Cosméticos: Hidratantes para pele

Pandemia e inverno seco estimulam a usar insumos mais seguros e eficazes

Hábitos adquiridos durante a pandemia aqueceram as vendas de hidratantes para a pele.

O uso do álcool em gel tornou a hidratação ainda mais essencial.

Além disso, as baixas temperaturas típicas do inverno tendem a elevar a procura por este tipo de cosmético.

Se não bastasse este cenário favorável, novos públicos, como o vegano e a população com mais de 60 anos, despontam com demandas específicas fomentando o consumo.

A utilização maciça e contínua do álcool em gel intensificou a procura por hidratantes para pele.

Vanessa Arruda, gerente técnica do laboratório de Beauty & Personal Care, da IMCD Brasil, conta que os consumidores que não utilizavam produtos de cuidados para as mãos passaram a usá-los para evitar o ressecamento da pele.

Segundo ela, houve ainda um aumento da demanda por formulações com efeito prolongado e toque seco.

Nívia Brandão, química especialista em cosméticos da distribuidora Morais de Castro Produtos Químicos, explica que o álcool é um excelente antisséptico, porém resseca muito a pele.

Cosméticos: Hidratantes para pele ©QD Foto: iStockPhoto“É fundamental fazer a hidratação, principalmente para evitar o surgimento de dermatites que servem de porta de entrada para bactérias nocivas à saúde”, diz.

Para Caroline Marques, analista de marketing técnico da Focus Química, uma alternativa para mitigar estas constantes agressões se deu pelo uso de hidratantes ou sabonetes com propriedades antissépticas, os quais não agridem tanto a barreira da pele.

Outra solução adotada foram os óleos vegetais, manteigas e outros hidratantes com foco na reestruturação da barreira da pele e reposição lipídica.

O inverno também deve aquecer as vendas.

A pele seca/ressecada representa o maior incômodo relatado entre mulheres de 20 a 30 anos, que vivem nas grandes cidades, segundo levantamento da DSM divulgado pela Focus Química.

Caroline explica que, nesta estação do ano, o uso de hidratantes é indispensável para a manutenção de uma pele mais saudável e protegida.

    Orçamento Rápido

    Informe os produtos que deseja receber cotação.

     

     

    Nesta época, as mudanças climáticas e banhos muito quentes acabam ocasionando o ressecamento da pele, que tende a ficar desidratada, sem brilho, mais sensível e com sensação de repuxamento.

    Novos públicos – Mas, independentemente das circunstâncias, este tipo de cosmético tem demanda. Pesquisas da DSM apontam que 73% das mulheres de todos os mercados do mundo usam um hidratante. Enquanto por aqui, 65% das entrevistadas disseram hidratar a pele diariamente.

    Além desse consumidor cativo, o setor se expande em nichos.

    Segundo as pesquisas da DSM, a hidratação é o apelo de produto mais desejado por pessoas de 60 anos ou mais, público cada vez maior, por conta do aumento da expectativa de vida.

    Espera-se que, dependendo do país, essa faixa etária represente de 10% a 30% da população em 2050.

    Cosméticos: Hidratantes para pele ©QD Foto: iStockPhoto“Abre-se à indústria cosmética uma oportunidade de mercado”, afirma Caroline.

    A busca por alternativas mais naturais, produtos certificados e sem crueldade animal é mais um segmento em ascensão que fomenta mudanças no mercado há alguns anos, segundo Rafael Ishikawa, assistente técnico de desenvolvimento de Home e Personal Care do Grupo Solvay na América Latina.

    Em sintonia com o conceito vegano, a lanolina (ingrediente tradicional deste tipo de cosmético), por ser um insumo de origem animal, tem sido rechaçada pela maioria dos consumidores.

    Assim, de acordo com Caroline, tem-se observado, com maior frequência, o uso de emolientes como manteigas e óleos vegetais.

    A multifuncionalidade é mais uma tendência. Para ela, há um aumento da oferta de cosméticos que, além de hidratar, ofereçam outros benefícios, como uniformizar o tom de pele, seja pela associação de um ativo clareador ou por pigmentos, com função de maquiagem.

    Outra demanda se refere a dos hidratantes com Fator de Proteção Solar (associando ativos hidratantes com filtros solares) e até mesmo diferentes ativos em uma formulação.

    “Explorar apelos antioleosidade, anti-idade e cuidado com o microbioma podem despertar bastante interesse nos consumidores”, menciona Caroline.

    Nos últimos anos, também surgiu um novo perfil de compra.

    Segundo Vanessa, muitas pessoas passaram a adquirir um único cosmético com valor agregado e desempenho comprovado, tanto por estudos quanto pelos próprios consumidores, em detrimento de vários produtos.

    Dessa forma, hidratantes com ativos com eficácia comprovada, hidratação imediata e duradoura estão em alta e também configuram uma tendência.

    Anti-idade – Nívia fala da importância do uso de ativos específicos, com propriedades para o tratamento anti-idade.

    Entre esses ingredientes, o ácido hialurônico é um dos mais difundidos.

    Trata-se de um glicosaminoglicano, componente normal da derme humana, com grande potencial de reter moléculas de água. Sendo assim, é empregado em formulações cosméticas com finalidade umectante.

    “De maneira geral, precisamos sempre manter a pele hidratada para a saúde da mesma, principalmente para evitar envelhecimento precoce e surgimento de dermatites, mesmo em peles oleosas”, comenta.

    Quanto à umectação, em geral, ingredientes como a glicerina e propanodiol contribuem para a manutenção do conteúdo hídrico da pele, fazendo com que esta fique mais túrgida e assuma um aspecto jovem.

    Caroline ratifica que macromoléculas, como o ácido hialurônico de alto peso molecular, além de contribuir para a manutenção deste conteúdo hídrico, apresentam efeito filmogênico sobre a pele, agindo mecanicamente, para a ampliação da percepção de um efeito antissinais imediato.

    Uma pele hidratada possui melhor atividade celular e, com isso, proporciona uma barreira mais íntegra e protegida de infecções e fatores externos.

    Com a idade, perdem-se componentes essenciais de sustentação e firmeza da pele, assim como um bom nível de hidratação cutâneo.

    “Um hidratante que contenha ativos tecnológicos que estimule a síntese destes componentes irá ajudar a melhorar a elasticidade, luminosidade, prevenir rugas e linhas de expressão e melhorar a aparência geral da pele”, informa Caroline.

    As formulações anti-idade, assim como outros produtos de tratamento hidratantes, fazem parte de um ritual de beleza que inclui a performance do ativo, mas também a experiência de uso do consumidor, que busca por novas texturas e sensações durante a aplicação.

    Cosméticos: Hidratantes para pele ©QD Foto: iStockPhoto“Para o formulador, isso se traduz não só na escolha do ativo ideal, mas também na base de formulação adequada para uma utilização prazerosa do usuário, que incorpora este produto nos seus momentos de autocuidado”, afirma Ishikawa.

    Produtos – Segundo ele, a tecnologia Miracare OMG exemplifica esta questão, pois permite criar produtos de óleo em poliol transparentes no formato de gel, que podem ser utilizados em cosméticos com e sem enxágue, resultando em um sensorial de intensa hidratação.

    “É possível a criação de formulações lúdicas e com pouca ou nenhuma água, permitindo formulações concentradas e reduzindo o consumo de um dos recursos naturais mais críticos para o planeta”, pontua.

    Ao desenvolver fórmulas para limpeza e hidratação da pele, é importante que esta esteja estruturada adequadamente para evitar a perda e/ou manter a hidratação.

    Para isso, é preciso otimizar a formulação para que a entrega dos seus componentes seja maximizada, assim como faz a linha Miracare SLB, segundo Ishikawa.

    Ele explica que se trata de um sistema de surfactantes de cristais líquidos para a incorporação de até 40% de fase oleosa em sabonetes líquidos.

    “A textura obtida para o sabonete é similar à de cremes hidratantes ou loções, sem perder em espumação e hidratação”, comenta.

    Ele também destaca o éster 100% vegetal, Dermalcare LIA MB, desenvolvido no Brasil pela Rhodia (empresa do grupo Solvay).

    “É a alternativa ideal para formulações de cremes livres de silicones”, diz.

    Ele explica que, do ponto de vista de desempenho, é possível reduzir o tack, melhorar a espalhabilidade e a emoliência das formulações, atendendo às expectativas dos consumidores, mesmo comparando com formulações contendo silicones, nas mais diversas aplicações de cuidados com a pele.

    Produzido a partir de fonte renovável (cana-de-açúcar e óleo de palma), o ingrediente passa por um processo enzimático, que lhe garantiu o prêmio ECO, da Ancham, em 2020, por sua fabricação tecnológica e sustentável. Também é biodegradável, não ecotóxico e possui certificação Cosmos.

    Além disso, segundo estudos, o insumo, ao ser empregado em uma formulação de gel contendo 70% de etanol, reduz a perda de água transepidérmica (TEWL) e aumenta a hidratação das mãos, com resultados que podem ser observados até cinco horas depois da utilização do gel antisséptico.

    A Focus Química possui em seu portfólio diversas matérias-primas que podem contribuir tanto para a hidratação da pele, quanto para o sensorial da formulação.

    Exemplos ficam por conta dos ésteres vegetais da Stéarinerie Dubois e dos silicones da Wacker, além dos bioativos da DSM e as manteigas e óleos vegetais da Sophim.

    Um destaque é o Pentavitin (Saccharide Isomerate), um ativo da DSM de origem 100% natural, aprovado pela Ecocert e Natrue.

    “É o verdadeiro artista da hidratação”, diz Caroline.

    O ingrediente possui uma composição muito semelhante à da pele; ele se liga à queratina como se fosse um ímã, estimulando a síntese de fatores naturais de hidratação (NFM), e fortalece a função de barreira da pele, proporcionando uma hidratação profunda e prolongada, mesmo após o enxágue.

    “Além de possuir diversos estudos comprovando sua eficácia, tais como hidratação por 72 horas em formulações leave in, recentemente, a DSM realizou novos estudos que demonstraram uma pele mais hidratada e íntegra por 24 horas”, afirma.

    Ainda no portfólio da DSM há a linha HYA-ACT, composta por ácido hialurônico em três distintos pesos moleculares, que podem ser utilizados separadamente, porém quando associados, promovem importante ganho de sensorial e benefícios sinérgicos em um único produto, tais como hidratação, ação calmante, melhora na firmeza cutânea e atenuação de linhas finas, segundo Caroline.

    A linha também é de origem natural e tem certificado Microbiome Friendly.

    Considerando o contexto da multidimensionalidade de atenção à pele, a Focus Química desenvolveu uma formulação com o conceito de tratamento 4D, no qual foram aplicados os três itens da linha HYA-ACT, associados ao SYN-HYCAN, um peptídeo que age para uma ação completa de hidratação e preenchimento da pele, em uma formulação de ótimo sensorial.

    Da representada Sophim, Caroline fala do Phytosqualan (Squalane). Esqualano de origem 100% vegetal, derivado da oliva e livre de GMO, esse agente hidratante ajuda a manter a integridade e a aparência saudável da superfície da pele.

    Segundo ela, o ingrediente oferece grande variedade de propriedades essenciais e bom nível de hidratação cutânea, tais como restauração da barreira lipídica, prevenção da TEWL e restauro da elasticidade da pele, permitindo o desenvolvimento de texturas extra suaves e sensorial não oleoso.

    No portfólio da IMCD Brasil, o ingrediente Multimoist CLR se destaca.

    Esse insumo ativa a produção de receptores de vitamina D (RVD) e promove a sua ativação, resultando em uma pele mais hidratada.

    Segundo Vanessa, o produto tem propriedades hidratantes imediatas e duradouras, ambas demonstradas por cinco estudos clínicos com metodologias distintas.

    Cosméticos: Hidratantes para pele ©QD Foto: iStockPhoto“Também foi testado em um estudo com consumidores, que confirmaram que notaram um aumento da hidratação, maciez e a melhora da aparência da pele”, comenta.

    Desenvolvido pela empresa CLR Berlin, o ativo consiste em uma mistura sinérgica de fruto-oligossacarídeos e extrato de raiz de beterraba (Beta vulgaris). “A abordagem hidratante do ativo é diferenciada, pois atua nos receptores de vitamina D. Esta ação está de acordo com tendências de cuidados da pele madura e menopausada”, reforça Vanessa.

    A Morais de Castro destaca o óleo de jojoba, com grande quantidade de nutrientes essenciais que contém vitaminas A, B1, B2 e E.

    Segundo Nívia, o produto oferece benefícios à saúde da pele, como hidratação, regeneração, tratamento da acne e de estrias.

    A empresa também apresenta as microesferas coloridas com ingredientes ativos encapsulados, como vitaminas, que proporcionam liberação gradual dos ativos com excelente efeito visual para produtos cosméticos.

    “Quando o produto final é aplicado na pele, as microesferas se rompem e os ativos são liberados”, conclui.

    Leia Mais:

      Orçamento Rápido

      Informe os produtos que deseja receber cotação.

       

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado.