In-Cosmetics: Tecnologia dos ingredientes cria benefícios para cosméticos

A indústria de produtos para higiene, beleza, perfumaria e cosméticos terá, nos dias 9 e 10 de setembro, nas áreas do Golden Hall e Foyer do World Trade Center, em São Paulo, a oportunidade de encontrar mais de 150 fornecedores mundiais de matérias-primas e insumos usados nesses mercados.

Além disso, uma extensa programação de palestras ajudará os profissionais do ramo a atualizar seus conhecimentos, tanto em termos de perspectivas de mercado, quanto em inovações.

A In-Cosmetics é um encontro que se realiza na Europa e na Ásia há mais de 20 anos, reunindo a nata dos especialistas do ramo, sob os cuidados da Reed Exhibitions.

Em 2014, o Brasil foi escolhido para sediar a versão latino-americana da feira, pelo fato de responder por 58% do faturamento setorial na região.

Além disso, o país é o terceiro maior mercado mundial de higiene e beleza, sendo superado apenas pelos Estados Unidos e pelo Japão.

A diferença em relação a este é pequena e existe uma grande possibilidade de ultrapassagem, explicada pelo fato de o mercado japonês já ser considerado maduro, enquanto o brasileiro ainda tem muitas oportunidades a aproveitar, com a expectativa de chegar a US$ 73 bilhões em 2017.

O país revela um crescimento vertiginoso de vendas, tendo partido de US$ 36 bilhões em 2011, e registrado US$ 47 no ano passado, segundo a consultoria Euromonitor International.

A versão local da In-Cosmetics conta com o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal e Cosméticos (Abihpec), sendo que o braço técnico-científico da entidade – o Itehpec – comandará o workshop que ocupará a atenção dos visitantes das 8h30 às 13h nos dois dias do evento.

A exposição e os seminários de inovação (promovidos pelas empresas expositoras) começam às 13h.

O workshop do Itehpec começará com a apresentação de Marcela Viana, pesquisadora da Euromonitor, sobre as tendências do mercado de produtos premium para beleza e cuidados pessoais na atual condição internacional, pós-recessão nos principais mercados globais.

A pesquisadora aprofundará suas análises nas linhas de produtos que apresentam crescimento mais pronunciado, que se apoiam na oferta de emoções e novas experiências sensoriais, proporcionando aos usuários o luxo e a gratificação que procuram.

A palestra seguinte, ministrada por Israel Feferman, da Consideal Consultoria, tratará do papel da inovação no futuro da indústria cosmética, como forma de criar diferenciais que possam melhor atender aos anseios dos consumidores, cujo envelhecimento é cada vez mais notável, dado o aumento na expectativa de vida.

Em seguida, a nanotecnologia e suas aplicações no ramo cosmético serão abordadas pela pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e conselheira do Itehpec Silvia Stanisçuaski Guterres, com ênfase em produtos para a pele e cabelos.

Depois dela, será a vez Carlos Eduardo de Oliveira Praes, do grupo Boticário, falar sobre a importância da biotecnologia no setor cosmético, indicando a convergência de interesses entre o setor e a atividade farmacêutica, bem como o maior aproveitamento de fontes naturais renováveis nos produtos do setor.

A última apresentação do dia 9 ficará a cargo de Ricardo Neri, diretor da Sensenova, que falará sobre a ciência sensorial e como ela influencia e apoia o desenvolvimento de produtos do setor.

No dia 10, os trabalhos começam com a apresentação da diretora de inovação & insight, beleza e cuidados pessoais da consultoria Mintel, Vivienne Rudd, apontando quais as tendências, motivações e inovações que devem ser monitoradas para que a indústria possa sempre surpreender seus clientes.

Na sequência, o consultor da Abihpec Pedro Amores apresentará a metodologia e os testes de avaliação mais aceitos mundialmente para a elaboração de um dossiê de segurança para produtos destinados a mercados globalizados.

Depois dele, o diretor-executivo da Beraca, Daniel Sabará falará sobre o desenvolvimento de ingredientes naturais mediante a formação de uma cadeia de produção sustentável e competitiva.

A palestra final caberá a Ricardo de Nóbrega, gerente de comércio exterior da Abihpec, falando sobre as agruras do processos de importação de ingredientes cosméticos no Brasil, indicando caminhos para a liberação mais célere das mercadorias.

A programação dos seminários de inovação está disponível em: www.in-cosmeticsbrasil.com/pt-br/Educacao. Saliente-se que o workshop do Itehpec tem custo de R$ 1.000,00 para os dois dias, com descontos para sócios da Abihpec e do Itehpec, e exigem inscrição prévia.

Química e Derivados, In-Cosmetics: Tecnologia dos ingredientes cria benefícios para cosméticos

Exposição – Um dos pontos marcantes do encontro será a apresentação novos ingredientes para maquiagens. Embora não seja o maior filão de mercado, com apenas 8% do faturamento setorial, esses produtos possuem características tecnológicas únicas, sendo consumidos por todas as classes sociais, devendo proporcionar pelo menos 6% de crescimento anual ao setor.

“As maquiagens consumidas na Europa precisam ser adaptadas às condições locais de clima”, afirmou o presidente da Abihpec, João Carlos Basílio da Silva. “Os produtos nacionais já estão climatizados, deixam a pele respirar livremente.”

Estudos de mercado apontam que as brasileira buscam produtos mais fáceis e práticos para usar, exigindo combinar composição química com embalagens adequadas.

Entre os expositores, a Croda apresentará a linha OleoCraft de polímeros termoplásticos sólidos de baixa cor e odor, com alto desempenho para formar géis termorreversíveis.

São poliamidas estruturantes de óleos vegetais que podem formar filmes sobre lábios, pele e cílios, oferecendo maior resistência ao desgaste da cor dos cosméticos e de ingredientes de proteção contra o sol. Podem ser usados em diferentes apresentações.

A Dow Corning levará para a feira o ES-5300, auxiliar de formulação para maquiagem, loções corporais e protetores solares.

Trata-se de um surfactante de silicone capaz de formar emulsões de água em silicone ou de óleo em água com alta estabilidade, oferecendo sensação de leveza ao toque e baixa pegajosidade, além de melhorar a dispersão de pigmentos e partículas de ingredientes.

A companhia também apresenta o EP-9801 HydroCosmetic Powder, elastômero em pó de fácil dispersão na fase aquosa, proporcionando sensação agradável na pele, após a aplicação, com textura seca, suave e lubrificante. Oferece acabamento mate (fosco), com efeito óptico que ajuda a esconder as rugas e imperfeições.

A norte-americana Sensient traz os pigmentos minerais e orgânicos Unipure LC ADT-C, tratados hidrofobicamente para alcançar alto desempenho em maquiagem.

As partículas monodispersas de efeito 3D da linha Covabead Velvet contribuem para ocultar rugas e oferece efeito iluminado à pele.

A distribuidora holandesa IMCD levará para a exposição os elastômeros Polysilicone-11, pós micronizados e outras inovações em silicones.

Além disso, terá produtos da Ineos Oligômeros para maquiagens, removedores e loções especiais, bem como os óleos e manteigas vegetais e demais ingredientes da linha habitual da companhia.

Na linha de cuidados para a pele, a Lanxess lançará o Purolan Glucan, ingrediente ativo de origem natural com propriedades antienvelhecimento e e anti-inflamatórias. Também mostrará a linha Solbrol de conservantes para produtos finais, com opções isentas de parabenos.

A Química Anastácio divulgará o Piroctone Olamina, inibidor de substâncias irritantes ao couro cabeludo, que estimulam a formação da caspa. Possui ampla atividade antibacteriana e antifúngica in vitro, atuando como anticaspa e antiseborréico.

A Evonik enfatizará na feira os produtos de mais recente introdução no mercado cosméticos, como o Tego Care PBS 6, emulsionante livre de polietilenoglicóis para sistemas água/óleo, com amplo uso na formulação de protetores solares modernos, com alta carga de filtros UV solúveis e ingredientes difíceis, como repelentes de insetos e conservantes anturais, apresentando propriedades hidratantes.

Também será divulgado o Sphingony, esfingóide natural eficaz contra a queda de cabelos, indicado para tônicos antiqueda, condicionadores leave-on e fluidos multifuncionais para o couro cabeludo.

O Tego Solve 61 é um solubilizante de origem natural para incorporação de componentes lipofílicos em formulações hidrossolúveis, isento de PEG.

É formado por ésteres de poliglicerila e não afeta a formação de espuma do produto final.

A companhia também aproveitará a ocasião para mostrar aspectos da fábrica para 50 mil t/ano de produtos para cuidados pessoais e domissanitários que vai inaugurar em outubro, em Americana-SP.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios