alimentação exige montar laboratórios específicos, além de ter paciência e caixa para suportar o intervalo de tempo necessário para desenvolver aplicações junto aos clientes, por isso acaba ficando restrita a poucos distribuidores.

Até a situação econômica nacional mais apertada pode representar uma oportunidade para os distribuidores químicos. “O mercado local está perdendo liquidez e isso deve piorar depois das eleições, prolongando-se até 2015, para evitar o descontrole da inflação”, comentou Krueder. “Isso pode ser uma oportunidade, porque, sem financiamentos bancários, os clientes precisarão da ajuda dos distribuidores para manter seus negócios girando, quem estiver com o caixa bem firme terá oportunidade para atendê-los.” Ele salientou que a empresa possui um controle apurado da situação dos clientes e já oferece mais flexibilidade que os fabricantes quanto a prazos de pagamento.

Química e Derivados, Quirino: estágio atual prepara saltos futuros da companhia
Quirino: estágio atual prepara saltos futuros da companhia

O ano de 2014 é encarado como um desafio para a Univar do Brasil, depois de ter conseguido ampliar suas vendas em 2013. “O câmbio está volátil, teremos Copa do Mundo e eleições, e o mercado emite sinais de instabilidade desde janeiro, ou seja, temos um grande trabalho pela frente”, afirmou Marco Quirino, presidente da distribuidora.

Apesar do quadro acinzentado, Quirino mantém o tom otimista. “O Brasil é viável, tem um grande futuro, apesar de a indústria local estar em um momento difícil, não podemos nos esquecer de que somos uma potência agrícola”, salientou.

Ele mantém a expectativa de crescimento em 2014, embora admita algum grau de imprevisibilidade, pois o setor industrial passa por dificuldades e isso se refletirá de alguma forma na distribuição química. “O crescimento depende do desempenho de cada mercado e do estabelecimento de novas alianças comercias e de produtos”, comentou.

A IMCD Brasil obteve aumento de faturamento em 2013, em relação ao ano anterior, a despeito do cenário desafiador enfrentado pelo setor. O início de 2014 não está sendo muito animador, com redução da atividade comercial e o comportamento mais cauteloso dos consumidores no varejo. “Mantemos nossos esforços e as prioridades definidas no desenvolvimento do portfólio ampliado de produtos que nos permitirá capturar e atingir novos mercados”, afirmou Reinaldo Medrano, diretor-presidente (CEO) da IMCD Brasil.

O grupo IMCD, de origem holandesa, é reconhecido como líder na distribuição de especialidades químicas e ingredientes alimentícios em todos os continentes. “A IMCD Brasil manterá suas operações com mix variado de produtos para os mercados de detergentes, saúde, cuidados pessoais, coatings, nutrição, lubrificantes, sínteses, plásticos e outros, e também incorporará ao portfólio novos produtos de especialidades”, informou Reinaldo Medrano.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11Próxima página
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios