Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Cosméticos – Produtos infantis requerem testes e ingredientes especiais

Rose de Moraes
31 de dezembro de 2007
    -(reset)+

    Química e Derivados, Alessandra Loureiro, Supervisora do laboratório de pesquisa e desenvolvimento, Cosméticos - Produtos infantis requerem testes e ingredientes especiais

    Alessandra: preferência concedida aos filtros solares físicos

    Também formulado com extrato natural de aveia, alfa bisabolol, óleo de amêndoas e vitamina E, o creme preventivo contra assaduras atua pela formação de um filme protetor sobre a pele, impedindo o seu contato com agentes irritantes.

    Novos desenvolvimentos em matérias- primas nos campos dos surfactantes e emulsionantes também prometem maior suavidade às formulações cosméticas de uso infantil. O surfactante Olivem 400, fabricado pela B&T, da Itália, e fornecido com exclusividade no Brasil pela Sarfam, é um deles. Derivado do óleo de oliva, ele pode ser utilizado na preparação de sabonetes, tanto líquidos como em barras, e nos xampus.

    “Os surfactantes naturais, desenvolvidos à base de óleo de oliva, como o Olivem 400 (Sodium PEG-7 Olive Oil Carboxylate), são bem menos irritantes à pele em comparação com os produtos convencionais, oferecendo benefícios às formulações de sabonetes e xampus, segundo ressaltou a engenheira química Daniela Baba, da Sarfam.

    O sistema emulsionante Olivem 1000 (olivato cetoesteárico, olivato de sorbitan), outro desenvolvimento da italiana B&T, também derivado do óleo de oliva, é livre de sabões e não é etoxilado, proporcionando alta suavidade à pele quando empregado em cremes hidratantes, loções de limpeza, filtros solares e produtos pós-sol. “O novo emulsionante oferece alta afinidade com a pele, pois sua composição é similar à dos ácidos graxos nela encontrados, como o oléico, o linoléico e o linolênico”, acrescentou.

    Para proteger a pele dos bebês e crianças de reações alérgicas causadas pela liberação de histamina e regenerar a permeabilidade da barreira epidérmica, a Sarfam também traz ao mercado brasileiro outra novidade: uma cera antipruriginosa denominada Stimutex, fabricada na Suíça, pela Pentapharm. “Trata-se de cera extraída do mosto do grão da cevada, que possui uma combinação bem balanceada de ácidos graxos essenciais, principalmente o linoléico, e inclui vitaminas e fitoesteróis”, explicou a engenheira química.

    As ações hidratante e antiirritante, muito exigidas em loções pós-sol preparadas para o público infantil, também contam com um novo ingrediente protetor, desenvolvido pela Pentapharm, que reconstitui rapidamente a camada lipídica da pele. Trata-se do Iricalmim, um biopolímero que não altera o sensorial da pele, repõe a camada lipídica, hidrata e refresca, por suas propriedades antiirritante e suavizante. “A composição de Iricalmim é rica em lipídios derivados do germe de trigo e também de leveduras e hialuronato de sódio, agregando propriedades protetora, hidratante, refrescante, antiirritante e suavizante”, ressaltou Daniela.

    A vez dos polímeros naturais – Os polímeros naturais têm grande representatividade na formulação de cosméticos em geral e dos produtos infantis. Os polissacarídeos costumam ser empregados com grande freqüência em preparações cosméticas, incluindo celulose, amido, quitina, goma xantana e goma guar.

    Nesse segmento, a Sarfam está oferecendo às indústrias de produtos infantis um polímero natural, de alta pureza, fabricado pela National Starch, para uso em ampla gama de cosméticos, especialmente na produção de talcos. “Trata-se do amido da tapioca (Tapioca Purê), com alto grau de pureza assegurada por rigoroso controle microbiológico, para uso em talcos líquidos, talcos em pó e emulsões para cuidados com a pele das crianças”, afirmou.

    Com largo emprego em vários mercados internacionais, um extrato orgânico de calêndulas suíças, produzido pela Alpaflor, também se encontra disponível às indústrias do segmento por intermédio da Sarfam. “O Calendula Offi cinalis Flower Extract é rico em flavonóides, saponisídeos, álcoois triterpênicos e polissacarídeos. Suas propriedades antiinfl amatória, suavizante, hidratante, descongestionante, purificante, curativa, antibactericida e antifúngica fazem desse extrato um ingrediente único e especial para uso em muitos produtos infantis, incluindo protetores solares e produtos curativos”, destacou a engenheira química Daniela.

    As propriedades antiinflamatórias, antimicrobianas e cicatrizantes do extrato das folhas de Neem (Melia azadirachta), fabricado pela Campo Neem Corti-Like, de Cingapura, fazem desse produto um ingrediente especial para pomadas e loções contra assaduras e produtos pós-sol. “Em produtos infantis, esse extrato, indicado para o tratamento de peles sensíveis e cicatrização de feridas, previne até as irritações dos olhos causadas por ácidos ou álcalis”, informou Daniela, da Sarfam.

    Novidades contra assaduras – Problema recorrente na primeira infância, as assaduras podem ser tratadas com ativos com propriedades antiinflamatórias e bacteriostáticas, como Phytosphingosine. Desenvolvida pela Evonik (ex-Degussa), especialista na produção de ativos que mimetizam estruturas naturais da pele, a substância, fornecida no Brasil pela Galena, de Campinas-SP, comprovou ser muito eficaz na prevenção e no tratamento de assaduras de bebês.

    Também com distribuição exclusiva e direta pela Galena, o emoliente primário (Fomblins HC/25), desenvolvido pela Solvay Solexys, segundo Márcia Raele, responsável pelo marketing técnico da empresa, forma um filme protetor, resistente à água, que diminui a desidratação dos cabelos das crianças.

    A Galena também está oferecendo às fabricantes de produtos infantis vitaminas desenvolvidas pela Vevy Europe, da Itália, uma das mais conceituadas empresas voltadas ao desenvolvimento de ativos dermocosméticos, em especial, um ingrediente denominado Efaderma. “Trata-se da vitamina F, uma mistura de ácidos linoléico, linolênico e araquidônico tamponados, com segurança e eficácia comprovadas na restauração da proteção da pele, na redução da perda de água, na correção de hiperqueratoses, capaz de reequilibrar a função das glândulas sebáceas, proporcionando uma hidratação natural à sensível pele infantil, por meio da reposição dos ácidos graxos naturais”, explicou Márcia.



    Recomendamos também:








    Um Comentário


    1. Célia Cassamo

      Gostava de saber se fornecem materia prima natural para produçao de linha infantil.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *